fbpx

Empresa representante de Luciano comenta situação do jogador no Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

A empresa que cuida da carreira do atacante Luciano, a ArtSports, comentou sobre a situação do jogador no Fluminense após o atacante pedir dispensa do jogo contra a Chapecoense evitando completar os sete jogos com a camisa Tricolor, fato que o impediria de negociar uma possível transferência com outro clube da Série A.

De acordo com a empresa, Luciano está focado no Fluminense e que
“qualquer possibilidade real de negociação será levada à conhecimento do clube.” a agência garantiu ainda que “não foi feito nenhum tipo de exigência de parte do atleta”, desmentindo desta forma a notícia de que o atacante teria pedido um aumento para seguir na equipe verde, branca e grená.

Luciano está emprestado ao Fluminense pelo Leganés, da Espanha, até 2021, mesmo período que termina o contrato com os espanhóis.

Veja a nota na íntegra:

“Esclarecemos à imprensa e torcedores tricolores alguns aspectos importantes sobre o profissionalismo e conduta do atleta Luciano:

Desde o último confronto do clube onde, em comum acordo com a comissão técnica e diretoria, o atleta se ausentou da partida, Luciano se manteve concentrado em seu descanso e família, mantendo contato conosco e com o clube sobre situações naturais de mercado.

Luciano tem números que o colocam no patamar dos principais atletas da atual temporada e o interesse de clubes brasileiros e estrangeiros no profissional fazem parte do contexto do futebol.

Ressaltamos que não foi feito nenhum tipo de exigência de parte do atleta ao clube e que o seu foco está no Fluminense, clube pelo qual tem contrato até 2021. Qualquer possibilidade real de negociação será levada à conhecimento do Fluminense e só será efetivada se for algo positivo para sua direção e para o atleta.

Luciano e sua família estão felizes no Rio de Janeiro e o atleta se sente honrado e compreende plenamente a grande responsabilidade que é vestir as cores do Tricolor”.

Fonte: Globoesporte.com

Luciano se vê valorizado e quer aumento salarial para permanecer no Fluminense

Artilheiro do Fluminense em 2019 com 15 gols, Luciano quer um aumento salarial para permanecer nas Laranjeiras, onde chegou em meados do ano passado, cedido pelo Leganés, da Espanha. Soma-se ao desejo de valorização o incômodo pelos três meses de atrasos como sendo a razão da indefinição quanto ao futuro do jogador.

Apesar do suposto interesse do Atlético-MG, divulgado há uma semana, não chegaram sondagens à diretoria. Os novos comandantes do clube, empossados ainda neste mês, esperam resolver a questão em conversas com o atacante, que tem mais dois anos de contrato de empréstimo com o clube.

A possibilidade de saída ganhou força quando Luciano pediu dispensa do jogo contra a Chapecoense, o último antes da pausa para a Copa América. Seria seu sétimo pelo Tricolor neste Campeonato Brasileiro, o que anularia as chances de transferência para outra equipe da Série A. Ele, porém, garantiu nas redes sociais que vai se reapresentar junto ao elenco, dia 24.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Presidente do Flu, Mário Bittencourt, descarta proposta por Luciano

Foto: Maílson Santana/FFC

Há menos de uma semana de ter assumido à presidência do Fluminense, Mário Bittencourt j´[a se viu diante do primeiro desafio no cargo: o caso Luciano, atacante que pediu para ficar de fora do jogo contra a Chapecoense para evitar atingir o limite máximo de partida com a camisa Tricolor, podendo dessa forma se transferir para qualquer outro clube da série A do Brasileirão.

Após o vazamento da notícia, várias informações começaram a pipocar em relação a uma possível transferência do atacante, que é o artilheiro da equipe no ano, com 15 gols marcados. Uma delas, publicada pela página Fala Galo 13, dava conta de um acerto com o Atlético Mineiro:

Foto: Reprodução/Internet

Questionado pelo portal Superesportes, de Minas Gerais, o mandatário do Tricolor foi bem direto:

“Não recebemos nada”

O agente do atacante, Nilson Moura, e o gerente de futebol atleticano, seguem a mesma linha de Mário e negam qualquer contato por Luciano.

Incomodado com a ausência de Luciano, Diniz desabafa: “Deveria estar aqui, tem contrato”

Treinador assumiu ter sido pego de surpresa pela decisão do atacante, que optou por não completar o sétimo jogo pelo Fluminense

Foto: Lucas Merçon / FFC

Na última partida antes da parada para a Copa América, o Fluminense visitou a Chapecoense e empatou em 1 a 1. O gol tricolor foi marcado por Paulo Henrique Ganso, de pênalti. Com o resultado, a equipe se manteve na 16ª posição, fora da zona de rebaixamento. Para o duelo em Chapecó, Fernando Diniz teve muitos desfalques em todos os setores. Diante de diversas ausências por lesão, uma que engloba o fator extracampo foi a que mais incomodou o treinador do time das Laranjeiras.

Luciano, um dos principais nomes do Fluminense na temporada, pediu para não ser relacionado, pois assim não completaria os sete jogos pelo clube no Brasileirão. Insatisfeito com o atraso de salários, o atacante tem propostas de outras equipes da Série A, como o Atlético-MG. Perguntado sobre a situação envolvendo o Tricolor e o atleta, Diniz se mostrou bastante insatisfeito e deu sua opinião sobre o caso.

“Fomos pegos de surpresa. Por mim, estaria aqui. Veio conversar comigo e disse que, se dependesse de mim, ele não sairia. Começamos a formar um time e alguns jogadores estão se destacando e saindo. O Ibañez saiu, o Everaldo saiu, o Luciano está saindo com 15 gols na temporada. Importante para a equipe, um dos capitães. Deveria estar aqui, tem contrato. Não sei o que vai acontecer”, afirmou.

Depois de um 2018 com muitas oscilações, Luciano se encontrou com Fernando Diniz no comando e começou este ano em grande estilo. Ao todo, já são 31 jogos com a camisa do Fluminense e 15 gols marcados. Porém, o jogador já vem há algum tempo reclamando da questão salarial e mostrando-se insatisfeito com os atrasados. A parada para a Copa América será essencial para ambas as partes chegarem a uma decisão com relação ao futuro do atacante.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Atlético Mineiro e Santos surgem como principais opções por Luciano

Foto: Lucas Merçon/FFC

Após pedir para não enfrentar a Chapecoense, evitando desta forma estourar o limite de sete jogos com a camisa Tricolor, começou a ser especulado sobre uma possível saída de Luciano do Fluzão.

Não demorou muito para aparecerem possíveis destinos para o atacante que é o principal artilheiro do Fluminense na temporada, com 15 gols. O Canal Flunews apurou que Atlético Mineiro e Santos, seriam os clubes com maiores chances de contar com o futebol do camisa 18.

Um twitter do repórter Henrique André, setorista do Galo no jornal Hoje em Dia, confirmou o interesse do clube mineiro no jogador, porém, descartou uma possível troca por Maicon Bolt, negociação que foi levantada logo após vazar a notícia de que Luciano estaria de fora da partida contra a Chapecoense.

Contudo, vale informar que mesmo estando emprestado ao Flu, o Tricolor pode sim pedir um compensação seja em troca de jogador ou até mesmo em dinheiro para liberar o atacante antes do fim do contrato de empréstimo.

Já o Canal Flunews obteve a informação de que o atacante estaria em negociações avançadas com outra equipe: o Santos, que embora já tenha contratado Uribe para o setor, ainda pretende reforçar o setor ofensivo da equipe. Caso a negociação avance, o nome que pode pintar no Tricolor, é do goleiro Vanderlei, de 35 anos e que estava fora dos planos de Sampaoli no início da temporada, mas conquistou a posição de titular do Peixe.

Assim como Luciano, Vanderlei tem seis partidas no atual Campeonato Brasileiro, e já teria pedido para não completar a sétima partida pela equipe paulista. Tanto é que no clássico desta nona rodada, nesta quarta-feira (12), contra Corinthians, Everson será o titular.

Buscando evitar sétimo jogo, Luciano não viaja e pode deixar o Fluminense

Foto: Lucas Merçon/FFC

Artilheiro da equipe no ano com 15 gols, o atacante Luciano pode deixar o Fluminense ainda esse ano.

O jogador que completou sua sexta partida pelo tricolor no Brasileiro no último domingo (09), no empate em 0 a 0 contra o Flamengo, conversou com o técnico Fernando Diniz e o executivo do futebol tricolor, Paulo Angione, e em comum acordo preferiram por deixar o atacante de fora da partida contra a Chapecoense, na próxima quinta-feira (13), evitando desta forma que o jogador estourasse o limite da sétima partida pelo Brasileiro.

Com dois meses de salários de CLT atrasados e mais cinco de direitos de imagem, Luciano já demonstrou insatisfação com a situação, e uma proposta de outro clube da série A, teria seduzido o atacante.

A nova diretoria Tricolor que assumiu oficialmente na noite da última segunda-feira (10), deve se reunir com o atacante nos próximos dias a fim de contornar a situação, mas uma saída do jogador não é descartada.

Luciano exalta postura do time apesar dos atrasos salariais: “Estamos dando a vida”

Atacante revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do Fluminense, bateu um papo com os atletas antes da partida

Foto: Mailson Santana / FFC

A situação financeira delicada que o Fluminense vive não é mais surpresa para ninguém. Porém, é sempre válido destacar a postura dos atletas com relação a essa realidade. Atualmente, são dois meses de salários atrasados e cinco de direito de imagem. Mas, apesar disso tudo, os jogadores seguem se doando em campo e jogando um bom futebol. Pelo menos é o que afirma Luciano, capitão da equipe no empate em 0 a 0 com o Flamengo. Após a partida, o atacante exaltou a hombridade dos atletas em seguir ‘dando a vida’ mesmo com os problemas extracampo e revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do clube das Laranjeiras, conversou com o grupo antes do clássico.

“Questão de salário é complicada. Mesmo com tantos salários atrasados, não paramos de correr. Hoje tivemos conversa bacana com novo presidente. Precisam resolver o quanto antes. Pagaram uma parte de março. Estamos correndo, batalhando, com direito de imagem atrasado. Estamos dando a vida. Espero que o novo presidente dê jeito”, disse.

O atacante finalizou com perigo duas vezes e quase abriu o placar para o Fluminense, mas esbarrou nas boas defesas de Diego Alves. Perguntado sobre a atuação do goleiro adversário, Luciano afirmou que o arqueiro estava em uma noite inspirada e garantiu a igualdade no Maracanã.

“Diego Alves estava inspirado hoje, a gente poderia ter saído com três pontos. Tivemos mais chances claras, mas Diego ajudou o Flamengo com o empate”, concluiu.

Classificado, Fluminense terá importante desfalque no jogo do Uruguai

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense garantiu classificação as oitavas de final da Copa Sul-Americana e já tem até o adversário definido: o Penarol, com o primeiro jogo por ser realizado no Uruguai e o segundo, no Maracanã. Ambos ainda sem data definida.

Para o jogo de ida, no Uruguai, o Fluzão terá um grande desfalque: o atacante Luciano, que tomou o terceiro cartão amarelo na classificação contra o Atlético Nacional, na noite da última quarta-feira (29).

Contudo, até lá, o Tricolor ainda terá a chance de inscrever Pedro, que não estava inscrito nesta fase por estar viajando com a seleção sub-20 que disputará um torneio em Toulon, na França.

No último domingo (26), no jogo contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro, Diniz não contou com Luciano e escalou o ataque com Yony Gonzalez, Pedro e João Pedro. Os três participaram dos dois gols do Flu na derrota por 3 a 2, com Yony sofrendo pênalti convertido por Pedro e João Pedro marcando o segundo gol.

É pra vestir a camisa ! Luciano desperdiça chance inacreditável na derrota do Flu na Colômbia

Foto: Lucas Merçon/FFC

O Fluminense visitou o Atlético Nacional na última quarta-feira (29) pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Com o bom resultado adquirido no Rio de Janeiro, quando venceu por 4 a 1, o Tricolor levou uma.grande vantagem para a Colômbia e mesmo com a derrota por 1 a 0, garantiu a classificação para as oitavas de final para pegar o Penarol, do Uruguai.

Contudo, o jogo que ao todo foi tranquilo poderia ter se dificultado para o time de Diniz. Isso por que, o Fluzão levou o gol logo aos cinco minutos de jogo e, na sequência teve a chance de empatar, mas Luciano, de forma inacreditável, perdeu o gol.

O lance no final não fez falta ao Flu, mas sem dúvidas entra para o grupo dos gols desperdiçados de forma inacreditável.

Sinal amarelo para número de cartões no Fluminense

Crédito: Reprodução

O alto número de cartões da equipe do Fluminense no ano, começa a ligar um alerta nas Laranjeiras. Ao todo, o Tricolor já recebeu 66 cartões ao longo da temporada, sendo 60 amarelos e seis vermelhos. Como o Flu realizou 29 partidas, a média é de 2,27 cartões por jogo.

A questão chama atenção, quando os números são analisados individualmente. Luciano, artilheiro do time no ano com 14 gols, já acumula 12 cartões, mais do que os dois zagueiros, Matheus Ferraz e Nino juntos, já que ambos tomaram cinco cartões cada.

Uma parte dos cartões recebidos por Luciano estão atrelados a reclamação. Desta forma, para o torneio da Sul-Americana, a torcida espera que o time segure os ânimos, já que os times de fora do Brasil, costumam jogar a competição provocando os adversários. Por esse motivo, não cair nas armadilhas psicológicas é fundamental para evitar que o número de cartões continue a subir.

Top