fbpx

Depois de Ganso, Marcos Felipe também vira sócio do Flu

Após a adesão de Paulo Henrique Ganso ao palco de sócio torcedor do Fluminense, o goleiro Marcos Felipe adotou a mesma atitude e se associou ao clube.

O goleiro ainda confessou que além dele, a esposa e até suas filhas também se associaram ao Tricolor:

– Me tornar sócio deste clube grandioso como o Flu é um sentimento de muita alegria, fiz questão de me associar juntamente com minha esposa e minhas filhas – disse o goleiro

Cria de Xerém, o goleiro terminou o ano como titular, após a lesão de Muriel, que precisou passar por uma cirurgia na mão. E, Marcos Felipe se mostrou pé quente, terminando o ano invicto, tendo três empates e três vitórias.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Marcos Felipe supera desconfiança e termina o ano invicto no Fluminense

Reserva durante toda carreira como profissional no Fluminense, o goleiro Marcos Felipe foi uma das gratas surpresas da equipe de Marcão no final desse Brasileirão.

O goleiro que entrou no time titular substituindo Muriel, que fraturou um dedo da mão esquerda, não só deu conta do recado como terminou o ano de forma invicta como titular, acumulando três vitórias e três empates.

O início porém, não foi simples, tido como terceiro goleiro, Marcos Felipe só virou titular por conta além da lesão de Muriel, a grande rejeição por parte da torcida contra Agenor, reserva imediato de Muriel até então.

A boa sequência na reta final do ano pode garantir ao goleiro ao menos a oportunidade de se firmar no elenco e fazer sombra ao até então inquestionável Muriel, que salvou a equipe em diversos jogos do atual Brasileirão.

Além de ter sido eleito para a seleção da rodada, o jogador Nino pode comemorar mais ainda, pois ele foi escolhido como o cara da última rodada do Brasileirão 2019.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Marcos Felipe diz estar vivendo momento especial no Flu: “Um sonho realizado”

O goleiro Marcos Felipe, escolhido pelo Marcão para substituir Muriel, machucado até o fim da temporada, vem mostrando que realmente, tem totais condições de ser titular do Flu.

Seguro até o momento, o jogador afirmou ontem na zona mista do estádio Maracanã que está vivendo um momento mágico na carreira.

“É uma sensação maravilhosa. Um orgulho para mim! Um sonho realizado. Estou aqui desde os 13 anos de idade e poder estar ajudando e contribuindo, é um sonho realizado” – afirmou o goleiro

Marcos ainda protagonizou uma cena arrepiante. Ao fim do jogo, ele foi aplaudir, junto ao preparador de goleiro do clube, a torcida tricolor, que gritou seu nome euforicamente. Ele, em gesto de amor, agradeceu e bateu no escudo do clube na camisa. Confira fotos desse momento:

O goleiro que esperou tanto tempo por uma oportunidade, agora parece que realmente vai engatar de vez com a camisa tricolor

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Crédito das fotos: João Eduardo Gurgel/Canal FluNews

Zona Mista Tricolor: Confira o que os jogadores do Fluminense falaram para a imprensa após o jogo!

A vitória de ontem do Fluminense sobre o Palmeiras deixou o clube em uma situação bem favorável para sair do rebaixamento, com apenas 1% de chances de cair de divisão. Após a partida, os jogadores falaram na zona mista.

O primeiro a falar foi o volante Airton, que saiu lesionado logo no primeiro tempo e deu lugar para Dodi.

O segundo foi o próprio Dodi, eleito para muitos, o melhor jogador da partida de ontem.

O zagueiro Digão, que voltou a fazer boas atuações e ganhou novamente apoio da torcida, também falou com a imprensa sobre o momento vivido por ele e pelo clube.

O meio-campista Paulo Henrique Ganso, que levou uma pancada no fim do jogo, também falou com os jornalistas. Ele será reavaliado hoje.

Por último, o goleiro Marcos Felipe, que novamente fez uma partida muito segura, falou sobre a emoção e gratidão de jogar no Fluminense.

O Fluminense embarca para Florianópolis no sábado e no domingo, enfrenta o Avaí em mais uma rodada do brasileirão.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Sem Muriel, Marcos Felipe se destaca em vitória do Fluminense

Foto: Divulgação/FFC

Muitos tricolores entraram em pânico quando receberam a notícia da fratura no dedo de Muriel, afastando o goleiro do restante da temporada, porém, Marcos Felipe entrou e foi um dos destaques da vitória do Fluzão diante do CSA, na última segunda-feira (25).

O goleiro que fez sua estreia no ano diante do Atlético Mineiro, mostrou uma certa insegurança na partida, mas não comprometeu no empate em 1 a 1.

Mantido contra o CSA, Marcos Felipe foi um dos grandes destaques da partida, fazendo no mínimo três boas defesas na partida, garantindo a vitória do Fluzão por 1 a 0, resultado que tirou o time do Z-4.

A boa atuação o goleiro ainda foi o destaque do Tricolor no jogou virtual da Globo.com, o Cartola FC, fazendo 16 pontos, o maior pontuador da equipe na rodada.

Ganso e Marcos Felipe devem disputar partida contra o Atlético

Cria da base sai na frente na disputa com Agenor.

Dois dias depois de ser operado na mão esquerda, Muriel foi ao CT Carlos Castilho visitar os companheiros. O goleiro do Fluminense só voltará a jogar ano que vem e Marcão começou a definir o seu substituto contra o Atlético-MG, sábado no Maracanã. 

Cria da base, Marcos Felipe saiu na frente da disputa com Agenor, segundo o site “Uol” e confirmado pela reportagem. 

No treino desta quinta-feira (14), Marcão testou o jogador de 23 anos na equipe titular. Sem jogar uma partida oficial desde 2017 (foram 4 ao todo pelo Fluminense), Marcos Felipe tem a seu favor a falta de confiança demonstrada pela torcida tricolor em Agenor, que vinha sendo constantemente relacionado como segundo goleiro nos jogos.

Além de Marcos Felipe, outras duas mudanças na equipe titular. No meio, Ganso retorna após ser poupado contra o Internacional no lugar de Nenê. E Orinho substituirá Caio Henrique, com a seleção sub-23.

Fonte: meiahora

Marcão ensaia equipe com Marcos Felipe na vaga de Muriel

Foto: Mailson Santana/FFC

O técnico do Fluminense, Marcão, começou a dar pistas da equipe que deve mandar a campo para enfrentar o Atlético Mineiro no próximo sábado (16), às 19h, no Maracanã.

Sem Muriel, que fraturou a mão esquerda e ao volta no ano que vem, o treinador testou o prata da casa, Marcos Felipe, no gol Tricolor. O jogador, revelado em Xerém e que teve poucas oportunidades no time principal, briga por uma vaga com o contestado Agenor.

Outra mudança foi a volta do meia Paulo Henrique Ganso. Fora da última partida, contra o Internacional, com desgaste muscular, o camisa 10 não participou das primeiras atividades da semana, dando espaço para Nenê, seu substituto no Sul também, porém, o jogador treinou normalmente nesta quinta-feira (14) e não deve ser problemas para sábado.

O coletivo também serviu para reforçar a entrada de Orinho na vaga de Caio Henrique, convocado para a seleção olímpica.

Agenor e Marcos Felipe concorrem pela vaga de Muriel, machucado

Um dos dois terá a responsabilidade de assumir a condição de titular do Fluminense na reta final do Brasileirão. Confira a trajetória e a situação contratual dos dois arqueiros.

Com a fratura que tirou o goleiro titular da temporada, um destes dois goleiros terá a missão de defender o Fluminense na luta contra o rebaixamento nas seis rodadas restantes do Brasileirão 2019. O próximo desafio é sábado, 16, contra o Atlético-MG, pela 33ª rodada.

A responsabilidade é grande, afinal, com Muriel, o aproveitamento do Flu no campeonato é 12% maior (39% contra 27%). Caberá ao técnico Marcão fazer a escolha no decorrer desta semana. Reserva imediato, Agenor, que já foi titular da equipe no ano, é o favorito à vaga.

AGENOR

O gaúcho de 29 anos foi contratado pelo Fluminense no começo desta temporada. Tem vínculo até o fim de dezembro e até o momento não foi procurado pelo clube para renovação.

Sua estreia foi logo em um Fla-Flu, válido pela Taça Rio, onde o então técnico Fernando Diniz escalou um time misto. A atuação segura diminuiu a desconfiança de parte da torcida.

MARCOS FELIPE

Formado no Fluminense e com passagens por seleções de base, o capixaba de 23 anos não foi a campo nenhuma vez em 2019. Dos 63 jogos do Flu na temporada, foi relacionado em 16.

Sua última partida foi no Torneio da Flórida, em janeiro de 2018, quando esteve em campo na derrota por 3 a 1 para o Barcelona do Equador. Mesmo não sendo utilizado nas últimas temporadas, recentemente renovou com o Tricolor até julho de 2022. Seu vínculo anterior terminava no fim deste ano.

Fonte: Globo Esporte

Goleiro Marcos Felipe renova por mais três anos com o Tricolor

Foto: Divulgação/FFC

Atual terceiro goleiro do elenco profissional do Fluminense, Marcos Felipe estendeu seu vínculo com o clube até o final de 2022.

O jogador de 23 anos que é considerado de grande potencial não teve ainda muitas oportunidades na equipe principal do Fluzão, tendo sua última aparição em 2017.

A maior sequência que teve foi em 2015 quando esteve emprestado ao Macaé, quando disputou 8 partidas.

Por que não Marcos Felipe?

Após a liberação de De Amores e Rodolfo sendo flagrado no doping, o Fluminense viu em dois dias, suas quatro opções para o gol, sendo reduzida para apenas dois, sendo eles Agenor e Marcos Felipe.

Conforme o Canal Flu News vem noticiando, Walter, arqueiro do Corinthians, pode estar próximo de ser anunciado como o novo reforço para o gol tricolor. Porém, enquanto a chegada de um novo camisa um ainda não é oficializada e Agenor já mostrou que é um goleiro irregular, eis a pergunta: Por que não utilizar Marcos Felipe?

Atualmente com 23 anos, o jogador passou pelas categorias de base da seleção brasileira sub-17 e sub-20, atuando em nove e seis jogos, respectivamente por cada categoria.

Marcos em treinamento com a seleção sub-20 (Foto: GloboEsporte.com)

Em 2017, quando fez seu primeiro jogo como profissional ainda com Abel Braga no comando, Marcos defendeu um pênalti em jogo do Campeonato Carioca disputado contra o Volta Redonda, em Moça Bonita e na ocasião, o Flu ganhou por 3×0.

Em todo o seu período de Fluminense, apenas em 2015, ele saiu do clube e defendeu o Macaé por empréstimo. Lá, ele também chegou a defender algumas penalidades.

Marcos Felipe defende pênalti pelo Macaé na Série B em 2015 (Foto: GloboEsporte.com)

Muitos torcedores se questionam o porque ele nunca recebeu novas oportunidades no time tricolor. Até porque, um goleiro de nível de seleção de base, serve para o Brasil mas não serve para o Flu? Quem acompanha os vídeos de treinamentos divulgados pelo clube, observa-se que Marcos Felipe é um dos melhores fisicamente.

Você também é a favor de dar uma chance ao goleiro?

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Top