fbpx

De saída para o Japão, Marcos Jr. leva cores do Fluminense a passeio pela Europa

Marcos Júnior não renovou com o Fluminense e jogará no Japão em 2019. Como o contrato se encerra ainda neste mês, a saída para o Yokohama Marinos, que tentou contratá-lo em abril, se dará sem lucro para o clube carioca. Apesar do ano conturbado nas Laranjeiras, com discussão com Paulo Angioni, incômodo por salários atrasados e pedido pela renúncia de Pedro Abad, o atacante mantém o carinho pelo Tricolor.

Ele viajará ao Japão apenas em janeiro. Logo, tirou o mês de dezembro para viajar para o exterior. Em um passeio por Madrid, na Espanha, Marcos Júnior se vestiu com um casaco do Fluminense e publicou fotos em rede social, o que arrancou elogios dos internautas tricolores.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Aborrecido, Marcos Júnior troca o Fluminense pelo Yokohama Marinos

Sem acordo pela renovação do vínculo, com validade por mais um mês, Marcos Júnior deixará o Fluminense e, em janeiro, viaja ao Japão para jogar pelo Yokohama Marinos. Aos 25 anos, ele encerra um longo ciclo na casa onde foi revelado e começou como profissional, em 2012. Atrás de Gum, é, hoje, o segundo jogador há mais tempo no clube.

As primeiras conversas – sem sucesso – com o Yokohama ocorreram em abril, havendo, inclusive, a formalização de uma proposta. Quando questionado sobre o interesse japonês, ainda no primeiro semestre, Marcos Júnior confirmou, mas indicou a preferência pela permanência nas Laranjeiras. À época, porém, ele ainda não havia sido chamado para negociar a extensão do contrato.

Pedro Abad assumiu a negociação para manter o atacante em 2019. Propôs mais um ano e um reajuste salarial, mas não agradou. Embora seja dono de 60% do passe do vice-artilheiro da equipe no ano (nove gols em 48 jogos), o Fluminense não lucrará com sua saída para o clube japonês, uma vez que estava em fim de contrato.

Marcos Júnior se aborreceu com os salários atrasados, problema que se tornou corriqueiro durante a temporada. Depois da goleada para o Palmeiras, em novembro, ele chegou a cobrar um esclarecimento de Paulo Angioni no vestiário da Arena. Domingo, envolveu-se em mais um polêmica, quando se disse favorável à renúncia do presidente.

Defendendo as cores verde, branco e grená, o atleta conquistou os campeonatos Carioca e Brasileiro de 2012; a Primeira Liga de 2016, marcando o gol do título; a Taça Guanabara de 2017; e a Taça Rio de 2018.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Fluminense pode ter várias mudanças para 2019

Marcos Júnior e Júlio César, por exemplo, dificilmente seguirão no clube.

Embora ainda tenha bastante coisa em jogo nesse final de 2018, o Fluminense já começa a pensar no seu futuro. E como aconteceu em 2018, 2019 deve ser de dificuldades para o Tricolor.

Com alguns jogadores do atual elenco em fim contrato, a direção do clube já começou a se mexer para renovar com os atletas, casos de: Gum, Rodolpho, Gilberto, Júlio César e Marcos Júnior.

Contudo, de acordo com informações do Canal Flunews, Marcos Júnior já teria um acordo com uma equipe japonesa e deve assinar com o time oriental em janeiro. Júlio César é outro que de acordo com o portal, não deve seguir no clube. Gilberto por sua vez depende da Fiorentina, clube que detém os direitos do atleta. Inclusive, o próprio jogador já tem ciência que sua permanência no Tricolor depende da Viola concordar com um novo empréstimo.

Ainda existe a possibilidade do clube perder alguns de seus titulares, casos de Ayrton Lucas e Richard, ambos pretendidos pelo Corinthians. Richard já chegou a ter o nome ligado também ao Cruzeiro.

Na contra mão disso, a diretoria já planeja a reposição das peças e já busca alternativas no mercado. Alguns nomes como João Ricardo e Norberto, ambos do América Mineiro, além de Élton do Bahia podem ser as novidades nas Laranjeiras em 2019.

 

foto: Nelson Perez

Cobrança por dívida esquenta o clima no vestiário do Flu

Marcos Júnior teria tido uma leve discussão com Angioni.

O clima no vestiário do Fluminense esquentou e muito depois da derrota de 3 a 0 para o Palmeiras. De acordo com Léo Burlá, do portal UOL Sports, Marcos Júnior representou o grupo e, cobrou pessoalmente o diretor de futebol do clube, Paulo Angioni, a dívida com o elenco, que já chega a dois meses de carteira e quatro de direitos de imagem.

A revolta se deu pelo fato da direção do clube ter prometido quitar parte do débito antes da partida contra o alviverde, o que não aconteceu.

De acordo com o portal Globoesporte.com Angioni foi quem tentou acalmar os ânimos dos atletas e teria iniciado uma leve discussão com Marcos Júnior, que teria dito a seguinte frase ao diretor: ” Apesar de eu ser teu amigo, eu vou cobrar (…) A gente está cansado de ter promessas”. Teria dito Marcos Júnior.

Ainda de acordo com o portal Globoesporte, a dívida da direção com o elenco Tricolor já chegou aos R$9 milhões, podendo chegar aos R$11 milhões de acrescido os impostos.

Há portanto a expectativa no clube que seja quitada parte dessa dívida até a próxima segunda-feira (19)

 

foto: Mailson Santana

Com futuro indefinido, Marcos Júnior já admite possibilidade em deixar o Flu

Contrato do jogador vence em dezembro e e ainda não houve acordo por uma renovação.

Segundo jogador do atual elenco a mais tempo vestindo a camisa do Fluminense, o atacante Marcos Júnior não sabe se seguirá no Tricolor em 2019. Com seu contrato por vencer em dezembro, o staff do jogador já iniciou as conversas pela renovação de contrato, mas ainda não houve acordo.

De acordo com informações do site Globoesporte.com, no primeiro contato entre o clube e o staff do atleta, foi oferecido uma proposta de mais um ano de contrato com reajuste salarial entre 15 e 20%,  e os empresários ficaram de avaliar a proposta. Marcos Júnior que prefere não se envolver na negociação deixou o futuro em aberto após a derrota para o Grêmio no último sábado (29).

– Estou bem tranquilo. Se eu sair ou ficar, sou muito grato ao Fluminense. Não vou sair triste, é uma gratidão imensa jogar pelo Fluminense. Depende do meu empresário. A indefinição não me incomoda. Estou mais tranquilo – disse o jogador.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Marcos Júnior mandou a real sobre vaias para Scarpa

Atletas jogaram juntos pelo Flu.

O jogo entre Fluminense e Palmeiras da última quarta-feira (25) marcou o reencontro da torcida tricolor com Gustavo Scarpa, jogador que busca o passe livre através da justiça.

Tendo o jogador como ingrato, os torcedores que estiveram presentes ao Maracanã, não perdoaram o ex camisa 10 e soltavam uma grande vaia a cada vez que o jogador tocava na bola. Ex companheiro de Scarpa no Flu, Marcos Júnior disse o que achou da vaia ao ex companheiro:

– É meu amigo, mas quem sai pelas portas dos fundos merece ser vaiado! – disse o camisa 35 após a vitória do Tricolor.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Reprodução Instagram

Atacante Tricolor recebe sondagem de clube japonês

Clubes da Turquia e Espanha também analisam o jogador.

Artilheiro do Fluminense ao lado de Pedro com oito gols na temporada, o atacante Marcos Júnior recebeu uma sondagem do Yokohama Marinus, do Japão.

O interesse do time japonês já é do conhecimento do atacante que deve receber uma proposta assim que abrir a janela de transferências no país asiático – entre 16 de julho a 15 de agosto – até lá, o caso deve ser decidido pela direita Tricolor, que detém 60% dos direitos econômicos do atacante. Com contrato até o final de 2018, Marcos Júnior comentou sobre a possibilidade de uma saída:

– Fiquei sabendo, sim, mas não posso falar muito disso. Não sei se chegou ao Fluminense. Se for para ser, espero que seja bom para as duas partes. Sou tricolor, né? Gosto do Fluminense. Espero ficar, meu contrato termina ao final do ano, mas a direção ainda não me chamou para conversar – comentou o jogador.

Além do clube japonês, Marcos Júnior já vêm sendo observado por clubes da Turquia e da Espanha.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

Foto: Lucas Merçon

Fluminense supera rivais e domina seleção do Estadual

Os melhores do Campeonato Carioca 2018 são, em maioria, tricolores. Campeão da Taça Rio e eliminado na semifinal-geral, o Fluminense contou com cinco representantes na seleção do Estadual, eleita por jornalistas. Enquanto os rivais – Vasco (com 3 jogadores e um técnico), Botafogo (2 jogadores) e Flamengo (1 jogador) – ficaram para trás.

A seguir, veja os atletas do time de Abel Braga escalados entre os destaques desta edição do Cariocão: o goleiro Júlio César, o zagueiro Gum, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas e os atacantes Marcos Jr. e Pedro.


Confira a seleção de jogadores e arbitragem completa:

Goleiro: Júlio César (Fluminense)
Lateral-Direito: Yago Pikachu (Vasco da Gama)
Zagueiro: Gum (Fluminense)
Zagueiro: Igor Rabello (Botafogo)
Lateral-Esquerdo: Ayrton (Fluminense)
Volante: Rodrigo Lindoso (Botafogo)
Volante: Leandro Desábato (Vasco da Gama)
Meio-Campo: Lucas Paquetá (Flamengo)
Meio-Campo: Paulinho (Vasco da Gama)
Atacante: Marcos Júnior (Fluminense)
Atacante: Pedro (Fluminense)
Técnico: Zé Ricardo (Vasco da Gama)

Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães
Assistente 1: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa
Assistente 2: Thiago Henrique Neto Correa Farinha


Os prêmios aos melhores, ao craque e à revelação do Campeonato serão entregues na noite desta segunda-feira, às 20h, no Teatro Bradesco, Barra da Tijuca, durante a cerimônia de encerramento.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top