fbpx

Sem Luciano, Marcos Paulo e João Pedro devem começar juntos pela primeira vez entre os profissionais

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense viaja até Chapecó para enfrentar a Chapecoense pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, sem seu principal artilheiro, Luciano, que pediu para não ser relacionado para o jogo evitando desta forma estourar o limite de setes jogos com a camisa Tricolor.

Sem o camisa 18, a oportunidade deve cair no colo de Marcos Paulo, sensação da base Tricolor ao lado de João Pedro, que já brilha também pelos profissionais.

Caso seja mesmo confirmada a escalação de Marcos Paulo, será a primeira vez que a dupla terá a oportunidade de refazer a parceria iniciando uma partida entre os profissionais.

Marcos Paulo que estava estava com a seleção de Portugal na disputa do Torneio de Toulon, na França, voltou ao Brasil na última semana e, entrou durante o intervalo no Fla-Flu e foi um dos destaques do Tricolor na partida.

Chapecoense e Fluminense se enfrentam nesta quinta-feira às 20h no estádio Arena Condá, em Chapecó.

Marcos Paulo lamenta empate no Fla-Flu: “Não saímos daqui felizes”

Jovem atacante entrou no segundo tempo e quase marcou para o Tricolor

Foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense jogou melhor, criou chances, finalizou mais, mas esbarrou em uma noite inspirada de Diego Alves e não conseguiu sair do zero no clássico contra o Flamengo. Uma dessas oportunidades foi criada por Marcos Paulo, que deixou dois marcadores para trás e finalizou forte, parando em uma grande defesa do goleiro adversário. De volta após o Tricolor conseguir sua desconvocação da Seleção de Portugal, que disputa o Torneio de Toulon, o jovem atacante lamentou não conseguir os três pontos, mas frisou que é importante o elenco virar a chave focar no próximo desafio.

“A gente sabe que o Fla-Flu é sempre assim, jogo muito petado. A gente veio pra ganhar o jogo, não saímos daqui felizes com o empate. Tem jogo importante com a Chapecoense, agora é virar a chave”, disse.

Na 16ª posição com 7 pontos conquistados até aqui, o Fluminense volta à campo na próxima quinta-feira (13), às 20h de Brasília, fora de casa, contra a Chapecoense, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa será a última partida da competição antes da parada para a Copa América.

A pedido do Fluminense, Marcos Paulo é liberado do Torneio de Toulon e vem para o Fla-Flu

De olho no clássico com o Flamengo, domingo, no Maracanã, o Fluminense pediu à seleção portuguesa a liberação de Marcos Paulo do Torneio de Toulon. Aos 18 anos e como centroavante, ele jogou duas vezes no campeonato sub-23 e marcou um gol, contra a Inglaterra.

Foi Fernando Diniz quem quis a volta do jovem para a 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com Yony González machucado e Pedro convocado pela seleção brasileira olímpica para o torneio francês, a linha de frente do Tricolor perdeu importantes opções. Na eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil, quarta-feira, Brenner começou jogando, ao lado de João Pedro e Luciano.

Marcos Paulo embarca nesta madrugada e deve chegar ao Brasil na manhã desta sexta-feira, quando o elenco se reapresenta no Centro de Treinamento. Com só 6 pontos e na 16ª colocação, a equipe, a dois jogos da parada para a Copa América, se vê ameaçada pela zona de rebaixamento.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Em entrevista coletiva Marcos Paulo diz que Diniz pede ousadia

Fota: FFC

Quem assistiu a goleada de 4 a 1 do Flu contra o Cruzeiro percebeu que no último gol do tricolor, Marcos Paulo deu um balão em Egídio antes da bola sobrar para João Pedro finalizar, hoje em entrevista coletiva no CTPA o garoto revelou que Diniz pediu para ele ser ousado quando estiver com a bola, e também contou o que fez recusar convocação da seleção brasileira e ficar no Flu.

“Ele (Diniz) sempre conversa e pede para jogar com a alegria de sempre, pode para ser ousado. Para ir para cima e não ter medo. Às vezes a gente tenta uma jogada mais fácil e ele até briga, diz para fazer o que a gente sabe. Dá muita confiança, acredita na gente” e completou “estava esperando com o meu empresário a decisão. O time estava viajando para jogar com o Santos e ninguém sabia que eu iria ficar. Na minha cabeça eu tinha que ficar aqui para jogar. Ele (Diniz) conversou comigo e disse que eu iria entrar na hora certa. No jogo seguinte ele me deu a oportunidade e aconteceu o que aconteceu”

Marcos Paulo foi chamado em maio para um período de treinos da seleção sub-18 do Brasil. Como ele possui dupla nacionalidade e tinha voltado a pouco tenpo de uma temporada com a seleção portuguesa. E já estava convocado para o Torneio de Toulon, a ser realizado em de 1ª a 15 de junho na França, pelo time lusitano. Ou seja, preferiu treinar no Flu para perder menos espaço possível com Diniz.

Confira mais resposta de Marcos Paulo na coletiva desta manhã:

Novidade dar entrevista? Se sente à vontade?

Me sinto à vontade. No começo era mais difícil, tinha vergonha. Agora é mais tranquilo. Na base eu até brincava mais um pouco de entrevista, até para ir se adaptando. As perguntas eram até as mesmas.

O que mudou ao subir para o profissional?

Minha vida mudou muito. Depois que eu subi, mesmo quando não tinha oportunidades, passei a treinar com o grupo. Todo mundo é muito unido. Quanto mais jovens, mais leve fica o grupo. Todo mundo brinca e se diverte. Eu pude entrar e tive boas atuações. Aí muda tudo, nas redes sociais e na minha vida mesmo.

O que sabe do Atlético Nacional, adversário na Sul-Americana-?

A gente ainda não viu vídeo deles, não sabemos muito, mas é muito importante ganhar deles. Precisamos jogar bem, fazer gols. Precisamos dessa eficiência para chegar lá com um bom resultado. Tem que ser um jogo normal. A gente sabe que será um jogo difícil, não tem mais bobo no futebol. Mas defendemos o Fluminense e precisamos mostrar a nossa força. É um mata-mata, precisamos de atenção.

O que acha das comparações com o Casal 20, Assis e Washington?

No começo foi surpreendente. A gente sabia da história, mas não tanto assim. A gente se olhava sem entender muito. Estamos felizes por manter isso no profissional. Vamos tentar dar alegrias para a torcida.

João Pedro já fez gol contra o Flamengo. Vocês vão repetir isso que o Casal 20 fazia? E o novo corte de cabelo?

A gente sempre gostou de fazer gols contra o Flamengo. Vamos tentar manter isso. Sobre o corte de cabelo, nada a declarar. Daqui a pouco cresce.

Relação com experientes do grupo

É muito importante. Eu via o Ganso jogar só por vídeos. Agora eu jogo do lado dele. Assim como outros jogadores. O Ferraz e o Luciano conversam muito para jogarmos soltos, com alegria. Se tiver que jogar, vou jogar. Estou pronto e confiante. Está nas mãos do treinador. Me sinto preparado.

Pensa em sair do Flu?

No momento eu penso mais no Fluminense. Quero jogar, estou bem nesse ano. Todos os jogadores que surgem têm o sonho de jogar na Europa, mas estou tranquilo. Se tiver que ser vai ser. Estou feliz aqui, quero jogar muito aqui.

Prefere defender a seleção brasileira ou portuguesa?

Ainda não tem nada definido. Tive convocação para o Brasil mas preferi ficar no Fluminense para não ficar tanto tempo fora. Preferi ficar para ter oportunidade. Meu avô é português. Não sabia que poderia ter essa oportunidade, mas procurei conhecer e fiquei curioso para saber da cultura de lá. Meus empresários tiraram o passaporte e tive essa possibilidade. Eu não vinha sendo convocado aqui e nem estava jogando no sub-20. Fui em dois amistosos pelo Brasil, mas depois não fui mais convocado. Meses depois teve uma convocação em Portugal e decidi ir. Fiquei um pouco nervoso, não sabia se poderia prejudicar, mas joguei lá e gostaram de mim. Fui chamado para a sub-18 também, era uma oportunidade grande. Mas ainda não decidi.

Dificuldades na base

A luta para gente é muito difícil. A gente sai muito jovem de casa, começa a morar em alojamento e longe da família. Você olha para o lado e não tem ninguém. Mas tive fé que poderia chegar. Pensava na família e isso me dava força. Sempre acreditei em mim, e é muito gratificante chegar onde a gente chegou. Eu e ele sofremos até juntos.

ST,

Guga Assis

João Pedro deve ser titular contra o Atlético Nacional

Foto: Divulgação/FFC

Destaque nos dois jogos contra o Cruzeiro, João Pedro é a bola da vez no Fluminense. O atacante de apenas 17 anos, já vendido ao Watford, aproveitou as chances que teve e parece gabaritado para começar uma partida como titular.

Já ouviram o ditado “há males que vem para o bem”? Então, esse é o caso. Léo Arthur foi a escolha de Fernando Diniz para atuar no ataque por causa da ausência do Pedro nos dois jogos contra o Cruzeiro. Substituído nas duas ocasiões, o meia não esteve mal, mas ficou claro a melhora do time com as entradas de João Pedro e Marcos Paulo. O jovem centroavante mostrou faro de gol ao balançar as redes 3 vezes em duas partidas diante do bom sistema defensivo cruzeirense.

Foto: Divulgação/FFC

O regulamento da Copa Sul-americana permite a troca de apenas três jogadores nessa fase. Com as saídas de Ezequiel, Matheus Gonçalves e Everaldo, o treinador Fernando Diniz escolheu os titulares Ganso, Allan e Nino para completar a lista. Nomes como Ewandro, Kelvin e Léo Arthur sobraram. Além deles, Guilherme e Yuri não poder disputar o torneio porque já foram inscritos por suas antigas equipes. O destino ajudou e João Pedro e Marcos Paulo já estavam na listagem inicial. Os dois aparecem como opções fundamentais para o duelo contra o Atlético Nacional.

O time colombiano é o lanterna do seu grupo no quadrangular final do campeonato local com um empate e duas derrotas. O Fluminense tem a missão de abrir uma boa vantagem para garantir a classificação para as oitavas de final. A partida acontece na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã.

Marcos Paulo rasga elogios a João Pedro e comenta ‘rejeição’ à Seleção Brasileira sub-18: “Preferi ficar no Fluminense”

Jovem atacante foi autor das assistências para os dois gols do companheiro de longa data

Foto: Lucas Merçon / FFC

Dois meninos oriundos da base foram decisivos na goleada de 4 a 1 sobre o Cruzeiro, neste último sábado (18). Marcos Paulo e João Pedro entraram em campo quando o placar marcava 2 a 1 para o Fluminense, que dominava as ações do jogo, mas não conseguia concretizar em gol. Então, os “moleques de Xerém” roubaram os holofotes e definiram o placar com duas assistências e dois gols, respectivamente. Essa foi a primeira vitória do time de Fernando Diniz como mandante no Campeonato Brasileiro.

Após a partida, Marcos Paulo fez questão de enaltecer a parceria com João Pedro e rasgou elogios ao amigo de longa data. Os jovens colecionam boas atuações pela base do Fluminense, principalmente no ano passado, quando fizeram ótimas campanhas no Carioca (título), na Taça BH (vice) e na Copa do Brasil (vice). Aos poucos, a dupla vem ganhando espaço na equipe e caindo nas graças da torcida.

“Nos conhecemos de muitos anos. Graças a Deus deu certo dentro e fora de campo. Estou feliz pela assistência. Ele (João Pedro) é um fenômeno”.

Além disso, o atacante também comentou sobre o fato de ter recusado o convite da Seleção Brasileira sub-18 para um período de treinamentos na Granja Comary. Vale lembrar que Marcos Paulo tem dupla nacionalidade e, por isso, atua tanto pelo Brasil como por Portugal, onde foi destaque no título do Torneio do Porto.

“Não foi uma recusa à seleção do Brasil. Eu fui para um torneio lá e voltei convocado para o Toulon por Portugal. Preferi ficar aqui no Fluminense para ter chance no time. Eu sabia que estava treinando bem, Diniz tem dito que vai me dar chance na hora certa. Entrei, ele confiou em mim. Fui confiante e deu certo”.

Problemas no ataque? Chama os garotos

O empate contra o Cruzeiro na noite de ontem serviu, novamente, para a torcida poder observar mais de perto, os dois garotos mais promissores da base tricolor nos últimos anos, além, claro do Pedro.

João Pedro e Marcos Paulo entraram na segunda etapa e mudaram a partida. O primeiro, fez o gol de empate no último minuto da partida. O segundo, mandou uma bola no travessão de Fábio e quase empatou a partida.

João Pedro e Marcos Paulo comemoram com a torcida o gol de empate (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Essa dupla é uma das mais vitoriosas da base tricolor. João Pedro, porém, já está vendido para o Watford-ING e embarca para Londres no fim do ano. Já Marcos, tem uma multa de 200 milhões de reais e é frequentemente convocado para a seleção de base de Portugal, já que tem dupla nacionalidade.

Muitas vezes, ambos sequer nem entram nas partidas. E a pergunta é: Por quê?

O Flu trouxe Ewandro, Guilherme e Kelvin, jogadores da posição de Marcos Paulo e com isso, o garoto perde espaço. Já JP, tem tudo para ser o reserva imediato de Pedro, além do que, o Flu ganha uma bonificação do time inglês para uma série de metas à serem cumpridas, incluindo cada jogo jogado.

Ao perder Everaldo, o Flu se preparou e trouxe esse três atletas para compôr elenco e até agora, nenhum dos três impressionou, uma vez que nenhum chegou a jogar um jogo completo.

Porém, ás vezes, olhar para a base, pode ser melhor do que sair contratando jogadores à rodo e torcer para que algum dê certo. E João Pedro e Marcos Paulo já provaram que tem muita qualidade e potencial para serem peças importantes no elenco tricolor.

João Pedro(9) e Marcos Paulo(10) comemoram o título na base (Foto:Fluminense)

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Fluminense leva quatro jogadores em convocação para período de treinos pela Seleção sub-18

André Jardine divulgou, nesta sexta-feira, sua primeira convocação à frente da Seleção sub-18, com 27 jogadores nascidos em 2001, para período de treinos na Granja Comary, em Teresópolis. Quatro deles, inclusive, representarão o Fluminense na Canarinho: os atacantes Marcos Paulo e João Pedro, o meia André e o zagueiro Luan.

– Recebi a notícia da minha primeira convocação com muita alegria. Trabalhei muito para conseguir dar mais esse passo na minha carreira e isso me dá certeza de que estou no caminho certo e mais força para seguir trabalhando. Queria agradecer a todos que estão comigo desde o começo. Minha família, que é a base de tudo; meus representantes, que cuidam da minha carreira; companheiros de equipe e, principalmente, ao Fluminense, por ter me dado a oportunidade e ter apostado em mim. Desde Xerém, onde pude aprender muito, até o profissional – disse João Pedro, em entrevista ao LANCE!.

Ao lado do São Paulo, igualmente com quatro jogadores chamados, o clube das Laranjeiras domina a lista. Os jovens se apresentarão em 4 de maio e só retornarão aos seus times no dia 10.

Devido ao mau desempenho no Sul-Americano no Chile, em fevereiro, a Seleção vem passando por reformulação. Com Branco como coordenador das categorias de base, a partir de agora haverá convocações segmentadas por idade, para que mais atletas tenham chance de mostrar serviço com a amarelinha.

– Estou muito feliz por essa primeira convocação, ansioso para começar a trabalhar e conhecer os meninos mais de perto. Acho fundamental esse projeto (de convocações segmentadas). Vamos conseguir dar uma continuidade maior, ter uma amostragem maior para, no futuro, termos times cada vez mais fortes e com uma identidade bem definida – declarou Jardine ao site da CBF.


CONFIRA A RELAÇÃO COMPLETA:

Goleiros: Lucão (Vasco), Yuri (Vitória) e Rafael (Coritiba);

Defensores: Morato, Lucas Fasson, Wellington (São Paulo), Luis Gustavo, Ramon (Flamengo), Kaique (Santos), Luan (Fluminense), Khellven (Athletico Paranaense) e Nathan (Vasco);

Meio-campistas: Jadson (Cruzeiro), Maykon Douglas (Vitória), Fernando (Grêmio), André (Fluminense), Ed Carlos (São Paulo), Lucas Lourenço (Santos) e Dudu (Internacional);

Atacantes: Marcos Paulo, João Pedro (Fluminense), Guilherme Azevedo (Grêmio), Igor Sapão (Coritiba), Yuri Alberto (Santos), Thiaguinho (Náutico), Gabriel Martinelli (Ituano) e Reinaldo (Criciúma).


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Jóia do Flu, Marcos Paulo é campeão pela seleção portuguesa

Foto: Arquivo Pessoal

O atacante do Fluminense, Marcos Paulo sagrou-se campeão do torneio Internacional do Porto, no último domingo (21) após vencer a Dinamarca por 2 a 1, com Marcos Paulo fazendo um dos gols.

O campeonato que foi disputado em formato de quadrangular, foi decidido somente nos critérios de gols marcados, onde Portugal ficou à frente da França com pela diferença de um gol – seis contra cinco dos franceses.

Na campanha, Portugal empatou na estreia em 1 a 1 com a França, em seguida venceu por 3 a 1 o México e, terminou com a vitória por 2 a 1. Marcos Paulo marcou duas vezes no torneio.

Convocado regularmente para as seleções de base de Portugal, o atacante Marcos Paulo, de 18 anos, tem dupla nacionalidade por ser neto de português. Ele já defendeu as seleções Sub-17 e Sub-18 do Brasil. A joia do Fluminense, que tem contrato até 30 de junho de 2021, tem até antes de completar 19 anos para escolher qual país defenderá.

Marcos Paulo marca na vitória da seleção sub-18 de Portugal

Foto: Divulgação/FPF

Tratado como uma das maiores revelações de Xerém nos últimos anos, o atacante Marcos Paulo segue fazendo sucesso na seleção sub-18 de Portugal. Titular no duelo contra o México pelo Torneio Internacional do Porto, o brasileiro abriu o placar na vitória por 3×1 sobre os mexicanos.

O bom desempenho de Marcos Paulo pela seleção portuguesa aumenta as chances do jogador optar por defender o país profissionalmente. O atacante ainda não teve chances na seleção brasileira sub-20 (o Brasil não possui sub-18).

Foto: Twitter pessoal Marcos Paulo

Com multa de R$ 205 milhões, o jogador treina no profissional do Fluminense, mas dificilmente é utilizado. Com a iminente saída de Everaldo para o Corinthians e de Calazans para o São Paulo, Marcos Paulo deve receber mais chances durante a temporada.

Top