Em entrevista ao Canal Flunews, presidente Mário Bittencourt esclarece dúvidas sobre SAF

Na última terça-feira (22/11), o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, participou de uma entrevista exclusiva com o CANAL FLUNEWS. Mário expos seus principais projetos de campanha, sanando também algumas dúvidas sobre assuntos relacionados a sua gestão.

Uma delas foi a tão comentada Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Quando perguntado sobre a declaração dada pelos seus opositores de que a SAF não seria uma solução mágica e sim um instrumento para atrair novos investidores, Mário foi bem direto ao falar que existe sim uma possibilidade do clube de virar SAF. Confira na íntegra o que disse o mandatário tricolor.

Presidente do Flu, Mário destaca importância em renovação com Cano: “Um ídolo que está se formando”

O Fluminense anunciou na tarde desta sexta-feira (18) a renovação de contrato com o atacante Germán Cano. Um dos principais nomes na última temporada do Tricolor, marcando 44 gols.

Durante a assinatura, que aconteceu na sede do clube, em Laranjeiras, o presidente Tricolor, Mário Bittencourt, destacou a importância na renovação com o atacante:

Tivemos há pouco tempo a despedida do Fred, que é um dos maiores ídolos da história do clube. E hoje se concretiza mais um pedaço da trajetória de um novo ídolo que está se formando no Fluminense. Este é um clube gigante, que vive de títulos e de ídolos. Somos tão agraciados que quando nos despedimos do Fred, firmamos um novo contrato com o Cano para que ele possa ficar mais alguns anos no clube para encher a torcida de alegria e seguir fazendo muitos gols – disse Mário.

Cano e Fluminense chegaram a um acordo verbal, concretizado neste sexta, com extensão do vínculo até dezembro de 2025.

Foto em destaque: Marcelo Gonçalves/FFC

Mário destaca força do elenco e promete até quatro “reforços de alto nível” caso seja eleito

Atual presidente do Fluminense, Mário Bittencourt lançou oficialmente sua campanha à reeleição no Fluminense na noite desta terça-feira (25), em evento realizado no Salão Nobre das Laranjeiras.

Após a apresentação, o presidente se colocou a disposição dos repórteres para perguntas e uma delas foi em relação as próximas contratações. O mandatário destacou a força do elenco e prometeu de três a quatro “reforços de alto nível” caso seja eleito e o time conquiste a vaga na Libertadores:

Primeiramente temos que nos classificar para a Libertadores, estamos bastante determinados a isso. Faltam cinco jogos, precisamos performar neles, não só para ir à fase de grupos, mas também para melhorar nossa colocação. Objetivo é chegar entre os quatro primeiros, o que aumenta nossa premiação. Somos um clube que precisa de recursos ainda. Acho que a gente tem uma boa base, um bom time, que ficou esse ano nas primeiras posições do Brasileiro por um longo período e fomos até às semifinais da Copa do Brasil. Vamos reforçar, sim, o time se classificarmos para a Libertadores. Eu creio que a gente vai trazer de três a quatro reforços pontuais, de posições que a gente entende que precisa melhorar, que está carente – disse o presidente, completando:

Já é um time que a gente entende com bastante capacidade de ter uma boa performance, e crê que com quatro jogadores de alto nível teremos um time ainda mais forte para buscar a Libertadores – finalizou Mário.

Foto em destaque: Divulgação

Presidente do Fluminense convoca coletiva para tarde desta segunda-feira

Questionado por boa parte da torcida e mídia segmentada, o presidente do Fluminense convocou coletiva para a tarde desta segunda-feira (13).

O aviso foi informado pela assessoria de comunicação do clube, que limitou-se a confirmar o dia e horário, sem especificar que tipo de assunto o presidente irá tratar na coletiva. Acompanhe o comunicado:

AVISO DE COLETIVA:
O presidente Mário Bittencourt dará entrevista coletiva, às 16h desta segunda-feira (13/06), no CT Carlos Castilho. Entrada da imprensa a partir das 15h45.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Mário participa de entrevista e volta a falar sobre SAF: “o Fluminense está extremamente atento ao tema”

O presidente do Fluminense Mário Bittencourt participou de uma entrevista no canal “Raiz Tricolor” na noite desta quarta-feira (01) e respondeu a diversos questionamentos, dentre eles, a implementação da SAF no Fluminense:

Eu não sou contra a SAF, não tem nenhuma entrevista minha em que eu disse isso. Nada impede que o Fluminense futuramente possa virar uma sociedade anônima de futebol. Mas, curiosamente, os três primeiros clubes a virarem SAF estão ou estavam na Série B. Esses clubes viram na SAF um resgate rápido de uma receita que eles perderam, que foram os direito de TV. Essa asfixia financeira fez com que já se transformassem em sociedade anônima, vendendo a maior parte dos ativos do clube sem avaliar os riscos. A SAF nada mais é do que um formato jurídico de gestão. Um investidor, ou vários, compra os direitos ativos dos clubes, e todas as receitas, jogadores da base, tudo passa a ser dele. Uma das preocupações que temos, e nós já temos uma comissão que estuda a implementação da SAF ou não no futuro, é a insegurança jurídica. O Cruzeiro, por exemplo, está sofrendo condenações da empresa do Ronaldo – disse.

Mário revelou ainda que o clube está atento ao tema e já há conversas com o BTG para fazer um estudo mais aprofundado sobre o tema:

O que eu posso dizer ao torcedor é que o Fluminense está extremamente atento ao tema. Nós participamos até de uma série de discussões sobre, somos sempre convidados a participar das discussões de SAF, da Lei Pelé… O clube está em vias de assinar contrato com uma grande empresa do mercado que vai fazer uma avaliação sobre o tema. Estamos em conversas com o BTG para fazer um estudo ainda mais aprofundado. São vários fatores a ser levados em consideração. Se tivermos uma liga de clubes em 2025, por exemplo, o valor dos clubes aumentam exponencialmente – concluiu.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Mário vai a CBF cobrar explicações sobre gol anulado de German Cano: “Um absurdo”

O presidente do Fluminense Mário Bittencourt foi até a sede da CBF na tarde desta terça-feira (24) cobrar explicações sobre o gol anulado de Germán Cano no último final de semana contra o Fortaleza. Mesmo tendo vencido o jogo por 1 a 0, o presidente Tricolor se mostrou contrariado com a marcação.

Segundo apurações do portal GE, a Comissão de Arbitragem não considerou que houve erro do VAR no posicionamento das linhas, visto que a entidade ela em consideração a última mudança da regra do impedimento, do segundo semestre do ano passado, em que passa a ter como orientação a axila do jogador, e não mais o ombro. Porém, Mário disse não concordar com a mudança, que, na opinião dele, beneficia a defesa e, defendeu que os clubes precisam se unir para que a regra seja revista.

No encontro na Comissão de Arbitragem da CBF, o presidente Wilson Seneme explicou os critérios da nova regra, que acaba beneficiando a defesa. Entendo que, para o bem do futebol, os clubes precisam se unir para rever essa metodologia. A decisão foi baseada numa nova regra e tem que ser revista porque anular um gol como aquele é um absurdo – afirmou Mário Bittencourt.

Foto em destaque Divulgação/Vídeo

f

Mário comenta sobre SAF e possível valor de negociação: “O Fluminense não vale menos de R$ 2 bilhões na nossa cabeça”

O Fluminense já está no Ceará, onde enfrenta o Fortaleza na tarde deste domingo (22), pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Presente com a delegação, o presidente Mário Bittencourt, participou do evento “Tricolor em Toda Terra” e falou sobre a possibilidade de implantação de uma SAF (Sociedade Anônima de Futebol) no clube.

Existe a questão da SAF, de um estudo sobre, no futuro, o Fluminense poder ou não, dever ou não, se transformar numa SAF seja ela com o investidor tendo o controle ou não. Os clubes estão sendo vendidos, em média, entre R$ 400, 500, 600 milhões. O Fluminense, só nos últimos cinco ou seis anos, só em venda de jogadores, vendeu algo em torno de R$ 650 milhões. A nossa diferença para os outros é que temos uma base formadora muito boa e conseguimos, obviamente, nos manter de pé. O que ouvimos de principal do banco BTG em uma primeira conversa foi que não há sentido em fazer nenhuma mudança nesse momento se não houver uma liga no futuro. Havendo uma liga no futuro, os clubes terão muito mais valor e serão muito mais bem vendidos – disse o presidente, que revelou o que pensa ser um possível valor de venda do Fluminense.

– A nossa diferença para os outros é que temos uma base formadora muito boa e conseguimos, obviamente, nos manter de pé. O estudo do BTG faz um valuation do Fluminense e a gente acredita que só Xerém vale algo em torno de R$ 1 bilhão. Não existe nenhum número, é uma situação hipotética, o estudo não está pronto, mas o Fluminense não vale menos de R$ 2 bilhões na nossa cabeça, sem fazer um estudo e na cabeça da instituição financeira também – completou.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Mário convoca coletiva e confirma saída de Luiz Henrique: “É uma negociação que vinha de arrastando e o clube resistindo”

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, convocou uma coletiva na tarde deste domingo (13) e confirmou a venda do atacante Luiz Henrique ao Real Bétis, da Espanha.

Antes mesmo de abrir a coletiva para as perguntas dos repórteres, Mário pediu a Fla, quando confirmou a venda do atacante e anunciou que o negociação vinha de arrastando desde o início do ano.

Recebemos uma ou duas propostas baixas quando ele subiu para os profissionais, de 1 milhão, 2 milhões e meio e lá atrás recusamos. Depois disso foram dois anos atuando, não recebemos propostas e recebemos uma proposta concreta no ano passado e 7 milhões de euros por 100% do próprio clube que estamos negociando e dissemos não. As negociações seguiram em janeiro e fevereiro. Nada ocorreu após o jogo de quarta passada, o primeiro jogo na Libertadores. É uma negociação que vinha seno feita e o clube vinha resistindo, fazendo contrapropostas e acreditando que as vendas do Nino e Biel fossem concluídas e não foram – confirmou o presidente.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Vídeo: Presidente Tricolor, Mário Bittencourt se revolta com arbitragem na saída de campo

O pênalti marcado para o Atlético-MG no final do primeiro, que culminou com o gol de empate do Galo, não revoltou só a torcida do Fluminense. Após o jogo e derrota do Flu por 2 a 1, o presidente Tricolor, Mário Bittencourt, se revoltou contra a arbitragem na saída de campo.

Foto em destaque: Nelson Pérez/FFC

“Fluminense tem um time e um presidente que se acham heróis”, dispara jornalista

O Fluminense recebeu o Sport no Maracanã e, venceu por 1 a 0, com gol de David Braz, nos minutos finais do jogo. Antes, o time já vinha recebendo vaias da torcida e, após o jogo, foram criticados por se reunirem no centro do gramado e sair em seguida, sem cumprimentar os torcedores.

Após o episódio, o jornalista José Ilan usou seu Twitter para criticar algumas atitudes não só dos jogadores, como também do presidente Mário Bittencourt.

Veja o que escreveu o jornalista:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC