fbpx

Presidente Mário Bittencourt destaca novo patrocínio do clube: “Estamos muito felizes”

O Fluminense anunciou nesta quarta-feira (16) seu mais novo patrocinador, Zinzane, que estampará a região dos umbros da camisa Tricolor. E o presidente do clube, Mário Bittencourt falou sobre a nova parceria, que vai até o final de 2021.

O mandatário expressou felicidade por fechar com marca de moda, que já patrocinava a equipe de vôlei do Flu e migrou para o futebol.

– Estamos muito felizes com o anúncio desse patrocínio. A Zizane já era nossa no vôlei e migrou para o futebol . Isso demostra que é uma empresa que confia que acredita no clube – Disse Mário

Para o sócio-fundador da Zinzane, Renato Villarinh, a parceria com o Tricolor é motivo de grande orgulho:

– Estar ao lado do Fluminense em mais um projeto, agora no futebol, é muito especial para a Zinzane. Seja no esporte ou na moda, buscamos sempre parcerias com marcas que possuam histórias vencedoras, para que ambas cresçam juntas. Tenho certeza que isso vai acontecer em nossa nova trajetória com o Fluminense. Estamos marcando um golaço – afirmou

A Zinzane estará presente na armadura Tricolor a partir desta na quarta, na partida contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil, às 21h, no Maracanã.

Foto: Fluminense Football Club

Mário explica modo de contratação e tempo de contrato de Danilo Barcelos

Último contratado do Fluminense, o lateral Danilo Barcelos teve grande rejeição diante a torcida do Fluminense. O presidente no entanto, explicou sobre a contratação do jogador.

Segundo Mário, o jogador já estava apalavrado com o Cruzeiro, mas a vontade de Odair Hellmann em contar com o atleta no elenco do Fluminense, acabou seduzindo Danilo.

Entramos em contato com os empresários do jogador (Brustoline e Uram) que nos passou que ele já havia acertado com o Cruzeiro, mas que poderíamos entrar em contato direto com o atleta. O Angioni ligou para ele então e passou o nosso desejo, Odair também ligou e acabou convencendo o Danilo – disse Mário, que também explicou o motivo por fechar um contrato longo.

Fizemos uma proposta salarial exatamente idêntica a do Cruzeiro, e aqui não vou revelar valores, e o jogador falou que se fosse pra fechar pelo mesmo valor e tempo de contrato, ele daria preferência em atuar em Minas por estar perto da família e atuando no time do coração de seu pai. Por isso então oferecemos um contrato mais longo, até porque o salário dele é quatro vezes menor do que as outras opções que vínhamos mantendo conversas. Como ele é um jogador de 29 anos, não vimos problema de fechar um contrato um pouco mais longo. Quando não se tem dinheiro pra aumentar o valor do salário, a gente é obrigado a aumentar um pouco mais o tempo de contrato – completou o presidente.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Em coletiva, Mário revela que renovação de Dodi e Luccas Claro “Está nas mãos dos jogadores e representantes”

Presidente Tricolor falou nesta terça-feira (08) no CT Carlos Castilho sobre a situação envolvendo a manutenção dos atletas, que tem contrato com o Fluminense até o final do ano.

Titulares absolutos do time de Odair em 2020, Dodi e Luccas Claro já estão com a proposta do Flu em mãos e segundo o Mário Bittencourt a expectativa é de que até o final de setembro se tenha uma resposta, seja ela positiva ou negativa.

– Foram feitas propostas a ambos e não houve sequer contrapropostas. Ambos estão avaliando. Eu não acredito que passe desse mês de setembro. Caso eles optem em não ficar, teremos que buscar jogadores para as posições. Luccas Claro veio da Europa e fez um contrato mais curto porque o jogador tinha o interesse em retornar depois, com uma multa a ser paga, mas só até o fim do ano. Fizemos a proposta e até o fim do mês darão a resposta. Com relação ao Dodi, a mesma coisa. Não vinha tendo aproveitamento, passou a ter. Sempre imaginamos que esse atleta tivesse performance. Vínhamos conversando sobre a renovação do Dodi durante o período de quarentena, quando ficamos em casa, antes de iniciar os jogos pelas finais da Taça Rio. Fizemos uma proposta, houve uma resposta, e fizemos nova proposta. Estamos esperando. Está na mão dos jogadores e seus representantes. – declarou o presidente.

Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Presidente Mário Bittencourt concede entrevista coletiva nesta terça-feira

Pouco mais de um mês depois de sua última entrevista, o Mandatário Tricolor volta a falar com a imprensa, na tarde desta terça-feira (08). A coletiva está prevista para começar às 15h e terá transmissão do canal do clube no Youtube.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Fluminense emite nota sobre conta fake de Mário Bittencourt e recebe enxurrada de críticas

O sábado que se encaminhava para terminar de forma tranquila, após a vitória do Fluminense sobre o Athletico-PR, ganhou contornos polêmicos. Isso porque, o clube emitiu, nas redes sociais, um comunicado esclarecendo situações ocorridas que estão relacionadas a uma conta fake do presidente.

Na postagem, o clube esclarece qual é o perfil oficial do mandatário e qual é o falso. Já no complemento do post, afirma que a conta fake tentou joga-lo contra a torcida do Flu, através de uma publicação.

Porém, o comunicado não foi bem recebido pelos Tricolores, que criticaram veemente. Na visão de alguns torcedores, por ser uma situação ocorrida com a conta pessoal do presidente, o esclarecimento deveria ser feito no perfil particular dele e não no do clube.

Em outros comentários foram feitas críticas a gestão do mandatário. Mas, em sua grande maioria, os torcedores, inclusive de clubes rivais, trataram a nota com tom de ironia.
Logo após a rápida repercussão, o clube emitiu um novo comunicado afim de explicar a primeira manifestação. (Veja a baixo)

Já sobre a conta fake, que encontra-se desativada, ela foi criada após a última coletiva do presidente, no dia 7 de agosto. E na página principal, perfil, onde encontra-se as informações gerais do perfil, destacava-se uma menção à fala de Mário durante a entrevista.

Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Sobre o Flu voltar a disputar a Libertadores, Mário Bittencourt destaca: “É mais do que necessidade”

Após mais de quatro meses, o Presidente Mário Bittencourt concedeu coletiva, nesta sexta-feira (08), no CT Carlos Castilho. E Dentre os assuntos abordados, o mandatário foi perguntado sobre o fato do Fluminense ser o único dos chamados 12 grandes a não disputar a Libertadores, nos últimos cinco anos.

Para o mandatário, o Fluminense, pela história que possui, não pode ficar de fora da Libertadores, competição que o clube não disputa desde 2013, e reconhece que a ausência do clube no torneio “é um dado negativo”

– É mais do que necessidade, é um direito nosso. A gente é muito grande para fica de fora dessa competição (Libertadores). Nos últimos cinco anos o Fluminense é o único dos 12 que não disputou a Libertadores. Isso é um dado negativo para nós, mas é um dado estatístico que estou anotando aqui para levar para nossas discussões internas, porque eu sabia que a gente não tinha disputado, só não tinha me atentado para esse fato. –

A sete anos sem disputar a Libertadores e a cinco brigando contra o rebaixamento, o clube viu seus principais adversários, tanto no âmbito estadual, quanto nacional, jogarem pelo menos uma vez a principal competição do continente. Ao todo 13 equipes Brasileiras participaram do torneio, 2015 a 2020, e nenhuma delas é o Fluminense.

Confira o Ranking de participações de clubes Brasileiros na Libertadores entre 2015 e 2020.

Grêmio – 5 (2016, 2017, 2018, 2019, 2020)
Palmeiras – 5 (2016, 2017, 2018, 2019, 2020)
Flamengo – 4 (2017, 2018, 2019, 2020)
São Paulo – 4 (2015, 2016, 2019, 2020)
Corinthians – 4 (2015, 2016, 2018, 2020)
Atlético-MG – 4 (2015, 2016, 2017, 2019)
Santos – 3 (2017, 2018, 2020)
Internacional – 3 (2015, 2019, 2020)
Athletico-PR – 3 (2017, 2019, 2020)
Cruzeiro – 3 (2015, 2018, 2019)

Chapecoense – 2 (2017, 2018)
Vasco – 1 (2018)
Botafogo – 1 (2017)
Fluminense – 0


Foto: Alexandre Vidal

Mário Bittencourt é processado por postagem na final do Carioca

A postagem do presidente do Fluminense, Mário Bittencourt no dia da decisão do estadual, quando atacou diretamente a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, inclusive no título: Gatoferj, rendeu um processo ao mandatário Tricolor.

Segundo informou o portal Esporte News Mundo, o presidente da Ferj, Rubens Lopes entrou com uma ação de queixa-crime contra Mário, cobrando que o mandatário Tricolor seja condenado aos crimes de “calúnia, difamação e injúria tipificados nos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal”.

Caso seja condenado, as penas somadas poderiam chegar a três anos e seis meses de detenção, além de multa.

Além disso, há também um processo da Ferj contra o Fluminense correndo na 24ª Vara Cível do TJRJ, basicamente com os mesmos argumentos, sendo cobrado danos morais, materiais e retratação, por parte da própria federação.

Em manifesto Mário critica Federação e reitera “Lutaremos até o fim pela nossa honra, dignidade e pelos nossos direito”

O presidente Tricolor, Mário Bittencourt fez pronunciamento em seu perfil, nesta quarta-feira (08) enumerando fatos relacionados aos direitos de exibição do Campeonato Carioca. E Sobre a tentativa de “furtar a transmissão do Flu” na final Taça Rio o mandatário ressaltou: “Lutaremos até o fim pela nossa honra, pela nossa dignidade e pelos nossos direitos.”

Confira o manisfesto feito por Mário Bittencourt que critica veemente a Federação de futebol do Rio, que se posiciona a favor da equipe da Gávea.

O NASCIMENTO DA “GATOFERJ”

Uma explicação sobre os fatos destes dois dias ilustra de forma nítida o desmonte do futebol do Rio de Janeiro.
Vamos lá:

A FERJ autorizou o Flamengo a transmitir o seu jogo contra o Boavista, dando validade ao direito do mandante;
Em seguida, a FERJ vai à justiça comum e pede que a Globo transmita o jogo da semifinal e finais, mas informa que o Flamengo está respaldado pela MP que garante o direito do mandante;

O Vasco transmite na sua TV o jogo contra o Madureira com anuência da FERJ, que não faz nenhum movimento contrário;
A Globo então consegue uma decisão onde em seu entendimento se desobriga de transmitir o jogo, apesar de já ter pago por ele;
No mesmo dia, o Fluminense ganha o sorteio de mandante realizado na sede da FERJ, sorteio este auditado na hora pelo Presidente do TJD;

O Fluminense então, de forma honesta, faz consulta à TV Globo sobre se poderia realizar a transmissão pela Flu TV, já que a emissora não possui interesse em transmitir o jogo, apesar de já ter pago por ele como mera liberalidade;

No intervalo entre o pedido do Fluminense e a resposta da Globo, o Flamengo, através de se Presidente, procura o Fluminense e pede autorização para transmissão na Fla TV, ou seja, o Flamengo, ao procurar para solicitar a transmissão, reconhece expressamente que o direito e do Fluminense;

O Fluminense não atende o pedido do Flamengo, por que a Globo já pagou por esta transmissão e o clube entende que a transmissão não deve ser comercializada, mas informa que, para o bem do futebol, a transmissão será aberta e que todos os torcedores do País, inclusive os do Flamengo, poderão ver o jogo pela Flu TV de forma gratuita;

Na sequência, a Globo responde que autoriza o Fluminense a transmitir o jogo em seu canal do YouTube sem nenhuma restrição;

O Fluminense faz ofício à FERJ informando que fará a transmissão do jogo, em razão da autorização da Globo, e ressalta que Vasco e Flamengo transmitiram seus jogos em suas plataformas digitais nas rodadas passadas como mandantes que eram;

A FERJ, diferentemente do que fez com o Vasco, exige que o Fluminense comprove que a Globo autorizou a transmissão;
O clube cumpre a exigência da FERJ e envia a comunicação da Globo mostrando que está autorizado;
Curiosamente, logo em seguida, a FERJ publica nota oficial afirmando que o direito segue sendo da Globo, por decisão judicial;

Em seguida, o Procurador do TJD André Valentim, aquele mesmo que no início do ano denunciou o Fluminense por cânticos na arquibancada, propõe medida cautelar requerendo ao Presidente do TJD que ele anule o sorteio porque no seu entender, com a Medida Provisória, uma torcida não pode ser obrigada a ver o jogo no canal do time adversário, ou seja, ele destrói em seus argumentos justamente o que prevê a Medida Provisória, com o objetivo claro de dar ao Flamengo um direito que é do Fluminense;

Agora pela manhã, o Presidente do TJD, o mesmo que participou do sorteio “tirando a bolinha do Fluminense”, indeferiu corretamente a liminar, mas determinou um sorteio para um novo auditor do próprio TJD da FERJ julgar o caso. Ou seja, de forma nítida, foi obrigado ou pressionado a redistribuir o pedido para alguém da confiança do Presidente Rubens Lopes;

Entre os possíveis sorteados, está o Presidente do Conselho Deliberativo do Bangu (clube de Rubinho) que há anos enverga o cargo de auditores daquele Tribunal que finge ser independente, mas que na verdade é a fogueira que queima todos os clubes, atletas ou dirigentes que ousam defender seus próprios direitos e contrariar o “chefe” maior;*

No despacho do Presidente do TJD, ele solicita que os clubes Flamengo e Fluminense, e a própria FERJ, se manifestem no processo até as 11 da manhã, para que depois possa “repassar a bola” para um colega cometer a atrocidade de conceder um direito que não é do Flamengo, e mais, que a Justiça Desportiva não tem a competência para julgar, posto que tal demanda já está sendo debatida pela própria FERJ na justiça comum;

Lá, no foro cível, a FERJ defende sua posição e a posição de mandante do Flamengo, mas na justiça desportiva, terreno usado de forma sorrateira, defende que o mando de campo deve ser dividido entre os clubes quando o Flamengo não é o mandante;

Como ressaltamos acima, o Presidente do TJD solicitou que o Fluminense se manifeste no processo até as 11 da manhã, mas nossa manifestação nos autos não teria o mesmo alcance que possui agora, e mais, nos faria permanecer neste circo vergonhoso armado pelo Presidente da Federação com o intuito claro de beneficiar um clube em detrimento de outros, aliás, o que vem sendo feito desde o início da competição;

Desta forma, deixaremos que eles sozinhos terminem o trabalho que estão fazendo, num conluio descarado, rasgando todas as regras da competição e agora também dos direitos de transmissão;

Se a negativa do Presidente do TJD for mantida, não será feito mais do que o óbvio, posto que a medida ajuizada e sorrateira, vergonhosa, teratológica e ilegal. Completamente ilegal.

Se for revertida, ficará clara a covardia e o vilipêndio ao direito do Fluminense, bem como será desmascarado todo o sistema que há anos vem dizimando o futebol do Rio de Janeiro;

Diferente das outras vezes, agora vamos só observar de “camarote” até onde vai a sordidez e a mesma cara de pau dessa gente que tomou de assalto o futebol mais charmoso do Brasil;

Em seguida, vamos à Justiça Comum buscar indenização e reparação financeira pelos prejuízos causados ao Fluminense em razão do furto de seu direito de transmitir de forma exclusiva em sua plataforma digital FLu TV.

A FERJ, assim como os que furtam sinais de TV, criou neste episódio a “GATOFERJ”, tentando furtar a transmissão do Fluminense;

Em síntese, mais uma vergonha perpetrada pelo grupo que destrói o futebol do Rio de Janeiro há décadas.

Por fim, informamos aos nossos torcedores que transmitiremos o jogo na nossa FLU TV de forma gratuita como já informado antes;

Lutaremos até o fim pela nossa honra, pela nossa dignidade e pelos nossos direitos.

Mário Bittencourt

Foto: Fluminense Football Club

Mário admite possibilidade de estender contrato de Fred

Em coletiva de apresentação oficial do camisa 9, neste sábado (27), no CT José Castilho, foi questionado sobre a possibilidade de Fred estender seu vínculo com o Fluminense, caso o time esteja disputando alguma competição importante, na qual haja a possibilidade de título.

Prontamente, o presidente Mário Bittencourt, admitiu que se houver a necessidade e consenso entre as partes, tanto do clube, quando do jogador, certamente o contrato será prorrogado.

– O mais importante de tudo aqui (no Fluminense) é a gente vencer jogos. O Fluminense tem essa vocação e a gente trabalha para vencer jogos, pra vencer competições. Se ele tiver fisicamente e mentalmente apto e a gente estiver disputando, qualquer competição que seja e as partes estenderem, Fluminense e Fred, que dá para ele ir mais adiante e nos ajudar a trazer um título, não tenha dúvida, que toda ideia que a gente teve do encerramento, ela fica de lado e a gente vai trabalhar pelo melhor para o Fluminense. O melhor para o Fluminense é o Fred fazendo gol – declarou o mandatário

O contrato de Fred com o Tricolor está programado para se encerrar dia 21 de julho de 2022, data essa que o clube completará 120 anos.

Foto: Reprodução FluTV

Mandatário Tricolor confirma que vai na justiça ‘fazer valer o que é certo’

O presidente Mário Bittencourt confirmou que entrará na justiça desportiva contra o Campeonato Carioca. Contrário a volta da competição enquanto o Estado do Rio segue em curva ascendente nos casos de Covid-19, o representante Tricolor, na última reunião arbitral cedeu e concordou com em retornar o estadual, porém discorda da data prevista do jogo Flu, que está marcada para a próxima segunda-feira (22), contra o Volta Redonda.

Em entrevista ao UOL esporte, Bittencourt esclareceu que o elenco irá precisar de um tempo mínimo de preparação.


– Não resta outra alternativa ao clube senão buscar as medidas na justiça desportiva para fazer valer o que é certo, ou seja, remarcar a data de nossos jogos para julho. Seguimos no estado de calamidade pública e faremos valer nosso direito de somente entrar em campo quando tivermos o devido tempo de preparação física para garantir as melhores condições aos atletas e a devida segurança sanitária. – disse

Mário lamentou o maneira que vem sendo conduzida, a volta do Estadual. Para ele, é possível que interesses extracampo podem ter influenciado nas decisões que vem sendo tomadas.

– O futebol ocupa um espaço muito importante na vida das pessoas. Mas os interesses ainda não muito bem esclarecidos de dirigentes não podem fazer com que ele se converta em risco à saúde e à própria vida das pessoas. – concluiu

O Campeonato Carioca está previsto para retornar nesta quinta-feira (18). Flamengo e Bangu farão o duelo de reinício da competição. A definição se dará nesta quarta (17), após reunião entre membros da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e o Prefeito do Rio, Marcello Crivella.

Fonte: UOL
Foto: FFC

Top