Ameaçado no cargo, Oswaldo de Oliveira pode ser trocado por Maurício Barbieri

Cada vez mais pressionado no Fluminense, Oswaldo de Oliveira não sabe o prazo de validade de sua terceira passagem pelas Laranjeiras. Internamente, o discurso é de iminente demissão, apesar de apenas um mês de trabalho. Um placar adverso contra o Santos, quinta-feira, no Maracanã, pode tornar a permanência insustentável.

No objetivo de não repetir o erro cometido após a saída de Fernando Diniz, quando recebeu respostas negativas de Abel Braga e Dorival Júnior e, às pressas, acertou com Oswaldo, a diretoria iniciou a busca por possíveis candidatos ao cargo.

O primeiro nome que surge é o de Maurício Barbieri, desempregado desde a dispensa do América-MG, onde ficou só entre maio e julho por causa de resultados ruins na Série B. Nesse ano, o comandante ainda treinou o Goiás, onde venceu 14 em 20 jogos, mas acabou sendo demitido depois de perder a final do Campeonato Goiano para o Atlético-GO. A campanha no Esmeraldino, aliás, anima os dirigentes tricolores.

O Time de Guerreiros crê que o perfil de Barbieri, de 38 anos, seja semelhante ao de Diniz. Ele, que começou a carreira de treinador no Red Bull Brasil, passou por Guarani e Desportivo Brasil até se destacar no Flamengo, em 2018, inicialmente como interino.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: LANCE!