fbpx

Vasco não precisará pagar a multa pela abertura dos portões do Maracanã

Foto: André Fabiano/Estadão Conteúdo

A multa foi imposta pela desembargadora que determinou os portões fechados na final.

Por determinação do desembargador André Ribeiro, o Vasco não precisará pagar a multa de R$500 mil, imposta pela também desembargadora, Lúcia Helena de Passos.

A determinação de Lúcia Helena era que a final da Taça Guanabara fosse realizada com portões fechados e, caso a ordem não fosse cumprida, ok responsável arcaria com a multa. Mesmo ciente do valor, o Vasco, mandante da partida assumiu o risco e liberou a entrada de seus torcedores.

Contudo, André Ribeiro, que estava de plantão no dia, revogou a decisão de Lúcia Helena, deixando o Cruz-maltino livre da multa.

 

Top