fbpx

Novos Capítulos da Novela Caio Henrique, Grêmio e Fluminense

A cada dia que passa, parece que o lateral Caio Henrique fica cada vez mais longe do Flu. Em entrevista recente à Rádio GaúchaZH, o presidente do clube, Romildo Bolzán falou sobre a situação do jogador com o Grêmio.

É um jogador muito bem avaliado no Grêmio, e a gente tem uma situação com ele, sim. A primeira situação desse jogador deverá ser liquidada com o Fluminense, que tem a possibilidade de exercer uma opção. Depois que isso ocorrer, vem para nós. Se não se confirmar a situação com o Fluminense, poderemos examinar a matéria — disse o mandatário gremista, em entrevista à Rádio GaúchaZH, no último domingo.

Caio em ação para o Flu (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Apesar disso, o Grêmio também analisa outras opções para a lateral esquerda. Entre elas, o tricolor buscou informações sobre Guilherme Arana, que atualmente está no emprestado ao Atalanta, da Itália.

A informação do presidente Mário Bittencourt de que o Valencia-ESP teria feito uma proposta para o Atlético de Madrid por 12 milhões de euros, foi desmentida pelo jornalista Eduardo Esteve, da Rádio Onda Cero, de Valencia, que garantiu:

O Valencia não busca lateral-esquerdo. Nesta posição, o time já tem Gayà e Jaume Costa e mais o Lato, que está emprestado ao PSV. O clube busca um lateral-direito. Na esquerda, as vagas já estão preenchidas.

Jornalista que cobre o dia-a-dia do Valencia passou a informação (Foto: Arquivo Pessoal/Twitter)

Sem a concorrência dos espanhóis,o clube carioca tem a preferência para adquirir lateral, mas o fator financeiro é um empecilho. Mesmo assim, Mário garantiu que tanto Caio quanto o Allan já acertaram salário com o Flu para 2020.

O desafio dos dois tricolores, é convencer o Atlético de Madrid a emprestar Caio por mais um ano. Segundo informações da GaúchaZH, a primeira pedida dos espanhóis foi de 1 milhões de euros (R$ 4,5 milhões) pelo empréstimo do lateral até dezembro de 2020. Nessa negociação, o Grêmio tenta reduzir este valor para confirmar a contratação do atleta.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Alvo do Flu, Bruno Pacheco está encaminhado com equipe da Série A

Um dos poucos destaques da Chapecoense no ano, o lateral-esquerdo Bruno Pacheco está de saída do time catarinense.

Segundo o jornal O Povo, o Ceará já se acertou com a Chape para comprar o jogador. O clube vai adquirir parte dos direitos econômicos do jogador de 28 anos, que tinha 70% dos seus direitos ligados ao Verdão do Oeste, onde estava desde a temporada passada e pelo qual entrou em campo 105 vezes

O Fluminense foi uma das equipes que sondou o lateral, que foi o lateral líder de assistências no Brasileirão com cinco passes para gol.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Foto: Divulgação/Chapecoense

De solução a problema: Fluminense é processado por venda de Gerson

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Vendido à Roma, da Itália, por 16 milhões de Euros (R$60 milhões à época), em 2015, o meia Gerson virou de solução a problema no Fluminense. Isso porque, o clube acumula quatro processos na Justiça do Rio, que somados, totalizam R$18 milhões, cerca de 30% do valor da venda do jogador em 2015.

Segundo o site Globoesporte.com, a dívida é relacionada ao não pagamento aos parceiros que detinham percentual do meia e comissões de empresários envolvidos na venda celebrada em 2015.

Ainda de acordo com o portal, dois destes processos já estão na fase de acordo entre as partes. Outros dois, no entanto, segue em fase de execução. Um desses, ainda de acordo com o Globoesporte.com, resultou no arquivamento de um recurso devido ao não pagamento de uma taxa judicial.

A dívida foi gerada na gestão Peter Siemsen, presidente que vendeu o jogador, e não foi quitada pelo sucessor Pedro Abad. Desde então, por conta de juros, subiu para R$ 9,5 milhões. E, além desta, outras três ações foram movidas por Davi Macedo Filho Representações Comerciais, Brazil Football LTDA e T Desenvolvimento e Educação Esportiva LTDA (Traffic).

Vale destacar que o Fluminense terá direto a cerca de 318,6 mil euros (R$ 1,3 milhões), fruto do mecanismo de solidariedade da Fifa recorrente a negociação do jogador que trocou a Roma pelo Flamengo, que desembolsou cerca de 11,8 milhões milhões de euros (R$ 49,5 milhões) na contratação do atleta formado nas categorias de base do Tricolor.

Fluminense pode ter várias mudanças para 2019

Marcos Júnior e Júlio César, por exemplo, dificilmente seguirão no clube.

Embora ainda tenha bastante coisa em jogo nesse final de 2018, o Fluminense já começa a pensar no seu futuro. E como aconteceu em 2018, 2019 deve ser de dificuldades para o Tricolor.

Com alguns jogadores do atual elenco em fim contrato, a direção do clube já começou a se mexer para renovar com os atletas, casos de: Gum, Rodolpho, Gilberto, Júlio César e Marcos Júnior.

Contudo, de acordo com informações do Canal Flunews, Marcos Júnior já teria um acordo com uma equipe japonesa e deve assinar com o time oriental em janeiro. Júlio César é outro que de acordo com o portal, não deve seguir no clube. Gilberto por sua vez depende da Fiorentina, clube que detém os direitos do atleta. Inclusive, o próprio jogador já tem ciência que sua permanência no Tricolor depende da Viola concordar com um novo empréstimo.

Ainda existe a possibilidade do clube perder alguns de seus titulares, casos de Ayrton Lucas e Richard, ambos pretendidos pelo Corinthians. Richard já chegou a ter o nome ligado também ao Cruzeiro.

Na contra mão disso, a diretoria já planeja a reposição das peças e já busca alternativas no mercado. Alguns nomes como João Ricardo e Norberto, ambos do América Mineiro, além de Élton do Bahia podem ser as novidades nas Laranjeiras em 2019.

 

foto: Nelson Perez

Top