Recém-chegado, Keno explica escolha de número no Flu

Uma das seis contratações do Fluminense para a próxima temporada, o atacante Keno foi anunciado oficialmente na última semana e assim como os outros reforços, já posou com a camisa Tricolor e a numeração que irá usar em 2023.

Inclusive, em entrevista à FluTV, o atacante comentou sobre a escolha do número: a camisa 25:

– Não tem nada de específico, quando me enviaram as numerações disponíveis e vi o 25 livre, resolvi escolher por ainda não ter usado ao longo da carreira – comentou o jogador.

Além de Keno, o Fluminense já anunciou os laterais Guga e Jorge, o goleiro Vitor Eudes, o zagueiro Vitor Mendes e o meia Lima.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Marcão pode ultrapassar feito de Muricy no Flu neste domingo

O Fluminense recebe o RB Bragantino neste domingo (26), pela 22° rodada do Campeonato Brasileiro. Jogo que pode se tornar histórico para o técnico Marcão, que se não perder, ultrapassa o feito de Muricy Ramalho, se tornando o técnico com maior número de invencibilidade à frente do Tricolor.

Técnico do título de 2010, Muricy ficou 15 jogos invicto na campanha do tricampeonato tricolor, entre a quarta e a 18ª rodada. A sequência invicta começou com uma vitória por 2 a 1 em um Fla-Flu, que encerrou um jejum de dois anos, três meses e 16 dias sem ganhar do rival, e foi até o 1 a 1 com o Palmeiras no Maracanã. Antes de a invencibilidade cair na derrota por 2 a 1 para o Guarani no Brinco de Ouro, foram 10 triunfos e cinco empates. Um aproveitamento de 77,7%.

Muricy Ramalho (2010)

  1. Fluminense 2 x 1 Flamengo (Maracanã)
  2. Atlético-MG 1 x 3 Fluminense (Mineirão)
  3. Fluminense 2 x 1 Vitória (Maracanã)
  4. Avaí 0 x 3 Fluminense (Ressacada)
  5. Fluminense 1 x 1 Grêmio Prudente (Maracanã)
  6. Santos 0 x 1 Fluminense (Vila Belmiro)
  7. Fluminense 1 x 0 Cruzeiro (Maracanã)
  8. Botafogo 1 x 1 Fluminense (Nilton Santos)
  9. Fluminense 3 x 1 Athletico-PR (Maracanã)
  10. Grêmio 1 x 2 Fluminense (Olímpico)
  11. Fluminense 3 x 0 Internacional (Maracanã)
  12. Vasco 2 x 2 Fluminense (Maracanã)
  13. Goiás 0 x 3 Fluminense (Serra Dourada)
  14. Fluminense 2 x 2 São Paulo (Maracanã)
  15. Fluminense 1 x 1 Palmeiras (Maracanã)

Diferentemente de Muricy, a invencibilidade de Marcão não foi em uma edição só: a sequência pega o final do último Brasileirão, da 30ª rodada até a 38ª, e a passagem atual após a demissão de Roger Machado, da 17ª rodada a 21ª. Entre a vitória por 1 a 0 sobre o Sport no Nilton Santos até o 2 a 2 com o Cuiabá na Arena Pantanal, foram nove triunfos e seis empates. Um aproveitamento de 73,3%. O técnico teve duas derrotas nesse período, mas ambas na Copa do Brasil.

Marcão (2020-2021)

  1. Fluminense 1 x 0 Sport (Nilton Santos)
  2. Coritiba 3 x 3 Fluminense (Couto Pereira)
  3. Fluminense 2 x 0 Botafogo (São Januário)
  4. Fluminense 3 x 0 Goiás (Nilton Santos)
  5. Bahia 0 x 1 Fluminense (Fonte Nova)
  6. Fluminense 0 x 0 Atlético-MG (Maracanã)
  7. Ceará 1 x 3 Fluminense (Castelão)
  8. Santos 1 x 1 Fluminense (Vila Belmiro)
  9. Fluminense 2 x 0 Fortaleza (Maracanã)
  10. Fluminense 1 x 1 Atlético-MG (São Januário)
  11. Fluminense 2 x 0 Bahia (Maracanã)
  12. Fluminense 1 x 1 Juventude (Maracanã)
  13. Chapecoense 1 x 2 Fluminense (Arena Condá)
  14. Fluminense 2 x 1 São Paulo (Maracanã)
  15. Cuiabá 2 x 2 Fluminense (Arena Pantanal)

Depois de Marcão e Muricy, os próximos técnicos do Fluminense com maior invencibilidade no Brasileirão são Abel Braga, que ficou 12 jogos sem perder na campanha do tetracampeonato em 2012, e Cuca, que ficou 11 partidas na milagrosa arrancada para escapar do rebaixamento em 2009.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: GE

Calegari ou Samuel Xavier? Portal compara números dos laterais na temporada

Com a não contratação de Daniel Alves, a titularidade da lateral-direita do Fluminense segue disputada entre Samuel Xavier e Calegari. Pensando nisso, o portal GE fez um comparativo entre os números dos atletas na temporada.

Atualmente reserva, Calegari leva vantagem sobre Samuel Xavier na maioria das categorias, com destaque para os números de interceptações, 1,22 por jogo contra 0,33, e desarmes, 2,11 por jogo contra 1,27.

Formado em Xerém, o jovem de 19 anos começou a temporada de titular, mas acabou perdendo a posição para o experiente lateral de 31 anos, ainda no comando de Roger Machado.

Contestado pela torcida, Samuel Xavier vem de uma sequência de atuações ruins. O jogador chegou a ser poupado em algumas partidas mas reassumiu a vaga no time após recuperar a forma física.

Fonte: GE

Foto: Maílson Santana/FFC

Mudou o jogo ? Veja os números de Juan Cazares contra o River Plate

O Fluminense fez sua estreia na Libertadores na noite da última quinta-feira (22), quando empatou com o River Plate por 1 a 1, no Maracanã.

Eleito melhor jogador em campo, Juan Cazares entrou no segundo tempo da partida e foi fundamental não só na melhora do desempenho técnico da equipe, como participou diretamente do gol de empate ao dar a assistência para o gol de Fred.

Veja os números do equatoriano nos pouco mais de 30 minutos que esteve em campo:

Juan Cazares vs River Plate:

  • 32 minutos
  • 23 toques
  • 1 assistência
  • 12/14 passes certos
  • 3 passes decisivos
  • 2/3 bolas longas precisas
  • 1/3 cruzamento certo
  • 1/2 drible certo
  • 1/1 chute no alvo
  • 1 grande chance criada

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Classificado para às quartas de final do Brasileiro Sub-20, números mostram força do Flu na competição

Classificados em terceiro lugar geral após vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, Moleques de Xerém mantém um histórico impressionante no Brasileiro Sub-20.

Realizado com a chancela da CBF desde 2015, a competição tem o Fluminense como um de seus principais protagonistas. Campeão em 2015, com Douglas, Danielzinho e Pedro entre os destaques, equipe Tricolor é a única a ter se classificado para a segunda fase do Brasileiro em todas as edições.

Flu também é recordista de pontos (146) e gols (125) na história da competição.

Confira as campanhas ao longo dos anos:

2015 – Campeão

2016 – Segunda fase

2017 – Segunda fase

2018 – Semifinal

2019 – Quartas de final

Foto: Lucas Merçon/ FFC

Com mais uma atuação de destaque, números de Martinelli comprovam bom momento

Em seu segundo jogo como titular, Joia de Xerém faz mais uma boa atuação na vitória contra o Athletico-PR por 3 a 1 no Maracanã. Com ótimo aproveitamento nos passes e duelos ganhos, Martinelli tomou conta do meio campo tricolor. Veja os números:

Em 90 minutos:

67/70 passes certos (96%)

9/12 duelos terrestres ganhos

5/5 dribles certos (100%)

5 perdas de posse

3 faltas sofridas

2 faltas cometidas

2 bolas longas

1 drible sofrido

1 interceptação

1/1 finalização no alvo

Foto: Maílson Santana/ FFC

Em baixa no São Paulo, Hudson se destaca em primeiros jogos pelo Flu

O volante Hudson chegou ao Fluminense após uma temporada muito irregular no São Paulo, o de o jogador passou maior parte do ano no banco de reservas.

Titular nos dois primeiros jogos de 2020 sob o comando de Odair Hellmann, o camisa 25 tem sido um dos destaques da equipe nesse início de Campeonato Carioca. Além de uma assistência, Hudson tem se destacado tem pelos passes e desarmes.

Contra a Cabofriense por exemplo, na estreia do campeonato, os números foram o seguinte:

  • 38/40 passes certos
  • 1 assistência p/ gol
  • 1 desarme certo
  • 2 faltas cometidas
  • 1 finalização p/ fora

Durante os 90 minutos jogados contra a Portuguesa-RJ, o já houve uma evolução:

  • 54/55 passes certos
  • 8 desarmes certos
  • 4 faltas cometidas
  • 2 faltas recebidas
  • 2 perdas de posse de bola
  • 1 drible certo
  • 1 interceptação certa
  • 1 lançamento certo

E aí torcedor, já dá pra considera o jogador como titular absoluto desse meio de campo ?

Foto: Lucas Merçon/FFC

Cobiçado pelo Flu, Rossi teve bons números em 2019

Livre no mercado após rescindir seu contrato com o Shenzhen, da China, o atacante Rossi já foi procurado pelo Fluminense para vestir a vida Tricolor em 2020.

Questionado por parte da torcida, o jogador teve bons números no Vasco ao longo de 2019, quando terminou o ano por exemplo como líder de assistência do cruz maltino na temporada, com sete assistências, sendo quatro delas no Brasileirão.

Além disso, Rossi ainda terminou a temporada como líder em outros quesitos pelo Vasco dentro do Campeonato Brasileiro, como por exemplo: os de dribles certos (28), roubos de bola (50), cruzamentos tentados (152) e finalizações em gol (22) – empatado com Marrony.

Contando só Brasileirão, Rossi disputou 29 partidas, marcando dois gols e quatro assistências ao longo das 38 rodadas.

Veja os números completos do jogador dentro do Campeonato Brasileiro:

29 jogos
2 gols
4 passes para gol
32 assistências para finalização
22 finalizações em gol
25 finalizações pra fora
28 dribles certos
11 dribles errados
34 cruzamentos certos
118 cruzamentos errados
50 desarmes certos

Foto em destaque: Divulgação

Fonte: Lance !