Odair terá quatro desfalques para a partida contra o Atlético-GO, nesta quarta

Nesta terça, o Tricolor encerra a preparação para o confronto diante do Rubro-negro goiano, válido pela sétima rodada do Brasileiro. E neste duelo diante. E para esta partida o treinador não poderá contar com quatro atletas, sendo três por suspensão e um poupado, devido um desconforto.

Após receberem o terceiro cartão amarelo, Wellington Silva, Yuri e Igor Julião cumprirão suspensão automática. Já Muriel, que já ficou fora do último jogo, contra o Vasco, será poupado novamente para se recuperar de um desconforto na perna, sofrido na última sexta.

No gol, Marcos Felipe segue como titular, no meio-campo, no lugar do Yuri, Hudson deve ser o escolhido para começar a partida.
Já a ausência de Wellington e Julião, pode promover oportunidades para Fernando Pacheco e Daniel Lima, o Dani Bolt, que atuam na mesma posição.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Odair nega atrito com Jorge Jesus e revela o estopim para a confusão após o apito final: “O auxiliar técnico perdeu a linha”

Em coletiva dada, nesta segunda-feira, no CT Carlos Castilho, Odair Helmann esclareceu o que de fato originou a confusão no final da partida contra o Flamengo.

O treinador Tricolor negou que tenha tido qualquer confusão com o Jorge Jesus e revelou que “houve um desrespeito muito grande” por parte do auxiliar técnico adversário João de Deus

– Não teve nenhuma situação com o Jorge Jesus ou com os jogadores do Flamengo. O que teve foi com o auxiliar técnico, João de Deus. Houve um desrespeito muito grande.
Quando fui conversar com o quarto árbitro, o auxiliar técnico perdeu a linha, o respeito. E tínhamos conversado semana passada a respeito de algumas situações da partida e que deveríamos nos preocupar em jogar e minimizar essas situações de discussões. Eu, prontamente concordei, mas não posso concordar com desrespeito.
O que aconteceu única e exclusivamente foi isso. Ele passou do ponto, desrespeitoso. O Jesus foi falar da expulsão do Gagibol e ele (auxiliar) continuou desrespeitoso. Conversei com todos os jogadores do Flamengo sobre a situação de quarta e aconteceu essa situação do Jesus a qual não vi. Não é meu critério e posicionamento. Em todo o tempo de carreira tenho uma postura de respeito, independentemente se ganho ou perco. Porque o Jorge Jesus sempre foi muito respeitoso comigo, pelo Internacional ou pelo Flu. E não teve nenhuma situação com o Jorge Jesus.


Sobre a polêmica se teria deixado o técnico rubro-negro no ‘vacuo’, Odair explicou:

– Se eu tivesse visto, eu teria cumprimentado. O que aconteceu foi esse fato isolado com o auxiliar. O Jorge Jesus me chamou para perguntar o que tinha acontecido, porque ele também não sabia. Nós paramos e eu o expliquei, aconteceu isso, isso e isso com o auxiliar técnico. Sem inverdades, sem ilações, essa é a realidade. Sou profissional e homem para assumir qualquer tipo de erro. Se eu não tivesse cumprimentado o JJ porque eu não quisesse, viria aqui e diria –

Fonte: NetFlu
Foto: Reprodução FluTV

Em programa, Odair revela já ter planos para a chegada de Fred e não vê como um problema a média de ideia do time

Em participação no Troca de Passes do SporTV, nesta sexta-feira (17), o comandante Tricolor, assumiu que já faz planos para a chegada de Fred. Odair falou sobre a situação jurídica envolvendo o centroavante e o Cruzeiro e em relação a alta média de idade do time, que no entendimento do treinador, não há nenhum problema.

-Temos que aguardar a situação jurídica do Fred. Se ele vier, vamos recebê-lo da melhor maneira para que ele se sinta bem taticamente, fisicamente e como atleta. […] A relação da idade dos jogadores precisa ser observada individualmente. Precisamos ver o histórico de lesão de cada um, o biotipo. Todos os testes que fizemos com nossos jogadores mais velhos deram valências físicas próximas aos dos mais jovens. Quando há defasagem, há dificuldade para acompanhar o resto do grupo, o nível dos jogos. Mas não é o caso aqui.- Disse o técnico.

Fonte: UOL
Foto: FFC

Odair avalia o trabalho que vem sendo feito por Mário Bittencourt: “excepcional”

O treinador Tricolor elogiou o trabalho desempenhado pelo presidente Mário Bittencourt. Satisfeito com a participação da diretoria, em relação a assuntos extra-campo, como por exemplo: Atraso de salários, além do respaldo, Odair consegue se preocupar exclusivamente com o desenvolvimento do time.

Desde o primeiro dia que conversei com o presidente, minha preocupação sempre foi dentro do campo, técnica, sabendo todas as dificuldades que iríamos enfrentar. Não teve surpresa para ninguém. Do mesmo jeito que passei o que tinha de pensamento de jogo, ele passou de trabalho. E o presidente vem fazendo um trabalho exemplar. Desde o ano passado, o presidente deve ter oito ou nove meses no cargo e acho que pagou mais de 12 salários. Ele vem procurando soluções na parte financeira, estrutural. Não posso reclamar de nada da parceria e das condições que nos dá de só trabalhar dentro do campo, de deixar o time forte. Passamos um percalço da Sul-Americana, a data nos pegou num momento difícil de preparação, sem vários jogadores. Muitos jogadores da parte ofensiva, importantes. Temos aí um resultado a buscar na Copa do Brasil, mas me sinto tranquilo, porque o presidente vem fazendo um trabalho excepcional. Tem dado as condições e temos confiança nele também. Minha preocupação é técnica, tática, estrutural e de fazer um Fluminense forte para disputar todas as competições. – Comentou Odair Helmann

Fonte: Netflu
Foto: Lucas Merçon / FFC