fbpx

Após lesão muscular, Orinho pode não mais jogar em 2019

Lateral-esquerdo passa por exame neste domingo (17), após ter deixado empate com o Atlético-MG ainda no primeiro tempo.

Orinho, que na partida contra o Atlético substituía Caio Henrique, corre o risco de não mais jogar em 2019 pelo Fluminense. Neste domingo, após realizar exame de imagem, o lateral-esquerdo teve confirmada lesão muscular na coxa esquerda. O prazo de recuperação dificilmente permitirá que o atleta fique à disposição de Marcão na reta final do Brasileirão.

O Tricolor não divulgou de forma oficial o resultado da avaliação médica. No sábado (17), dia do confronto com o Atlético-MG, o clube havia informado que o atleta seria reavaliado.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/

Substituto de Caio Henrique, Orinho garante foco total em tirar Flu do Z4: “Grupo está fechado”

Lateral-esquerdo tricolor lamentou a lesão do goleiro Muriel e desconversou sobre polêmicas internas do clube

Foto: Lucas Merçon / FFC

Contratado para suprir a ausência de opções no setor esquerdo do Fluminense, Orinho terá mais uma grande oportunidade no próximo sábado (16), quando o Tricolor carioca encara o Atlético-MG, no Maracança, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a convocação de Caio Henrique para a seleção olímpica, o lateral será titular na partida.

Nesta quarta-feira, o jogador de 24 anos foi o escolhido para conceder entrevista coletiva no CT Carlos Castilho. Na conversa com a imprensa, Orinho lamentou bastante a lesão de Muriel, que não atua mais em 2019, mas fez questão de rasgar elogios aos possíveis substitutos do goleiro.

“Sabemos que o Muriel é um grande goleiro. Todos ficamos tristes pelo fato de ele ter se machucado. Lamentamos, mas não podemos deixar isso nos abater. Contamos com grandes goleiros e temos confiança nos dois”.

“O Agenor é experiente, passou por grandes clubes. O Marcos Felipe também já pegou seleção de base. Prova que são dois grandes goleiros. Fica a critério do treinador. A gente fica feliz por eles estarem ganhando oportunidade, mas triste pelo Muriel. No final, quem entrar vai dar conta do recado”.

O lateral-esquerdo também aproveitou para enaltecer Caio Henrique, seu companheiro de posição, que será desfalque por estar com a seleção sub-23, que se prepara para as Olimpíadas de Tóquio. Para ele, as características de ambos são parecidas.

“O Caio Henrique é um grande jogador, todos sabem disso. Temos características parecidas. Tive uma sequência de dois jogos e saímos com vitória. O meu comportamento vai ser o mesmo. Primeiro, defender. Depois, penso em atacar. O importante é não tomar gols e sair com a vitória”.

Orinho em treino no CT (Foto: Lucas Merçon / FFC)

Por fim, quando perguntado sobre a situação do vice-presidente Celso Barros dentro do clube, Orinho preferiu desconversar e focar na luta dos atletas para tirar o Fluminense do Z4 do Brasileirão. Vale destacar que Celso não esteve presente na reapresentação do elenco.

“Todos nós sabemos disso, mas prefiro não comentar isso. Fica no extracampo, para a diretoria resolver. Nós, jogadores, focamos em tirar o Fluminense da zona de rebaixamento”.

Flu fica sem Caio Henrique e usará Orinho contra Atlético

Caio Henrique disputou 60 jogos oficiais pelo Fluminense, sendo 54 como titular.

Na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, Flu não poderá contar com o jogador que mais vezes atuou pelo clube em 2019 em seu próximo compromisso. 

Caio Henrique, que vem sendo improvisado na lateral esquerda, foi convocado para defender a Seleção Brasileira Pré-Olímpica em um torneio amistoso na Espanha. Caio disputou 60 jogos oficiais pelo Fluminense, sendo 54 como titular. 

Mas não poderá enfrentar o Atlético, sábado (16) no Maracanã, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, sua vaga no Fluminense será ocupada por Orinho. 

“- Passo a semana fora e perco a partida contra o Atlético-MG, mas ficarei torcendo pelos companheiros. A seleção é um sonho de qualquer menino, mas ao mesmo tempo quero ajudar o clube, que passa por uma situação delicada também”, declarou Caio Henrique.

Sem Caio Henrique, Orinho recebe nova chance após seis meses encostado: “Estou bem fisicamente”

A convocação de Caio Henrique à seleção olímpica abriu espaço para Orinho, contratado em setembro. Depois de jogar 15 minutos no 2 a 1 sobre o Grêmio, há duas semanas, o lateral-esquerdo começou jogando o empate sem gols com o Cruzeiro e estará entre os titulares no jogo das 19h deste sábado, contra o Bahia, no Maracanã.

— Estou bem e preparado para o jogo de sábado. É um jogo importante e estou bem fisicamente — resumiu.

Na quarta-feira, o reforço saiu aos 28′ do segundo tempo para a entrada de Igor Julião, improvisado. Ele, que veio do Santos, não entrava em campo desde o fim de março.

— Todos eles me passaram tranquilidade e em menos de um mês consigo participar de duas partidas. Estou muito feliz e espero dar continuidade ao trabalho que venho desenvolvendo no clube — disse.

Fora da zona de rebaixamento, o Tricolor busca amenizar a fragilidade defensiva. Sob o comando de Marcão, efetivado há duas partidas, a equipe não sofreu gols.

— Marcão e a comissão técnica estão nos passando confiança e trabalhando muito forte para que isso seja corrigido. Já são quatro jogos sem derrotas e isso é muito importante. Vamos continuar o trabalho para melhorar cada vez mais.

Dono da posição, Caio Henrique, assim como Allan, será liberado pela CBF em 15 de outubro. Dois dias depois, o Time de Guerreiros enfrenta, em casa, o Athletico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: GloboEsporte.com.

Após estrear pelo Flu, Orinho dedica vitória à torcida e afirma: “Tem que cobrar mesmo”

Lateral-esquerdo disse entender torcedores que invadiram o CT do clube para pedir mais empenho dos jogadores

Foto: Mailson Santana / FFC

Neste último domingo (29), o Fluminense bateu o Grêmio por 2 a 1 no Maracanã e conseguiu respirar ainda mais no Campeonato Brasileiro. A partida marcou a estreia de Orinho, recém-contratado pelo Tricolor para suprir a lesão de Mascarenhas, reserva imediato de Caio Henrique na lateral-esquerda da equipe.

Após o jogo, o jogador comentou sobre a invasão do CT no treino de sábado e fez questão de dedicar a vitória aos torcedores. De acordo com Orinho, os tricolores tem razão em protestar e, além disso, o episódio serve para mostrar que o Fluminense ‘não está esquecido’.

“Passei por algumas situações parecidas no Santos, na Ponte Preta. Isso daí mostra que o clube não está esquecido como muitas pessoas falam. A torcida tem que cobrar mesmo e a gente também tem que se auto-cobrar para poder entrar dentro de campo e dar o resultado para o torcedor. Estamos felizes com essa vitória e dedico ela a torcida”, afirmou. 

Oswaldo relaciona reforço para enfrentar Santos, mas deve repetir escalação que venceu Corinthians

A escalação que Oswaldo de Oliveira levará a campo às 20h de quinta-feira deve ser a mesma que venceu o Corinthians por 1 a 0, há quase duas semanas, no Mané Garrincha. Suspenso na goleada para o Goiás, Nino retoma a vaga ao lado de Digão.


Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Allan, Ganso e Nenê; Yony e João Pedro.


A novidade da lista de relacionados, ao menos de início, sentará no banco de reservas. Trata-se do recém-contratado Orinho, ex-lateral-esquerdo do Peixe.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Apresentado, Orinho explica “fracasso” no Santos

Foto: Fernanda Teixeira/Lance

Apresentado oficialmente como novo jogador do Fluminense, o lateral esquerdo Orinho foi direto ao responder o motivo de não ter dado certo na equipe do Santos de Sampaoli

– Tive uma passagem muito boa pelo Santos e fiz grandes amigos, mas não entrei na filosofia do professor Sampaoli. Estou no Fluminense agora e vim para ajudar e espero fazer grandes jogos aqui – destacou o lateral.

Orinho ainda revelou que recebeu uma proposta para disputar a Champions League, antes do contato do Flu.

Fiquei três meses parado, mas foi por opção. Nesse tempo tive até proposta para jogar a Champions League, mas acabou não dando certo – disse o jogador que ainda revelou que não pensou duas vezes na hora de acertar com o Tricolor.

– Quando houvo a oportunidade de fechar com o Fluminense eu não pensei duas vezes. Espero agora dar muitas alegrias a torcida Tricolor – finalizou o lateral

Contratados até o fim de 2020, Orinho e Luccas Claro são anunciados oficialmente pelo Fluminense

Zagueiro e lateral-esquerdo chegam para compor o elenco e ajudar na reposição de posições carentes no elenco tricolor

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta quarta-feira (18), o Fluminense anunciou oficialmente a contratação de Luccas Claro e Orinho, que assinaram contrato com o clube até o fim de 2020. O zagueiro e o lateral-esquerdo chegam ao Tricolor sem custos e com o objetivo de compor o sistema defensivo, que encontra-se carente em algumas posições devido às lesões de nomes como Matheus Ferraz e Mascarenhas. Ambos já vinham treinando junto do restante do elenco.

Aos 24 anos, Orinho busca se firmar na Série A depois de uma passagem apagada pelo Santos. Na última temporada, o lateral foi emprestado para a Ponte Preta para a disputa da segunda divisão do Brasileirão. Luccas Claro, revelado pelo Coritiba, atuava na Turquia desde 2016. A apresentação dos dois jogadores ocorrerá nesta quinta (19) após o treinamento no CTPA.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Lucas Claro e Orinho são aprovados nos exames médicos e devem fechar com o Flu

Foto: Divulgação/Coritiba

O Flu está muito próximo de anunciar mais dois jogadores para reforçar a equipe na sequência do Campeonato Brasileiro: trata-se do zagueiro Lucas Claro e do lateral esquerdo Orinho.

Os jogadores já estavam apalavrado com o Tricolor desde o final da semana passada, e dependiam apenas da aprovação nos exames médicos para assinarem contrato com o clube das Laranjeiras.

Ambos já realizaram treinamento no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio) na tarde desta terça-feira (17) e Orinho por exemplo deve assinar seu vínculo ainda nesta terça. Já Lucas Claro deve assinar somente na quarta-feira (18) pois depende da finalização dos trâmites burocráticos.

O contrato da dupla deve ser válido pelo mesmo período: até o final de 2020.

Fluminense encaminha contratações de Orinho e Luccas Claro

A cerca de três meses do fim da temporada, o Fluminense deve anunciar mais dois reforços para o elenco de Oswaldo de Oliveira. Sem clube, o lateral-esquerdo Orinho e o zagueiro Luccas Claro estão no Rio de Janeiro e têm acordo para assinar até 2020. Se aprovados nos exames médicos, acertam com o Tricolor.

Ex-equipe de Orinho, o Santos repassou ao Time de Guerreiros os exames cardiológicos do jogador, que complementa nesse sábado a avaliação médica. Por sua vez, Luccas Claro será examinado no domingo.

Durante a maior parte do ano, em razão da saída de Marlon e das seguidas lesões de Mascarenhas, o volante Caio Henrique jogou improvisado na lateral-esquerda. Em entrevista ao Globo Esporte, o técnico Oswaldo explicou a necessidade de contratar para o setor e dar fim à improvisação.

— Precisamos de um lateral-esquerdo, porque o Caio Henrique não é da posição, mas tem jogado e feito partidas muito boas. Temo quando não tivermos ele. Puxei um garoto da base, o César, mas ele ainda precisa ganhar mais experiência, ainda mais nesse momento difícil — disse, completando:

— Se nós conseguirmos trazer um lateral e eu puder usar o Caio Henrique por dentro, claro que vamos fazer. É uma ideia que eu admito, com certeza.

A zaga, uma das mais vazadas do Campeonato Brasileiro, é alvo de duras reclamações de torcedores. Enquanto Digão e Nino são titulares, apenas Frazan e Luan ficam no banco de reservas. Matheus Ferraz, lesionado, só volta em 2020.


QUEM SÃO OS REFORÇOS TRICOLORES?

Orinho: Revelado pelo Santos, o lateral-esquerdo de 24 anos chegou a ser emprestado à Ponte Preta no ano passado e retornou à Vila em 2019 para, em maio, encerrar seu vínculo com o Peixe. Sua última partida ocorreu em março.

Luccas Claro: O zagueiro defendeu o Coritiba, que o revelou, por quase seis anos, até ser negociado para o Gençlerbirligi, da Turquia, em 2016. Não joga desde maio.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top