Fluminense lamenta a morte de Paulinho, vocalista do Roupa Nova, que morreu por complicações em decorrência da Covid-19

O Fluminense usou seu perfil oficial nas redes sociais para lamentar o falecimento de Paulinho, vocalista do grupo Roupa Nova, que morreu na noite da última segunda-feira (14) por complicações após contrair a Covid-19.

A própria assessoria da banda confirmou a morte do cantor, que assim como todos os integrantes do Roupa Nova, era declaradamente torcedor do Fluminense. A assessoria confirmou ainda que Paulinho havia contraído a Covid-19, porém, o cantor não estava mais com o vírus no corpo, mas em decorrência do vírus, outros fatores acabaram se “complicando”.

Paulinho foi diagnosticado com coronavírus enquanto se recuperava de um transplante de medula óssea que havia feito em setembro para tratar um linfoma – no procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente, que respondeu bem ao tratamento. No entanto, em novembro, ele precisou ser novamente internado, desta vez com Covid-19. Ele deixa dois filhos: Pepê, baterista da banda Jamz, revelada no programa SuperStar (TV Globo), e a cantora Twigg.

Foto em destaque: Jamile Alves/G1 AM

Assessor nega possível empréstimo de Paulinho

Na manhã desta terça-feira, o jornalista Wilson Pimentel, do portal “Esporte 24 horas”, revelou um suposto interesse do Fluminense em Paulinho, ex-atacante do Vasco e que, hoje, defende o Bayer Leverkusen, da Alemanha.

Porém, o assessor do jovem de 20 anos, Roger Ferreira, usou rede social para esclarecer que não há a possibilidade de saída do clube alemão. Destacou, ainda, que o jogador só virá ao país no período de férias.

– Paulinho não será emprestado. Segue firme e forte no Bayer Leverkusen e só volta ao Brasil para passar as férias no meio do ano.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Abad aprova negócio, e Fluminense mira Paulinho, ex-Vasco

Encostado no Bayer Leverkusen, com quem tem contrato até meados de 2023, o jovem Paulinho, de 18 anos, pretende retornar ao Brasil. Daria prioridade ao Vasco, onde se profissionalizou, mas não houve interesse em São Januário. Dessa maneira, o Fluminense, assim como Corinthians e São Paulo, têm o atacante na mira para 2019. As informações são do jornalista Wilson Pimentel, do portal “Esporte 24 horas”.

Pedro Abad aprovou a negociação, indicada por empresários, e conversa frequentemente com o Carlos Leite, que agencia a carreira da joia vascaína. Existe otimismo nas Laranjeiras, especialmente por ser um negócio que não exigirá alto investimento. Os salários, inclusive, seriam divididos com os alemães, com o Tricolor arcando com apenas R$ 100 mil.

Caso o negócio se confirme, Paulinho chegará ao clube por empréstimo de um ano, com opção de compra fixada. O nome, que pode elevar o nível técnico do elenco de Fernando Diniz, agrada a pessoas ligadas ao presidente.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.