fbpx

Lesão deve deixar Pedro de fora de jogos cruciais do Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Detectado com um estiramento na coxa direita, sentido no final do primeiro tempo da partida diante do Atlético Mineiro, no último sábado (10), o atacante Pedro deve desfalcar o Fluminense por quatro semanas.

Sendo esse o terceiro problema muscular desde que o jogador voltou após a grave lesão no joelho direito, o departamento médico do Tricolor prega cautela na recuperação, e não deve forçar retorno prematuro do jogador aos campos, até porque, seu substituto, João Pedro, goza de prestígio com a torcida e comissão técnica. Além de ter anunciado recentemente a chegada de Lucão para o setor.

Desta forma, o camisa 9 deve focar de fora das partidas contra CSA, Avaí e Fortaleza, ambas válidas pelo Brasileirão, além dos dois confrontos diante do Corinthians pela Copa Sul-Americana.

Exame aponta lesão de Pedro

Substituído no intervalo da derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, sábado, Pedro realizou exames que apontaram lesão no músculo posterior da coxa direita. Ele sentiu fisgada ao esticar demais a perna para tentar dominar uma bola levantada na área.

No comunicado divulgado na tarde desta segunda-feira, o clube não informou o tempo de recuperação, mas disse que o centroavante iniciará tratamento no departamento médico. O desfalque deve promover a volta de João Pedro à equipe já no domingo, contra o CSA, no Maracanã, pela 15ª rodada do Brasileirão.

Assim como em 2018, a contusão aconteceu em Belo Horizonte e pode atrapalhar uma possível venda para a Europa – Fiorentina, da Itália, e CSKA, da Rússia, são alguns dos interessados. Além disso, torna improvável a chance de convocação pela Seleção, na sexta-feira, para os amistosos do mês que vem.

Depois de passar por cirurgia no joelho direito em setembro passado, Pedro retornou aos gramados só em abril deste ano. Em junho, chegou a sofrer uma pequena lesão na coxa esquerda na final do Torneio de Toulon, pela seleção olímpica. Tem 14 jogos e 5 gols marcados em 2019.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Pedro deixa jogo em BH com incômodo na coxa direita e fará exames no Rio

A poucos momentos do fim do primeiro tempo do revés para o Atlético-MG, o Fluminense perdeu Pedro por lesão. Imediatamente após disputa de bola no alto com o zagueiro Igor Rabello, o centroavante pediu substituição alegando incômodo no músculo posterior da coxa direita. Ele deu lugar a Nenê, que marcou para o Tricolor no revés por 2 a 1.

À imprensa, o clube informou que o jovem fará exames no Rio de Janeiro. Observado pela seleção brasileira, Pedro pode aparecer na lista de convocados para os amistosos contra Colômbia e Peru, nos dias 6 e 10 de setembro, respectivamente, nos Estados Unidos. Os escolhidos de Tite serão divulgados na sexta-feira.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Alvo de clubes europeus, Pedro se diz focado no Fluminense e destaca união do elenco

Camisa 9 tricolor comentou sobre a contratação de Lucão e também rasgou elogios a Fred, que tem seu retorno desejado por diretoria e torcida

Foto: Mailson Santana / FFC

Nesta sexta-feira (9), o Fluminense encerrou a preparação para a partida contra o Atlético-MG, no próximo sábado, às 21h (de Brasília), no Independência. Com praticamente todos os jogadores à disposição, Fernando Diniz irá com força máxima para o duelo importantíssimo para o time, que briga para deixar a parte de baixo da tabela do Brasileirão. Após o treinamento no CTPA, Pedro concedeu entrevista coletiva e comentou sobre alguns assuntos bastante comentados ao longo da semana.

O principal deles, sua possível transferência para o futebol europeu, foi o que abriu o papo com os jornalistas. Perguntado sobre esse interesse dos clubes do exterior em contratá-lo, o atacante afirmou estar bastante tranquilo com relação a esse assunto e deixou claro que está focado em treinar e jogar pelo Fluminense.

“Futebol é muito dinâmico. Não dá para prever muita coisa. Eu penso muito no dia a dia. Não penso muito no que vai acontecer. Tenho que dar sempre meu melhor. As coisas se tiverem que acontecer, acontecem naturalmente. Sou um cara muito tranquilo quanto a isso. Não ligo muito para o que falam nas matérias, sei o que rola de verdade. Sempre fui focado somente em jogar futebol, em treinar e trabalhar para dar o melhor para o Fluminense. Essas coisas extra-campo eu deixo para meus empresários e para o presidente resolverem”.

Questionado sobre se a chegada de Lucão ao Tricolor seria para suprir sua saída, o centroavante desconversou e disse que contratações são necessárias para fortalecer mais o grupo.

“Sempre chegará jogador para acrescentar, para agregar. É sempre bom ter mais opções para jogar, para entrar no ataque. O Lucão vem para agregar ao grupo. O presidente é que tem responder isso”.

O camisa 9 do Flu também projetou o duelo com o Atlético-MG fora de casa. De acordo com ele, é importante a equipe manter o estilo de jogo apesar da dificuldade, tendo em vista que o Galo vem bastante embalado para o jogo.

“Todos sabemos que será um jogo bem complicado contra o Atlético-MG, que vem em uma sequência boa, terá pressão do campo, da torcida. Mas sabemos lidar. Vamos manter nosso padrão, nosso estilo de jogo. Mesmo jogando fora de casa vamos tentar conseguir a vitória”.

Foto: Mailson Santana / FFC

Vivendo um pequeno jejum – são quatro jogos sem balançar as redes -, Pedro destacou que é importante ajudar a equipe da forma que for, mas que espera marcar na partida contra o Atlético-MG.

“Todo jogo entro com fome de gols. São quatro jogos sem marcar, mas estou ajudando a equipe, dando meu melhor. Espero poder marcar contra o Atlético. Não posso ficar ansioso, se não as coisas não acontecem. O gol sempre vai sair naturalmente, como sempre foi. Estou feliz em voltar a ajudar a equipe, jogar 90 minutos”.

O centroavante comentou sobre o desejo da diretoria e da torcida de repatriar Fred, ídolo do clube e que foi um dos que mais o ajudaram na adaptação ao profissional. Para ele, seria importantíssimo contar com um jogador desse porte.

“O Fred é um ídolo para mim. Um cara que me ajudou muito quando subi para o profissional. Não sei como está a situação. Se ele voltar, vai ser muito bem recebido aqui no Fluminense e vai ser feliz. Vai ser bom para a gente, bom para o clube”.

Foto: Nelson Perez / FFC

Veja abaixo mais trechos da coletiva de Pedro no CT do Fluminense:

Fernando Diniz

“O jogo do Diniz é muito versátil, obriga todos os jogadores, até o goleiro, a correr. Estamos adaptados. Treinamos diariamente para dar nosso melhor e estamos preparados”.

Concorrência no ataque

“Concorrência é normal. Sempre bom ter grandes jogadores para brigar pela posição. É dor de cabeça que fica para o Diniz. É bom ter jogadores de qualidade que a qualquer momento podem entrar e resolver um jogo. Estão todos os prontos”.

Ganso

“Entrosamento está bom. O cara é um gênio, de qualidade altíssima. Não tem como não se adaptar rápido com ele. Vamos nos conhecendo ainda mais aos poucos e melhorando dentro de campo”.

União do elenco

“Nosso grupo é isso. Essa união dentro e fora de campo. É isso que fará nos fazer chegar no topo, ganhar títulos. Desde que eu cheguei aqui não tinha tido essa reunião dos jogadores. Acho importante, faz todo mundo se sentir em casa, se sentir bem”.

Elenco tricolor em jantar organizado por Nenê (Foto: Reprodução)

Pedro rasga elogios a dupla Nenê e Ganso: “Jogadores de qualidade”

Camisa 9 mostrou-se bastante animado com a parceria dos dois no meio-campo tricolor e afirmou que eles podem jogar juntos

Foto: Lucas Merçon / FFC

A vitória por 2 a 1 sobre o Internacional foi a primeira vez em que Nenê e Ganso jogaram juntos com a camisa do Fluminense. Questionados por muitos, os dois tiveram uma boa atuação e mostraram que podem estar lado a lado no meio-campo tricolor. Após a partida, Pedro reforçou esse coro e rasgou elogios aos companheiros de equipe. Para o centroavante, a dupla tem qualidade de sobra para se entender dentro de campo.

“Sempre bom ter jogadores de qualidade dentro de campo. Os dois se entenderam bem dentro de campo. Mostra que podem jogar juntos. A gente treina para isso. Mas eles estão felizes e jogando bem. Isso que importa pro Fluminense”.

Um dos jogadores mais letais do Fluminense, Pedro quase deixou sua marca contra o Colorado. O centroavante teve três boas oportunidades de balançar as redes, mas acabou travado pela zaga em uma, acertou a trave na outra, e parou em Marcelo Lomba na última. O camisa 9 tricolor ainda poderia ter saído com uma assistência, mas Marcos Paulo desperdiçou uma chance clara após um toque refinado de calcanhar do atacante. 

Pedro comenta assistência de calcanhar e destaca força da torcida: “Arrepiou”

Com belo passe para Yony González, atacante foi fundamental no segundo gol do Fluminense

Foto: Lucas Merçon / FFC

Eficiente e com uma postura aguerrida, o Fluminense venceu o Peñarol por 3 a 1 no Maracanã e se classificou para as quartas de final da Copa Sul-Americana. O jogo ficou marcado pela assistência magnífica de Pedro para Yony González no segundo gol do Tricolor. Ao receber a bola entre a marcação, o camisa 9 dominou de deu de calcanhar por cima dos zagueiros, quebrando a linha de defesa adversária e deixando seu companheiro em condições de balançar as redes. Após a partida, o centroavante fez uma breve análise sobre o lance.

“Antes de dominar, vi o zagueiro saindo na minha direcao. Eu vi o Yony passando… Consegui dominar rápido, o recurso era dar de calcanhar. Mas o que importa é o Fluminense ganhar”, disse.

Pedro também fez questão de enaltecer o apoio da torcida, que encheu o Maracanã para empurrar o ‘Time de Guerreiros’. O jogador disse ter se sentido arrepiado com a festa dos tricolores logo após o apito final.

“Mesmo a gente na zona do rebaixamento, ela compareceu. Isso mostra que ela acredita na gente e no trabalho. Espero que a gente possa dar alegria no Brasileiro. Arrepiou um pouco ver ela cantando ao final do jogo”, concluiu.

Apagado na derrota para o São Paulo, Pedro destaca: “Temos de melhorar e evoluir”

Atacante afirmou que o Fluminense precisava ser mais objetivo em alguns lances e aproveitou para focar no jogo contra o Peñarol, pela Sul-Americana

Foto: Mailson Santana / FFC

Artilheiro do Fluminense no Brasileirão, Pedro teve atuação apagada na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no Maracanã. O centroavante desperdiçou uma chance clara de gol no primeiro tempo, mas na etapa final pouco conseguiu produzir diante de uma marcação bem ajustada do time rival, que conquistou a vitória no último lance do duelo, de pênalti. Com o resultado, o Tricolor segue na zona de rebaixamento, na 17ª posição. Após a partida, o camisa 9 assumiu a necessidade da equipe reagir urgentemente e analisou brevemente o jogo.

“Faltou mais objetividade e furar mais a defesa deles. Não é fácil, a gente ficou em cima, dentro da área deles. Tentamos, mas não tivemos tantas chances claras no segundo tempo. Faltou um pouco mais e temos de evoluir para buscar o resultado no Brasileiro”, afirmou.

Pedro também reclamou da falta de objetividade do Fluminense em alguns lances e destacou que a equipe precisa seguir trabalhando para melhorar e evoluir. Por fim, garantiu foco total no Peñarol, adversário do Tricolor carioca nas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

“Acho que a gente estava fazendo um bom jogo, mas faltou agredir mais a zaga deles. Ficamos mais com a posse de bola e faltou objetividade. Infelizmente não foi o resultado que a gente queria contra o São Paulo aqui dentro de casa. Sabemos que temos de melhorar e evoluir para buscar resultados no Brasileirão. Agora temos de descansar e focar para o jogo de terça com o Peñarol”, concluiu.

Pedro enaltece postura do Fluminense contra o Peñarol e classifica vitória como ‘fundamental’

Camisa 9 tricolor aproveitou para destacar a capacidade do Tricolor de ‘suportar a pressão’ dentro do Uruguai

Foto: Lucas Merçon / FFC

Na última terça-feira, o Fluminense foi até o Uruguai enfrentar o Peñarol pelo jogo de ida das oitavas da Copa Sul-Americana. Com uma atuação segura, o Tricolor conseguiu uma vitória importantíssima por 2 a 1, que o coloca em uma situação favorável na competição. Um dos principais nomes da equipe, Pedro esteve apagado durante maior parte do jogo, mas quase marcou em um chute de longe. Após o triunfo, o centroavante citou a importância do resultado – o Flu não vencia há oito jogos -, e destacou a capacidade do time de segurar a pressão.

“Pra gente foi fundamental (a vitória sobre o Peñarol). Jogo muito complicado. Era frio, torcida, a pressão que eles fazem dentro de casa. Soubemos suportar a pressão. Um time grande como o Fluminense não pode ficar oito jogos sem ganhar. Agora é focar no Brasileirão e o São Paulo, no sábado”.

Embalado com o ótimo triunfo sobre o Peñarol, o Fluminense vira a chave e foca no São Paulo. O duelo de tricolores acontece no próximo sábado (27), às 19h (de Brasília), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na 17ª posição, a equipe de Fernando Diniz precisa demais de uma vitória para respirar e deixar o Z4.  

Seleção define alvos e enviará representante para jogo do Fluminense

De olho na convocação do mês que vem para os amistosos de setembro, contra Colômbia e Peru, a seleção brasileira observará possíveis candidatos a figurar a lista de Tite, que deve ceder mais espaço a jovens. A comissão técnica vai se dividir em sete jogos durante a próxima semana. Um deles é entre Fluminense e São Paulo, pela 12ª rodada do Brasileirão, sábado, no Maracanã, palco da conquista da Copa América de 2019.

Os alvos deste confronto são os atacantes Pedro, do clube carioca, e Antony, do paulista, que serão assistidos pelo auxiliar Thomaz Koerich. O período de avaliação servirá ainda para a formação da seleção pré-olímpica, que vai disputar amistosos simultaneamente à principal, de setembro a novembro.

Em meados do ano passado, Pedro chegou a ser convocado para dois amistosos. Acabou cortado por causa de grave lesão no joelho, que o levou a fazer cirurgia e a só voltar a jogar em abril. Nesta temporada, entrou em campo só 10 vezes, mas acumula cinco gols marcados.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Pedro afirma desconhecer proposta do CSKA e garante: “Meu foco está no Fluminense”

Centroavante foi o autor do gol tricolor no empate em 1 a 1 com o Ceará

Foto: Lucas Merçon / FFC

Depois da grande polêmica envolvendo seu nome e uma possível transferência para o Flamengo, Pedro reencontrou a torcida no Maracanã e, mesmo sendo alvo de algumas vaias, deixou sua marca no empate em 1 a 1 com o Ceará, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Esse foi o quarto gol do centroavante na competição. Mesmo tendo atuado os 90 minutos pela primeira vez desde que voltou de lesão, o camisa 9 tricolor é o artilheiro da equipe no Brasileirão.

Após a partida, o jovem atacante não escapou de perguntas sobre seu futuro. Recentemente, surgiram notícias sobre uma proposta do CSKA, da Rússia, de aproximadamente R$ 50 milhões pelo atleta, que prontamente afirmou desconhecer qualquer proposta do clube europeu e garantiu estar focado 100% no Fluminense.

“Não estou sabendo dessa proposta do CSKA. Meu foco está aqui no Fluminense. Sempre foi (foco no Fluminense). Sempre trabalhei, sempre dei meu máximo aqui dentro. E não vai ser diferente. Minha gratidão por esse clube é eterna”, destacou.

Voltando a ser titular no Tricolor após a grave lesão no ano passado, Pedro é a esperança de gols para o importante clássico contra o Vasco, que acontecerá no próximo sábado (20), às 11h (de Brasília), em São Januário. Vale lembrar que, caso entre em campo, o centroavante completará sete jogos pelo time das Laranjeiras no campeonato e, consequentemente, não poderá mais atuar por algum clube da Série A do Brasileirão.

Top