fbpx

Pedro leva prêmio de revelação do Brasileirão e pensa em Europa: “Me enquadraria melhor na Inglaterra e Espanha”

Mesmo sem jogar desde a 21ª rodada, quando lesionou o joelho, Pedro venceu o prêmio de revelação do Campeonato Brasileiro. Aos 21 anos, ele deslanchou no Fluminense nesta temporada e, antes da contusão, vinha liderando a artilharia do campeonato, com 10 gols, acompanhado de Roger Guedes, ex-Atlético-MG. 

– Ano que vem, vou voltar mais forte do que esse ano. Foi um ano gratificante, cheio de emoções. Pude realizar o sonho de ser convocado para a Seleção. Agradeço a minha família e ao Fluminense, que me formou como ser humano e jogador – disse.

Pedro coroaria o primeiro grande ano da carreira defendendo a camisa da Seleção. Chegou a ser convocado para os amistosos de setembro, contra Estados Unidos e El Salvador, mas a lesão provocou o corte. Na ocasião, deu lugar a Richarlison, que também apareceu para o mundo jogando pelo Fluminense. 

– Foi um momento muito difícil para mim. Eu que realizei um sonho de ser convocado para a Seleção e, infelizmente, não pude ir e mostrar meu valor lá dentro. Mas tenho certeza que coisas boas vão vir pela frente. Ano que vem, vou dar o meu melhor, voltar à seleção brasileira e, dessa vez, jogar e fazer gol, se Deus quiser – declarou, ao “Bem, Amigos”, depois da premiação desta segunda-feira.

Em razão da gravidade do problema, o camisa 9 precisou ser operado e, segundo a expectativa do departamento médico, retomará os treinos com bola a partir de março.

– Sem apressar nada, voltar no prazo, porque tem de voltar 100%, de seis a nove meses. Estou dobrando a perna toda, sem dor, processo de fortalecimento, fortalecendo a coxa. Ali para março estarei voltando a treinar com bola com meus companheiros – explicou.

Pedro finaliza a temporada como goleador do Fluminense, com 19 gols em 40 jogos, e cheio de moral no Brasil. Aliás, provavelmente, estaria negociado para o Real Madrid, com quem estava apalavrado, caso não se machucasse. Ao comentarista Caio Ribeiro, ele se esquivou de falar sobre saída para a Europa, mas revelou preferência por dois países.

– Eu não posso escolher assim, mas acho que qualquer lugar da Europa é um sonho. Acho que me enquadraria melhor na Inglaterra e na Espanha.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Filé destaca sucesso do tratamento, e Pedro ganha confiança em retorno ao CT: “Falta menos”

Ao se reapresentar no Centro de Treinamento, na Barra, na tarde desta terça-feira, Pedro deu mais um passo no tratamento da lesão no joelho direito, sofrida em agosto e que deve tirá-lo do time por mais de seis meses. Depois de um período sendo acompanhado por Nilton Petrone, o Filé, em sua casa, o centroavante estará diariamente na sede de treinos, como forma de acelerar o processo. Lá, ele terá acesso a toda equipe médica e a uma melhor estrutura do clube. A ideia é fazê-lo migrar para a academia em quatro ou cinco semanas.

– Estou muito feliz de estar de volta, aqui é a minha casa. Estar junto com meus companheiros, mais de perto, é um sinal de que agora falta menos do que faltava para o meu retorno. Tenho certeza de que vou voltar mais forte para dar alegrias para a torcida – disse o jovem, que tem usado uma muleta para caminhar.

Na sessão realizada neste início de semana, Pedro fez um exercício que estimula a musculatura posterior da coxa direita e trabalhou a flexão da perna operada – hoje, ele pode dobrá-la em um ângulo de 90º. À Flu TV, Filé destrinchou as etapas da recuperação do camisa 9 e destacou o sucesso com que ela vem sendo desenvolvida.

– A operação do Pedro está maravilhosa. Os médicos avaliaram. Joelho não tem edema, não tem derrame articular, não tem dor. A cicatrização está ótima. Pedro está em um caminho maravilhoso.

– A primeira fase, na casa do Pedro, foi mais introdutória. Tinha como base a drenagem da perna operada e controlar o processo inflamatório, além de um pouco de mobilidade. Essa fase que ele começa hoje no Fluminense já é de um trabalho específico mecânico, ou seja, ele vai começar a contrair os músculos responsáveis pela região do joelho. A partir da semana que vem, ele será liberado para ganhar a movimentação do arco completo, flexionar e estender o joelho normalmente. A recuperação do Pedro está maravilhosa.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Operado há três semanas, Pedro se reapresentará ao Fluminense para segunda fase do tratamento

A lesão ainda está longe de ser totalmente curada, mas Pedro está prestes a começar a segunda etapa do tratamento. Na tarde de terça-feira, ele se reapresentará ao Fluminense, depois de retirar os pontos do procedimento cirúrgico, no início de outubro, e terá o acompanhamento de toda a equipe médica e o acesso a uma melhor estrutura. O centroavante vinha fazendo sessões de fisioterapia em casa, de quatro a cinco vezes por semana, assistido pelo ‘Filé’, como é conhecido o fisioterapeuta Nilton Petrone.

O melhor momento da curta carreira de Pedro, que havia sido convocado para a Seleção para os amistosos do mês de setembro, esbarrou na torção no joelho direito, ocorrida em agosto, durante a derrota para o Cruzeiro, no Mineirão. Um exame detectou estiramento do ligamento cruzado, o que fez ser necessária a cirurgia, no último dia 21. A previsão do clube diz que o camisa 9 estará recuperado em seis a oito meses. O que indica que seu retorno aos gramados deve acontecer em meados do Campeonato Carioca do ano que vem.

Pedro terminou a temporada com 19 gols e sete assistências. Ainda que ausente há quase dois meses, é o artilheiro do time em 2018 e, ao lado de Sornoza, também o garçom. A boa fase despertou interesse estrangeiro, inclusive do Real Madrid. Conforme divulgado pelo Lance!, os merengues ofereceram 30 milhões de euros (ou R$ 130, 7 milhões), valor desejado pelos tricolores, que detêm 50% da joia de Xerém. A venda teria se concretizado, não fosse a contusão inesperada.

– Havia um planejamento pensado para uma possível venda do Pedro. Óbvio que a lesão atrapalhou. Não só no negócio, mas a própria equipe, pois você não tem um atacante da envergadura do Pedro e específico na posição. Casualmente, atrapalhou também um negócio futuro. Essa fatalidade ocasionou a necessidade de buscar outro tipo de receita, já que o dinheiro de uma transferência era, teoricamente, condicionada. Não foi concretizada por uma fatalidade. Com certeza daria uma tranquilidade financeira até o final do ano. Se ele não tivesse se lesionado, acredito que teria sido vendido – confirmou Paulo Angioni, diretor de futebol do Fluminense, ao L!.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

 

Após operação, Pedro dá início ao trabalho de fisioterapia

Atacante já deu início ao trabalho de fisioterapia.

O atacante Pedro, operado na última sexta-feira (21) já deu início ao trabalho de fisioterapia. De acordo com informações do portal Globoesporte.com, o jogador mesmo em casa, já iniciou o trabalho de fisioterapia na última segunda-feira (24), quando Nilton Petrone, o Filé, fisioterapeuta do Fluminense, foi até a residência do jogador para aplicar o tratamento que se estenderá por mais duas semanas.

Ainda de acordo com o portal, após esse tempo, o camisa 9 se reapresentará ao clube onde dará continuidade ao tratamento no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio). O tempo previsto para retorno ao gramado é de seis à oito meses.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Operação de Pedro é um sucesso e jogador deve ter alta já neste sábado

Jogador ainda realizou uma reparação no menisco.

O atacante Pedro foi operado na tarde desta sexta-feira (21). O atacante que sofreu um estiramento no ligamento cruzado do joelho direito no último dia 25 de agosto vai levar de seis a oito meses para retornar aos gramados.

Apesar da equipe médica responsável pelo procedimento não ter divulgado nenhum detalhe da cirurgia, o próprio departamento do Fluminense informou que a operação foi bem sucedida e que o atacante deve ter alta já neste sábado (22).

Além da operação no ligamento cruzado, Pedro passou por uma intervenção no menisco do mesmo joelho. Contudo, de acordo com as primeiras informações do DM Tricolor, a correção no menisco só ocorreu pelo fato do jogador já estar na mesa de cirurgia.

Ainda de acordo com os médicos, a falha no menisco tinha cerca de um centímetro, bem pequena, não havendo necessidade de operar só para essa correção. Os médicos ainda informaram que a correção não implicará no tempo estipulado para o retorno do jogador.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

fonte

Pedro deve ser operado ainda essa semana e por médico de fora do futebol

Nome do profissional no entanto é mantido em sigilo.

Na manhã da última terça-feira (18), o Fluminense divulgou a necessidade de uma intervenção cirúrgica no joelho direito do atacante Pedro, que sofreu um estiramento no último dia 25 de agosto na partida diante do Cruzeiro, no Mineirão.

Havia a possibilidade do jogador realizar a cirurgia com o médico do Atlético Mineiro e da seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, profissional que assim como o departamento médico tricolor, recomendou a operação após o próprio Pedro e seu staff consultar o médico.

Porém, embora ainda não haja uma confirmação nem por parte do staff do jogador e nem um pronunciamento oficial do Fluminense, o portal Globoesoorte.com divulgou que a operação deve ser realizada por um profissional de fora do futebol, que apesar de não trabalhar no meio ja realizou diversos procedimentos em jogadores. O nome do profissional no entanto é mantido em sigilo e a espectativa é que seja realizada ainda essa semana.

 

por: Douglas Wandekochen

foto: Pedro Vale/ Agif/ Estadão Conteúdo

Pedro passará por cirurgia e só retorna aos gramados em 2019

Atacante sofreu um estiramento no joelho direito.

O temor da torcida tricolor se confirmou: conforme noticiado pelo portal UOL, Pedro, artilheiro do time na temporada, terá de passar por uma intervenção cirúrgica no joelho direito e, tem retorno previsto só em 2019.

O atacante que sofreu um estiramento no ligamento do joelho direito há cerca de um mês chegou a fazer um tratamento conservador afim de evitar a cirurgia. Em princípio, o tratamento foi bem sucedido, mas houve o temor que a lesão pudesse se agravar e o próprio departamento médico do Tricolor achou por melhor realizar a cirurgia.

Contudo, sugundo informações do site Globoesporte.com, antes da decisão, o staff do jogado ainda procurou por uma segunda opinião, quando consultou o médico do Atlético Mineiro e da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, que também achou por melhor realizar a cirurgia. Lasmar inclusive, deve ser o responsável pela operação no atacante.

A previsão de retorno é de seis meses, ou seja, entre março e abril de 2019.

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Pedro Abad pede apoio do torcedor

Saudações Tricolores:

O presidente Pedro Abad falou com a imprensa após o empate do Fluminense contra o Vitória no Maracanã ontem. Ele falou que vai pagar os salários atrasados e pediu apoio do torcedor do Fluminense ao time. O tricolor está pendente com os jogadores em dois meses de imagem e um de CLT e um mes de atraso com os funcionários.

Pedro Abad: “A situação financeira não é boa. A situação não é fácil. A administração está trabalhando para resolver, mas não adianta falar em prazo. As perspectivas são boas para resolver. Temos funcionários e jogadores comprometidos com o clube. Isso tem de ser ressaltado. Vamos superar as dificuldades, como fizemos em outros momentos. Aproveito para passar um recado ao torcedor: o Fluminense precisa de você no Maracanã. Quando a bola entra, fica mais fácil. É um pedido. Não é o presidente, é o Fluminense que precisa de você – afirmou Abad.

Pedro Abad: Temos mecanismo de solidariedade para acontecer, demora um pouco. Não estamos longe de resolver a questão Richarlison. Tenho uma ou outras situações, que envolvem negociações. Não gosto de falar enquanto não se resolve. Se abro, tende a não acontecer. Temos perspectivas. Fiz reuniões com os funcionários e disse que vamos resolver – completou Abad.

O mandatário tricolor respondeu também se uma das negociações seria do atacante Pedro com o Real Madrid(noticiado pelo jornal As de Madri):

Para qualquer negociação ocorrer tem de ter a vontade de ais de uma parte. Atleta e os clubes. Quando os três se unem, a coisa ocorre. Se tivemos outras propostas e não ocorreu, uma das partes não se sentiu confortável. Se chegar uma que agrade a todos, a coisa andará. A janela está fechada, então, nenhum atleta do Fluminense poderá sair agora. Se acontecer algo, será no final do ano. Houve outras propostas que ninguém noticiou. Acontece o que estiver acontecendo, a hora não é de falar.

Por Thiago Caruso

Fluminense desmente necessidade de cirurgia e explica tratamento de Pedro

Contundido desde o dia 25 de agosto, Pedro tem dado continuidade ao tratamento para, de acordo com o primeiro prazo estimado pelo Fluminense, retornar aos gramados em até três semanas. Com boatos circulando a todo momento, o clube decidiu explicar as etapas do processo de recuperação do centravante, cortado da lista da Seleção para os amistosos deste mês.

Leia a nota:

“Não procede a informação de que o centroavante Pedro vai passar por cirurgia no joelho direito. A chance existe, como foi explicado pelo coordenador médico do clube, Douglas Santos, na terça-feira passada. No entanto, a reavaliação será feita entre a segunda e terceira semana após a lesão, prazo que ainda não foi atingido. No momento, qualquer informação é precipitada. Assim que houver qualquer atualização sobre o caso será informada à imprensa”.

Desfalcado do artilheiro do time na temporada, Marcelo Oliveira vê Kayke como substituto imediato. Ele, inclusive, atuou no empate de domingo, com o São Paulo. Com a saída de João Carlos para Portugal, a carência de jogadores da posição aumentou e levou o técnico a convocar Marcos Paulo, de 17 anos, para um período de treinos no profissional.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Site revela valor que o Monterrey ofereceu ao Flu por Pedro

Essa foi a segunda oferta dos mexicanos pelo atacante.

O Fluminense recusou na última quarta-feira (29) uma nova investida do Monterrey por Pedro, e, de acordo com o portal UOL Sports, o valor era de €20 milhões (R$ 96,7 milhões).

Tal valor vinha sendo divulgado como o mínimo estabelecido pela diretoria Tricolor para liberar o atacante, que tem uma multa de €50 milhões, onde o Fluminense tem direito a 50% do valor.

Contudo, de acordo com apuração do Canal Flunews, a direção do Flu trabalha com a intenção de segurar Pedro ao menos até o final do ano e, segundo pessoas próximas ao presidente Pedro Abad, o mandatário Tricolor nunca trabalhou com valor mínimo para liberar o atacante.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Top