Flu repete placar do jogo da ida mas acaba eliminado nos pênaltis do Brasileiro Sub-20

Nos pênaltis, Moleques de Xerém são eliminados do Campeonato Brasileiro Sub-20. Após perder o jogo da ida por 3 a 1, Fluminense repete o placar e vence o Flamengo por 3 a 1 nas Laranjeiras no tempo regulamentar. Gabriel Teixeira, John Kennedy e Wallace marcaram os gols da partida.

A partida começou bem disputada, com as duas equipes se estudando. O Flamengo chegou a assustar com uma bola na trave de Thiaguinho, mas quem abriu o placar foi o Flu. Aos 14 minutos, Gabriel Teixeira cobrou falta forte e após desvio da zaga, gol tricolor.

No segundo tempo o Flu voltou pressionando, e aos 10 minutos Marcos Pedro cruzou na medida para John Kennedy completar para o fundo das redes, empatando a partida no placar agregado, 3 a 3.

A equipe do técnico Eduardo Oliveira quase virou o confronto aos 25, após bom passe de John Kennedy, Wallace recebeu livre na entrada mas acabou finalizando mal. Se na primeira oportunidade ele não aproveitou, aos 38 foi letal, Wallace recebeu de Matheus Martins, limpou a marcação e bateu colocado para marcar o terceiro gol tricolor.

Com o placar adverso, a equipe adversária ensaiou uma pressão e aos 44, Gabriel Barros finalizou colocado de fora da área e voltou a empatar a partida. Com o resultado, a definição da vaga ficou para a disputa de pênaltis.

Nos pênaltis, o aproveitamento do Flu foi ruim, com John Kennedy e Cipriano desperdiçando suas cobranças. A disputa acabou 4 a 1 para a equipe rubro-negra, que se classifica para a semifinal da competição.

Foto: Thiago Mendes/ Porthix

Em partida movimentada, Fluminense elimina o São Paulo nos pênaltis e avança para a final do Brasileiro Sub-17

Nas Laranjeiras, Flu vence o São Paulo nos pênaltis por 6 a 5 após ganhar no tempo normal por 3 a 2, e está classificado para a decisão do Brasileiro Sub-17.

Precisando do resultado após perder o jogo de ida por 2 a 1, Moleques de Xerém foram para cima e começaram o jogo pressionando o São Paulo. Aos 8 do primeiro tempo, cruzamento de Matheus Martins e gol de João Neto. Pouco tempo depois, o segundo tricolor, Kayky fez grande jogada individual e finalizou na trave, Matheus Martins pegou o rebote e ampliou a vantagem.

O que já era bom ficou melhor, aos 26, outra grande jogada de Kayky, que tabelou com João Neto, e após driblar o marcador, mandou para o fundo das redes, décimo do camisa 7, artilheiro da competição. O São Paulo ainda conseguiu descontar antes do intervalo, em cobrança de pênalti do atacante Caio.

No segundo tempo, a equipe tricolor sentiu a sequência de jogos e acabou caindo de produção, o São Paulo aproveitou o desgaste e aos 26 fez o segundo, deixando a partida empatada no agregado, e a decisão da vaga para os pênaltis.

Nas cobranças de pênalti brilhou a estrela do goleiro Cayo Felipe. O arqueiro tricolor, que já havia cobrado e convertido a quinta cobrança, defendeu o pênalti de Marquinhos, que daria a vitória aos paulistas, após Gabriel Lyra perder para o Flu.

Na sequência, o camisa 8 do São Paulo, Caio, isolou a cobrança, e os Moleques de Xerém garantiram a classificação para a final do Brasileiro Sub-17.

Equipe do técnico Guilherme Torres espera o vencedor do confronto entre Athletico-PR e Flamengo. Na primeira partida, empate sem gols.

Foto: Maílson Santana/ FFC

Nenê chega a marca expressiva pelo Fluminense e iguala números de Henrique Dourado

O meia Nenê, autor do gol que deu a vitória para o Fluminense em cima do Bahia no último domingo (11), quando converteu um pênalti aos 27 minutos do segundo tempo.

O pênalti de domingo, foi a décima cobrança do meia no ano e com 100% de aproveitamento. E mais, desde que chegou ao Flu, no segundo semestre de 2019, Nenê cobrou 11 pênaltis e converteu todos, igualando a marca de Henrique Dourado pelo clube entre 2016 e 2017.

Os dois são os únicos com 100% de aproveitamento entre os jogadores que cobraram dez ou mais pênaltis em toda a história do Tricolor, segundo levantamento de João Bolt, historiador especialista no Flu.

Nenê vem se mostrando um grande especialista na cobrança da marca da cal, tanto que desde 2015, ano em que o jogador voltou ao Brasil, foram 38 cobranças e apenas 4 perdidas, com um aproveitamento de 89%, tendo desperdiçado sua última cobrança em 2018, ainda quando atuava pelo São Paulo.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: GE.Globo

Em tarde polêmica, comentarista de arbitragem vê dois pênaltis a favor do Flu

A partida entre Fluminense e Bahia que aconteceu neste domingo (11), às 16h no Maracanã, pela 15° rodada do Brasileirão, foi cercada de polêmica, com a equipe baiana reclamando do pênalti marcado a favor da equipe carioca.

O comentarista de arbitragem do grupo Globo, Sandro Meira Ricci no entanto, entende que o juiz acertou ao assinalar o pênalti pró Fluminense.

– Daria o pênalti porque o jogador do Bahia está atrás do Nenê, e com o braço ele desloca o Nenê – disse Ricci, sobre o lance que o juiz assinalou o pênalti após ajuda do VAR.

Ricci questiona inclusive uma outra jogada, ainda no primeiro tempo, quando a bola desviou na mão e Juninho e não foi marcada nenhuma infração, nem pelo juiz de campo, nem pelo VAR.

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC