Com Rafael Ribeiro e Ganso, Fluminense divulga lista dos relacionados

O Fluminense enfrenta a Portuguesa na tarde deste domingo (07), às 16h, no estádio do Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Carioca. Ainda jogando com grande parte do time de aspirantes, o Sub-23, o técnico Ailton já terá mais alguns reforços, como o zagueiro recém contratado, Rafael Ribeiro e o meia Paulo Henrique Ganso.

Ganso que já havia sido uma “promessa” do presidente do clube, Mário Bittencourt, que garantiu a presença do camisa 10 nas primeiras rodadas do Cariocão, visando dar mais ritmo ao jogador que tem um dos maiores salários do elenco, porém, teve pouca oportunidade ao longo de 2020.

Já Rafael Ribeiro, ganhou a oportunidade após Ailton perder sua dupla de zaga titular não primeiro jogo, Frazan e Luan Freitas, ambos lesionados.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Lesionado, Ganso não deve mais atuar este ano

A lesão na parte posterior da coxa esquerda que deixou Paulo Henrique Ganso de fora da partida contra o Avaí, neste domingo (1), pode deixar o jogador de fora do restante da temporada, nos jogos contra Fortaleza, dia 4 e Corinthians, dia 8.

Conforme informado pelo site Globo esporte.com, o intervalo de uma semana entre os três jogos não daria tempo para a recuperação do camisa 10, que deve ser substituído por Nenê.

Com 41 pontos, o Fluminense está apenas a uma vitória de escapar matematicamente do rebaixamento, porém, o Tricolor disputa ainda uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem, que dá vaga até para o 14° colocado, posição ocupada atualmente pelo Atlético Mineiro, com 42 pontos.

Para este domingo (1), além de Ganso, o Fluzão ainda terá os desfalques de Digão e Daniel, suspensos com três cartões amarelos.

Ganso tem lesão na coxa diagnosticada e é mais um desfalque para partida contra o Avaí

O técnico Marcão ganhou mais um problema para escalar a equipe no jogo contra o Avaí, no próximo domingo (1), no estádio da Ressacada: o meia Paulo Henrique Ganso.

Camisa 10 da equipe, Ganso teve uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda diagnosticada após a partida contra o Palmeiras e desfalcará a equipe no jogo que pode garantir o Flu matematicamente na elite do futebol brasileiro em 2020.

Além de Ganso, Marcão não poderá contar com Digão e Daniel, ambos suspensos, além de Airton, que deixou o jogo contra o Palmeiras ainda aos nove minutos do primeiro tempo com dores no joelho esquerdo o de foi constatada uma tendinite patelar.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Marcão ensaia equipe com Marcos Felipe na vaga de Muriel

Foto: Mailson Santana/FFC

O técnico do Fluminense, Marcão, começou a dar pistas da equipe que deve mandar a campo para enfrentar o Atlético Mineiro no próximo sábado (16), às 19h, no Maracanã.

Sem Muriel, que fraturou a mão esquerda e ao volta no ano que vem, o treinador testou o prata da casa, Marcos Felipe, no gol Tricolor. O jogador, revelado em Xerém e que teve poucas oportunidades no time principal, briga por uma vaga com o contestado Agenor.

Outra mudança foi a volta do meia Paulo Henrique Ganso. Fora da última partida, contra o Internacional, com desgaste muscular, o camisa 10 não participou das primeiras atividades da semana, dando espaço para Nenê, seu substituto no Sul também, porém, o jogador treinou normalmente nesta quinta-feira (14) e não deve ser problemas para sábado.

O coletivo também serviu para reforçar a entrada de Orinho na vaga de Caio Henrique, convocado para a seleção olímpica.

Fora contra o Inter, próprio Ganso teria pedido para não atuar na partida

Foto: Reprodução/Vídeo

Uma notícia que pegou os torcedores de surpresa no último domingo (10), na partida contra o Internacional, no Beira Rio, foi a saída de Ganso do time titular.

Vindo de uma sequência de boas partidas, o meia ficou de fora do confronto contra o colorado, dando lugar a Nenê, que formou o quarteto de ataque ao lado de Daniel, Marcos Paulo e Yony Gonzalez. Contudo, fez uma partida bem abaixo das que vinha atuando o camisa 10.

A ausência de Ganso no entanto, logo foi justificado por conta da parte física, onde de acordo com o técnico Marcão, o jogador não estaria com 100% de suas condições e teria sido poupado para não correr o risco de se lesionar.

Segundo informações do site NetFlu, a saída de Ganso teria partido do próprio jogador, que preferiu não atuar no Sul exatamente para não se lesionar e desfalcar o Tricolor em mais jogos.

PH Ganso exalta partida e saída da zona de rebaixamento

Foto: Mailson Santana/FFC

O meia campista Paulo Henrique Ganso mostrou grande alívio após a vitória do Fluminense. Na noite de quinta-feira (07) o Tricolor Carioca venceu o São Paulo dentro do Morumbi, pela 32° rodada do campeonato brasileiro. Ganso destacou a importância desse primeiro passo para escapar da zona da degola.

– O ponto principal é podermos sair da zona de rebaixamento, que a gente vem lutando o campeonato inteiro. Agora, vamos para frente enfrentar o Internacional. Hoje estivemos melhor postados taticamente na defesa. Eles não entraram com toque de bola – disse o jogador ao canal Premiere.


O Fluminense, com a vitória foi para 34 pontos e saiu da zona de rebaixamento. O próximo confronto do Tricolor é contra o Internacional, às 16h no domingo, no Beira-Rio.


Voltando de suspensão, Ganso deve ser titular contra o Athletico

Foto: Lucas Merçon/FFC

Camisa dez e um dos principais nomes do atual elenco do Fluminense, o meia Paulo Henrique Ganso não enfrentou o Bahia no último sábado (12) por conta de suspensão pelo terceiro cartão amarelo, na partida que o Tricolor venceu por 2 a 0.

Conquistando um bom resultado, boa parte da torcida questionava a condição de titular de Ganso, que volta a ficar a disposição de Marcão para o duelo contra o Athletico Paranaense.

No treino desta quarta-feira (16), último antes do confronto que ocorre nesta quinta-feira (17) o técnico Marcão deu indícios de qual equipe iniciará a partida e, o treinador deve mesmo optar pela volta do meia no lugar de Wellington Nem.

Desta forma o Fluzão deve ir a campo com a seguinte escalação: Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel, Nenê e Ganso; Yony Gonzalez e João Pedro

Apesar de questionado no Flu, Ganso é líder em chances criadas no Brasileirão

Foto: Divulgação/FFC

Muito questionado é até mesmo vaiado remetente pelos torcedores do Fluminense, Paulo Henrique Ganso lidera o quesito passes para gol no Brasileirão.

O camisa 10 Tricolor é o jogador dentre todos os atletas dos 20 clubes da série A que mais deixou os companheiros com chances claras de fazer um gol.

O número só leva em conta os passes rasteiros, deixando de lado os cruzamentos.

Ganso não só lidera o quesito, com 27 passes, com tem uma grande vantagem sobre o segundo, Robinho do Cruzeiro, com 20.

Veja a lista com os dez melhores:

Arte: Globoesporte.com

Se levar em consideração também os cruzamentos, o meia Tricolor cai na tabela, mas ainda fica entre os dez primeiros, ficando em nono, com 28 passes.

Arte: Globoesporte.com

Apesar dos números de passes, Ganso anotou apenas um gol no Brasileirão e não deu nenhuma assistência terminada em gol.

Fonte: Globoesporte.com

Ganso admite que grupo sentiu a mudança de treinador, mas prega tranquilidade

Foto: Divulgação/FFC

Após mais uma derrota do Fluminense no Campeonato Brasileiro, dessa vez para o Palmeiras, o meio campo e referência da equipe, Paulo Henrique Ganso “cobrou” um pouco mais de tranquilidade aos jogadores, principalmente aos mais experientes, para que possam passar aos mais jovens:

– Difícil estar nessa situação, mas é preciso ter mais tranquilidade para passar aos mais jovens para que eles possam caprichar um pouco mais na hora de definir – disse o meia, que ainda revelou que o grupo sentiu a troca no comando técnico.

– É difícil não sentir (a mudança de treinador) são trabalhos totalmente diferentes e a gente (jogadores) sente essa diferença – completou Ganso.

Perguntado ainda o quanto era prejudicial a mudança de treinador no meio da temporada, o jogador também opinou:

– Acho que prejudica qualquer clube. Mas a gente tem que ter a consciência de trabalhar com o Oswaldo e sair dessa situação – finalizou o jogador.

Estatísticas apontam Ganso como um dos jogadores mais participativos do Fluminense

Foto: Divulgação/FFC

O meia e camisa 10 do Fluminense, Paulo Henrique Ganso, vêm sofrendo duras críticas da torcida tricolor, que cobra um maior protagonismo do jogador.

Ganso, porém, é um dos jogadores mais efetivos do elenco Tricolor, como aponta o site especializado em estatísticas, Footstats.

De acordo com o site, o camisa 10 têm a melhor média de passes certos (66,2 por partida) melhor média de viradas de jogo (0,6) e ainda possui a melhor média de finalizações (2,3). O jogador ainda é o terceiro do elno que mais deixa os companheiros em condições de finalizar em gol (15).

Ganso ainda anotou um gol no Brasileirão, sendo quatro em toda a temporada.