fbpx

PM aumenta efetivo para duelo entre Fluminense e Vasco

Por Rômulo Morse


Com a polêmica entre Fluminense e Vasco em relação ao setor sul do Maracanã para a final da Taça Guanabara, a Polícia Militar se mostrou preocupada e aumentará o efetivo para a partida. Em entrevista, o tenente-coronel Silvio Luiz, comandante do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos, afirmou tal posição. O Bepe deverá ter 400 policiais em serviço no duelo.

Ele esclareceu que o objetivo da ação é tentar fazer com que o torcedor que irá ao jogo não sinta os reflexos da disputa nos bastidores e definiu a estratégia que será utilizada.

– A gente vai acompanhar. Como medida, o que nos cabia fazer, é reforçar principalmente a área externa, que é uma grande preocupação, para que o torcedor que não tem nada a ver com essa confusão e está apenas indo para assistir o jogo não sofra os reflexos disso. Vou começar o jogo com somente o necessário na parte interna, e a maior parte concentrada na área externa, e aí faremos o remanejamento durante a partida de acordo com o necessário.

O tenente-coronel concedeu entrevista neste sábado (Foto: Raphael Zarko)

Com um contingente maior que o utilizado no Fla x Flu, vencido pelo tricolor por 1 a 0 e válido pela semifinal da Taça Guanabara, o comandante lembrou que o relacionamento ruim entre as partes não começou agora.

– Na verdade o clima entre as torcidas de Vasco e Fluminense já é muito ruim desde quando houve essa questão dessa briga pelo setor. Claro que para esse jogo isso se acirrou muito mais porque o Vasco efetivamente vai ocupar o setor sul.

Também houve uma reunião com as organizadas dos clubes, sendo avisado pelo Bepe que cada uma será escoltada e levada direto para a entrada correspondente ao seu time. Vale lembrar que a Young Flu, maior organizado do Fluminense, está proibida de levar instrumentos, faixas e materiais ao estádio.

Fonte: Globoesporte.com

Top