fbpx

Prefeito do Rio não garante volta do público aos estádios dia 10 de julho

Na tarde desta terça-feira, o Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Marcello Crivella não garantiu a volta dos torcedores aos estádios, a partir do próximo dia 10 de julho. Segundo o protocolo de flexibilização da quarentena na capital Fluminense, será permitido 1/3 da capacidade total.

Crivella explicou o por que da indecisão sobre a volta dos espectadores nos jogos.

– O prefeito não é autorizado a fazer abertura antes da data autorizada pelo conselho científico. Eles analisam a parte médica, e o prefeito vê a parte de transporte, segurança, política… como a população recebe essas medidas. O conselho diz: dia 10. Não quer dizer que é dia 10. A mesma coisa aconteceu quando dissemos que poderia abrir o shoppings. Teve shopping que não abriu. Estamos analisando, pedindo ajuda da Polícia Militar, se podemos garantir que todo o público estará de máscara e que nos transportes não vai ter aglomeração – disse o prefeito.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Governo elogia protocolo médico da Ferj e nova reunião pode definir volta do futebol

A volta do futebol no Rio de Janeiro está cada vez mais próxima e um passo importante para seu retorno deve ser dada nos próximos dias, quando uma reunião pode acertar uma data para o retorno da competição.

O governo do Estado do Rio de Janeiro inclusive, elogiou na sexta-feira (12) o protocolo médico proposto pelos clubes da Série A do Campeonato Carioca e afirmou que analisa datas para o retorno da competição, classificando o protocolo como passo muito importante na retomada do futebol.

Resta agora um aval definitivo das autoridades para que uma reunião com representantes dos clubes seja agendada uma reunião e nela seja feita uma votação de data para retorno do torneio, o que será decidido também após análise, das estatísticas da Covid-19 no estado.

Apesar do protocolo, Fluminense e Botafogo ainda se mantém contrários à volta em meio aos casos ascendentes da Covid-19 no estado. Inclusive, essa posição dos clubes vem se tornando o grande impasse para retomado do Campeonato Carioca, uma vez que a Ferj entende que a escolha de data será feita por maioria, decisão que também sofre oposição do clube das Laranjeiras.

No entendimento dos tricolores essa decisão acarretaria uma mudança de regulamento, que prevê obrigatória a unanimidade para aprovação, e não de caso omisso, interpretação da Ferj que lhe dá a prerrogativa de adotar a decisão da maioria. Flamengo e Vasco se posicionaram ao lado da entidade nessa questão.

Foto em destaque: Divulgação/Ferj

Top