fbpx

Reunião do Conselho Deliberativo do Fluminense é oficialmente convocada e já tem data definida

A reunião do Conselho Deliberativo do Fluminense foi oficial convocada e já está com uma data definida: dia 5 de novembro. Nela, o presidente Tricolor, Mário Bittencourt, prestará esclarecimentos da suposta rachadinha, no caso “Live Sorte” e sobre a foto com políticos no CT Carlos Castilho.

Vale destacar que a reunião foi um pedido do próprio presidente, quando deixou a vontade do encontre expressa em uma das notas do clube quando respondeu as acusações da Live Sorte.

Confira na íntegra a convocação do conselho:

Prezado Conselheiro,
Temos a satisfação de convocá-lo, para a Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo do Fluminense Football Club, de acordo com o disposto no artigo 28, Inciso II, letra “c”, a ser realizada no dia 05 de novembro de 2020, em primeira convocação às 18:00 hs e em segunda e última convocação às 20:00 hs, obedecendo-se à seguinte Ordem do Dia:
01- Explanação do Sr. Presidente do Fluminense F.C. Mário Bittencourt aos Srs. Conselheiros, sobre todas as medidas judiciais que já foram e estão sendo adotadas em face daqueles que, em razão de uma contenda comercial alheia aos interesses do clube, atingiram a reputação do FLUMINENSE no caso do patrocínio referente ao primeiro jogo do Campeonato Estadual de 2020, transmitido pela FLU TV.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Fluminense interpela criminalmente envolvidos no caso da Live Sorte e presidente solicita reunião do Conselho para esclarecimento dos fatos

O Fluminense divulgou na noite desta sexta-feira (16) mais uma nota oficial sobre o caso da “Live Sorte”, onde é denunciado de uma cobrança de própria para fechar um acordo com a empresa.

Na nota, o clube volta a criticar a divulgação do caso e confirma que irá interpelar criminalmemte tanto o dono da empresa Renato Ambrósio, como Diego Perez, agente que divulgou áudios envolvendo o nome do clube.

O Fluminense ainda confirmou que o presidente do clube, Mário Bittencourt solicitou uma reunião extraordinária com o Conselho Deliberativo do clube, onde dará as devidas explicações sobre o caso.

Veja a nota na íntegra:

O Fluminense informa que deu entrada no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro com os pedidos de interpelação criminal dos Srs. Renato Ambrósio e Diego Vallory Pérez, ambos responsáveis pela inclusão indevida do nome do clube em contenda comercial entre ambos que nada tinha a ver com o Fluminense, com larga divulgação em sites e blogs sensacionalistas que usam a marca do clube para ganhar audiência.

O clube, no cumprimento de seu dever para com sócios e torcedores, exige nas ações que os responsáveis esclareçam os fatos para bem da verdade, sem prejuízo da responsabilização cível ou criminal que resultar de tais interpelações.

O clube prepara ainda outras ações no sentido de reparar o dano sofrido por aqueles que agiram, mesmo que indiretamente e sob o disfarce da informação pública, para colocar a imagem da instituição em inaceitável constrangimento.

O caso, como já explicado anteriormente, se resumiu a uma venda de espaço publicitário em transmissão de jogo, negociada diretamente com a empresa contratante do espaço, após tomadas todas as cautelas legais, inclusive quanto à garantia do recebimento dos valores devidos.

Embora os Srs. Ambrósio e Perez já tenham desmentido e tentado se retratar de sua desastrada e irresponsável ilação quanto a ilegalidades cometidas pelos funcionários do clube, o Fluminense entende que tal ato deve ser esclarecido no âmbito da Justiça, de forma a não pairar dúvidas sobre a conduta dos funcionários e sobre a responsabilidade daqueles que os acusaram.

O clube esclarece ainda que o Presidente  Mário Bittencourt, no uso de suas atribuições como presidente do Conselho Diretor do Fluminense,  solicitou, na noite de ontem, que seja agendada reunião extraordinária do Conselho Deliberativo para informação aos conselheiros sobre as citadas ações de interpelação, demais providências judiciais contra os que tentaram se aproveitar da desinformação sobre o caso para manchar a reputação da instituição e detalhes adicionais do caso que já estão sendo apurados e que deverão ser objeto de exame do Conselho.

Fluminense volta a se pronunciar sobre denúncia de “rachadinha” e ameaça processar quem divulgou a notícia

As denúncias de uma possível “rachadinha” dentro do Fluminense segue dando o que falar. Após o clube ser acusado de cobrar uma taxa por fora para fechar um acordo pontual, publicado em primeira mão pelo site “Blog do Paulinho” e em seguida pelo Canal Flunews, dentre outros, o clube emitiu uma nota negando as acusações.

Contudo, no dia seguinte, último sábado (10), o responsável pelas acusações, Diego Perez, veio a público e questionou a nota publicada pelo clube, inclusive, Diego manteve as acusações feitas posteriormente.

Neste domingo (11), o Fluminense voltou a se manifestar, publicando uma nova nota, negando novamente a “rachadinha”, e, dizendo que irá processar todos os veículos e sites que deram espaço às denúncias.

Veja a nota do clube

Em respeito aos torcedores e à transparência, o Fluminense Football Club vem a público se pronunciar uma vez mais sobre a leviana acusação de supostas irregularidades em negociação de patrocínio citada em sites sensacionalistas utilizados como ferramenta de difamação.

Antes é necessário dizer que todos aqueles que mentiram ou fizeram acusações levianas, buscando atingir a instituição Fluminense Football Club, na pessoa do “Presidente até o faxineiro” serão dura e rigidamente processados, nas esferas penal e cível.

Os sites e blogs, ao cederem espaço ao Sr. Diego Pérez, terão que prestar contas pois, no mínimo não se preocuparam ao menos em saber com quem estavam lidando, cuidado básico do jornalismo profissional que, infelizmente, não é praticado por estes mesmos sites e blogs.

Em primeiro lugar, o Sr. Diego Pérez foi afastado da condução das tratativas, pois não ofereceu ao Fluminense o simples mandato da empresa que dizia representar.

Não bastasse, sua condenação junto à Justiça Federal do Espírito Santo o descredenciou ainda mais, na medida em que, no feito número 0009304-09.2013.4.02.5001, o órgão ministerial (MPF) apontou que o indigitado senhor gerou prejuízos superiores a 4.5 milhões de reais a diversas pessoas, em operações “temerárias operações financeiras”;

O patrocínio restou contratado pelo Fluminense Football Club, há poucas horas do Fla-Flu do dia 12/07, diretamente com a Live Sorte, por meio do Sr. Renato Ambrósio, com os rigores estabelecidos em contrato, conforme o fac-símile do contrato no anexo 1 desta nota;

Oportuno salientar que a série de negociações resultou em um valor final duas vezes maior do que o oferecido inicialmente pelo intermediário, que era de 450 mil reais, além de adicionais por participação em resultados no sorteio. Tudo registrado em contrato e supervisionado pelo Jurídico do clube.

O Fla-Flu do dia 12/07 foi uma das maiores lives da história do Youtube, em transmissão de jogos de futebol (cerca de 3,5 milhões de pessoas assistiram simultaneamente à partida pela FluTv). Daí a insistência da empresa, que esbarrava sempre na falta de mandato e no óbice devido ao histórico do Sr. Perez.

Após negociações feitas desta vez diretamente com a empresa, o valor contratado – R$1 milhão de reais – foi excepcionalmente recebido em espécie, na sede do clube, no domingo (12/07), por volta do meio dia, trazido em carro forte e transferido para a conta corrente do clube (Bradesco S/A) no dia seguinte (13/07). É o que se comprova no extrato bancário no anexo 2.

Destaque-se que a ausência de maiores garantias fez com que se resolvesse pelo recebimento do patrocínio em espécie, sem colocar o clube em risco quanto à inadimplência do contratante. Não é a forma usual, mas foi o possível para garantir a operação, que resultou na entrada de recursos com que se quitou o plano de saúde dos funcionários e os direitos de imagem dos jogadores.

Importante dizer que até a última sexta-feira (09/10), quando da veiculação de um difamante áudio supostamente atribuído ao sócio majoritário da Live Sorte, nada havia a se queixar ou dizer do Sr. Renato Ambrósio;

A Feng, empresa citada como possível informante de irregularidades no clube, já se pronunciou publicamente, repudiando as declarações constantes do referido áudio. E, reiterando, a operação foi fechada diretamente, também sem a intermediação da Feng, conforme resta provado na documentação sobre o caso.

Ainda a bem da verdade, o Sr. Ambrósio nunca esteve com o Presidente do Fluminense Football Club, que nem mesmo o conhece, pois toda a negociação foi conduzida pela equipe comercial, sob a supervisão do departamento jurídico. Também este fato será objeto de interpelação do Sr. Ambrósio.

O Fluminense Football Club reitera que processará a todos aqueles que tentaram impingir nódoas nas suas cores, em mais um episódio eivado de mentiras e suspeições infundadas.

O Fluminense Football Club aproveita para manifestar o seu amplo apoio a seus funcionários e às pessoas que dedicam interna e diariamente os seus esforços e inteligência em prol do crescimento digno e ético do clube.

Feitos os esclarecimentos, o Fluminense Football Club vem pedir à sua enorme torcida que não se deixe contaminar por tentativas de desestabilização, que só atendem aos interesses menores de grupos ou agentes políticos, que durante anos corroeram gestões e recursos do clube, colocando-o em situação de grande fragilidade.

O Fluminense Football Club jamais se curvará aos interesses menores e mesquinhos de alguns. Por isso é enorme, e conta decisivamente com os Tricolores de Verdade. Vence o Fluminense com o verde da esperança !!

Anexo 1

Anexo 2

Reiteramos que o Canal Flunews segue aberto para qualquer manifestação que o Fluminense F.C ou as empresas citadas desejem fazer.

Em nota Fluminense responde acusação de “rachadinha”

Na tarde desta sexta-feira (09) o Fluminense recebeu uma acusação de que teria cobrado valores extras (rachadinha) para fechar um acordo para a final da Taça Rio e Estadual.

A acusação veio embasada de prints de conversas de whatsapp e até áudio – documentação essa que o Canal Flunews teve acesso, todos com nomes de funcionários ligados ao clube.

O clube no entanto, soltou uma nota, se manifestando e disse ser mentirosa a acusação e que irá tomar as medidas cabíveis, especulando ainda que a matéria pode ter algum cunho político.

Veja a nota do Fluminense:

Na tarde desta sexta-feira, circulou na redes um post com grave acusação a profissionais do Fluminense, produzido por blog cujo autor já foi processado, condenado e preso por crimes contra a honra.

Na referida postagem há supostas acusações, elaboradas de forma enganosa, comportamento típico daqueles que não tem compromisso com a verdade. Na linguagem de hoje, trata-se de fake news.

A postagem afirma que o dono da empresa que veiculou anúncios e um sorteio durante uma transmissão de jogo fez acusações, mas o texto deixa claro que as declarações são de terceira pessoa, muito provavelmente do pretenso intermediário da operação que foi afastado por inconformidades detectadas pelo departamento jurídico na apresentação de documentos.

Veja a nota em que Live Sorte desmente as acusações.

Nós da empresa Live Sorte, neste ato representada pelo sócio administrador Renato Ambrósio, viemos repudiar a notícia falsa e caluniosa publicada em um blog, em conjunto com acusações ao clube Fluminense. O conteúdo do tal post é leviano, mentiroso e criminoso. A operação que fizemos com o Fluminense foi absolutamente legal, contabilizada regularmente e em nenhum momento teve pedido de qualquer valor que não fosse o acordado oficialmente em contrato. Nada além do disposto expressamente em contrato. O autor da caluniosa história, que há algum tempo vem me chantageando, será devidamente processado”.

A operação comercial com a empresa Live Sorte, divulgada pela FluTV em 12/07/2020, foi registrada em contrato de 17 páginas, após a comprovação da idoneidade da empresa, exigida com rigor. Os valores recebidos foram regularmente contabilizados, como de hábito.

O citado blog já havia sido usado durante a campanha eleitoral do clube por adversários políticos que, pelo visto, continuam mantendo relações com o caluniador. O Fluminense informa que já levantou os nomes dos envolvidos e tomará as medidas judiciais cabíveis.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Top