Conmebol reduz pena do goleiro Rodolfo

O goleiro do Fluminense conseguiu a redução da pena para um ano e também a revogação da multa de US$ 20 mil. O resultado saiu na segunda-feira (25), em resposta ao recurso do jogador de 23 de abril.

Na decisão original, a suspensão seria de três anos – reduzida para dois – saiu em 20 de dezembro, além da redução, a decisão também anula a obrigação do jogador submeter-se a controles mensais de dopagem.

Rodolfo tem contrato por três temporadas com o Fluminense, seu vínculo vai até 31 de dezembro de 2021. Vale lembrar que o goleiro testou positivo em droga social – substância benzoilecgonina, proibido no regulamento de doping – no jogo de 23 de maio do ano passado, depois da vitória por 4 a 1 sobre o Atlético Nacional de Medellín, da Colômbia, pela Sul-Americana.

Fonte: GloboEsporte

Foto Reprodução: Lucas Merçon/FFC

Jornal afirma que Flu tem interesse em zagueiro do Paraná Clube

Nessa época do ano é normal que o Fluminense seja ventilado como provável destino de alguns atletas do futebol brasileiro. Agora, a bola da vez é o zagueiro Rodolfo, que jogou o último Brasileirão pelo Paraná Clube.

Segundo informações do jornal “Bem Paraná”, o defensor de 25 anos, acertou na última terça-feira seu desligamento do clube. O destino pode ser o tricolor mas a reportagem também informa o interesse do Coritiba no jogador.

Ainda de acordo com a publicação, o Flu já havia tentando a sua contratação em setembro deste ano, mas não teve sucesso. A rescisão do contrato do jogador com o Paraná já foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

(Foto: Reprodução/Bem Paraná)

Rodolfo foi titular do Paraná Clube praticamente durante toda a disputa do Campeonato Paranaense e da Série B do Brasileirão. Ele disputou 45 partidas e marcou 3 gols.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Rodolfo é processado pela Conmebol por uso de cocaína

Tribunal de Disciplina encaminha denúncia e cita pela primeira vez presença da droga. Advogados do atleta encaminharam defesa na última sexta-feira (8) e esperam por julgamento.

O processo contra Rodolfo por doping começou a correr na Conmebol. A entidade fez avançar a denúncia contra o goleiro, e os advogados do Fluminense já enviaram a primeira defesa do jogador, acusado de uso de cocaína, ao Tribunal Disciplinar.

A Conmebol se manifestou pela última vez no último dia 18 de outubro, quando fez a “abertura do expediente disciplinário” e notificou a defesa do atleta a se manifestar nos 21 dias seguintes. No documento, o tribunal afirma que “foi detectado na amostra a presença da substância proibida “cocaína”, metabolito Benzoilecgonina. É a primeira vez, em todo o processo, que uma das partes confirma o uso da droga.

Na última sexta-feira (8), a defesa de Rodolfo foi encaminhada ao Tribunal Disciplinar. Tanto o Fluminense quanto o atleta permanecem em silêncio sobre a origem da substância proibida, o que faz parte da estratégia da defesa. Mesmo que o goleiro tenha aberto mão de realizar contraprova. Agora, o jogador espera pelo avanço do julgamento, que pode acontecer ainda neste mês, mas não é garantido.

Fonte: globoesporte

Fluminense trabalha com dois nomes que podem reforçar a zaga Tricolor

Foto: Geraldo B./Agência Brasil

O Fluminense busca desesperadamente a contratação de um zagueiro. Rhodolfo, do Flamengo era o nome pretendido pela diretoria e comissão técnica, porém, o rubro-negro sinalizou que pretende contar com o jogador para o restante da temporada e esfriou o interesse do Flu.

Com isso, diante da dificuldade em achar um nome para o setor dentre os clubes da Série A, a direção Tricolor volta os olhos para a série B. E de acordo com o site Globoesporte.com, Rodolfo, do Paraná é um dos nomes estudados pela direção carioca.

Além dele, Ramon, do Vitória, de acordo com o site Lance!, também é outro nome estudado pelos Tricolores.

Contudo, a diretoria do Flu encherga que não existe um consenso em em nenhum dos nomes e com isso, nenhuma proposta foi formalizada.

O clube no entanto não tem muito tempo, uma vez que a janela para contratação ainda nesta temporada se encerra no próximo dia 27.

Digão garante apoio do grupo a Rodolfo: “Não estamos aqui para julgar”

Flagrado em exame de doping por suposto uso de cocaína, o goleiro Rodolfo negociou com a diretoria, por norma legal, a suspensão do contrato com o Fluminense. Ele não pediu a contraprova, onde poderia contrariar o resultado do primeiro exame, o que indica que assume culpa.

Poucas horas após a veiculação da notícia, o zagueiro Digão, um dos líderes do elenco, postou em rede social mensagem de apoio ao companheiro.

– Bora, irmão. Você é guerreiro! Sei que o momento é delicado, mas se mantenha firme. Não estamos aqui para te julgar e sim para estender a mão. O grupo está com você.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense confirma doping do goleiro Rodolfo

Foto: Lucas Merçon/FFC

Por meio de uma nota oficial, o Fluminense confirmou que o goleiro Rodolfo, de 24 anos, foi pego no exame antidoping, após o jogo entre Fluminense x Atlético Nacional, da Colômbia, realizado no dia 23 de maio no Maracanã, válido pela Copa Sul-Americana.

Ainda de acordo com a nota, o próprio goleiro abriu mão da contra prova, ficando suspenso voluntariamente, tendo ainda seu contrato de trabalho suspenso. O clube contudo colocou seu Departamento Jurídico à disposição do jogador e informou também que dará todo o suporte necessário ao goleiro.

Veja a nota na íntegra:

O Fluminense Football Club informa que o goleiro Rodolfo Alves de Melo foi flagrado no exame antidoping após a partida Fluminense x Atlético Nacional (COL), pela Sul-Americana, realizada em 23 de maio de 2019 no Maracanã. O clube e o atleta já realizaram uma reunião e uma petição foi apresentada à Conmebol, onde o jogador abriu mão da contraprova se colocando suspenso voluntariamente, para se dedicar exclusivamente à sua defesa. O Fluminense já colocou seu Departamento Jurídico à disposição do jogador que, por norma legal, teve o contrato de trabalho suspenso.  A instituição dará todo o suporte necessário ao atleta.

Tá mais que na hora de mudar o goleiro

No empate tricolor diante do Cruzeiro na noite de ontem, novamente, o goleiro Rodolfo foi vítima de muitas vaias. Afinal, o clube mineiro teve uma finalização e um gol o jogo inteiro. Nesse único lance, Pedro Rocha saiu quase cara-a-cara com o arqueiro tricolor e marcou o gol do time celeste.

Pedro Rocha e Fred comemoram o gol sobre o Fluminense (Foto: Jornal Alerta)

O que chamou a atenção foi que a bola chutada por Pedro, era altamente defensável. Além de estar em média altura, ela ainda encostou na mão de Rodolfo, fazendo-o ser chamado de “mão-de-alface” por muitos torcedores nas redes sociais.

O goleiro, após o lance, foi sempre muito vaiado pela torcida ao tocar na bola, mostrando a insatisfação não pelo erro dessa partida, como de outras no ano em que Rodolfo falhou.

Talvez não seja hora de dar chances à algum outro goleiro?

Vamos às opções:

De Amores – Goleiro uruguaio que se destacou pelo Liverpool-URU na Sulamericana de 2017, foi contratado ano passado à pedido de torcida e chegou com status para ser o camisa 1 e sujeito à ídolo. Porém, nunca chegou à entrar em campo e só foi relacionado para o banco uma vez. Sofreu com diversas lesões no joelho e cirurgias, o que impossibilitou de entrar em campo. Esse ano, já recuperado de tudo, treina com o elenco e tem contrato até o fim do ano, emprestado pelo Boston River-URU. Eleito melhor goleiro do mundia de clubes sub-20 em 2011, De Amores era a opção para substituir o goleiro Muslera na seleção uruguaia e visto como uma enorme promessa no país. Já passou da hora de receber uma chance e provar o seu valor.

De Amores só treina no Fluminense (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Agenor – Contratado no início da temporada, proveniente do Guarani, o goleiro só atuou na derrota por 3×2 para o Flamengo na Taça Rio, onde o Flu jogou com o time todo reserva. Nada pode fazer nos três gols e ainda fez defesas difíceis. Sua forma física, quando chegou, foi muito criticada por estar acima do peso. Segundo Diniz, ele também sabe jogar com os pés.

Agenor em ação contra o Flamengo (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Marcos Felipe – Goleiro da base tricolor, ficou conhecido por pegar um pênalti no estadual de 2017 contra o Volta Redonda. Nos vídeos de treinamento de goleiros que o clube geralmente posta, o jogador parece estar em boa forma física e com os reflexos em dia. Merecia uma chance para provar ou não, que pode ter espaço no tricolor.

Marcos Felipe ainda não teve chances com Diniz (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Apesar de Rodolfo, segundo Diniz, saber jogar com os pés melhor do que qualquer outro da posição, suas recentes falhas vem colocando a posição do arqueiro titular em cheque.

Será que a mudança vai acontecer? Só o tempo dirá!

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Crédito da Foto Inicial: Fluminense FC/Lucas Merçon

Rodolfo frisa importância de não abdicar do estilo de jogo: “Não podemos desarrumar”

Goleiro elogiou o modelo proposto pelo treinador Fernando Diniz

Foto: Lucas Merçon / FFC

Após sair perdendo por 3 a 0 em apenas 20 minutos de jogo, o Fluminense mostrou um poder de reação incrível e conseguiu uma virada épica em Porto Alegre. A vitória por 5 a 4 sobre o Grêmio deu ao Tricolor os três primeiros pontos no Campeonato Brasileiro e rendeu uma escalada de sete posições na tabela de classificação. Depois do término da partida, Rodolfo destacou a importância do time não abdicar do estilo de jogo proposto por Fernando Diniz, mesmo estando atrás do placar.

“Não podemos desarrumar. Não podemos perder nunca o modo que a gente joga. Diniz sempre bate nessa tecla, independente do resultado, se estiver perdendo ou ganhando, a gente vai jogar e sair jogando ali de trás. Só no final, que estávamos tentando segurar o resultado porque vimos que o jogo estava acabando, que comecei a chutar bola para frente. Mas quando estava empatado, nós estávamos saindo jogando, trocando passes para tentar ganhar o jogo”.

Agora, o embalado Fluminense terá a semana inteira para se preparar para o clássico contra o Botafogo, no próximo sábado (11), às 16h (de Brasília), no Maracanã. O duelo será válido pela quarta rodada do Brasileirão.

“Abençoado” ao pegar dois pênaltis, Rodolfo reconhece má atuação no Arruda

Pressionado durante o jogo, o Fluminense perdeu para o Santa Cruz por 2 a 0 no tempo normal e levou a decisão da vaga à próxima fase da Copa do Brasil para os pênaltis. Foi graças a Rodolfo, que pegou dois pênaltis, que o time garantiu a classificação. Ao sair do campo, ele, porém, deixou o “heroísmo” de lado e reconheceu a má atuação no Arruda.

– Nosso time é muito ofensivo. Às vezes, fica vulnerável atrás. Tivemos erros, detectamos isso no primeiro tempo… só que sofremos os gols no segundo. Era para ter perdido de mais. Graças a Deus eu estava em noite boa. Fui seguro nas bolas paradas durante o jogo e, nos pênaltis, fui abençoado. E a gente conseguiu a classificação.

– A gente esperava uma pressão e um time diferente deles. Eles jogaram nos nossos erros. Sem tirar o mérito deles, mas a gente errou bastante. Temos de trabalhar mais para isso não acontecer mais – concluiu o goleiro, em entrevista ao SporTV.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Flu perde pelo mesmo placar do Maracanã e Rodolfo vira herói nos pênaltis

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Fluminense entrou em campo com vantagem de ter vencido no Rio por 2 a 0 podendo perder por diferença de 1 gol, após apagão no sistema defensivo no segundo tempo o Santa Cruz abriu o placar com Jô e ampliou com Pipico tirando a vantagem tricolor levando a partida para os pênaltis. Rodolfo defendeu cobranças de Marcos Matins e Willinan Alves e tricolor venceu por 3 a 2.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e belas defesas dos dois goleiros, logo no inicio o Santa pediu pênalti em Pipico e de forma acertada o juiz mandou seguir. Aos 12 em triangulação Everaldo deixou Luciano de frente que chutou pra fora, ainda no primeiro tempo Rodolfo e a trave salvaram o Flu.

Na segunda etapa Anderson salvou o Santa por duas vezes em tentativas de Luciano e Gilberto. O Santa Cruz abriu o placar aos 27, na cobrança de falta de Charles, João Victor desvia e a bola sobra para Jô impedido bater sem chance para Rodolfo. Dois minutos depois, no vacilo da zaga do Fluminense, Augusto dispara e tenta driblar Rodolfo, que consegue desviar, mas a bola cai nos pés de Pipico que amplia tirando a vantagem do tricolor.

Nos pênaltis brilha a estrela do goleiro tricolor defendendo os pênaltis de Marcos Matins e Willinan Alves. Charles bateu pra fora, Pipico e Guilherme Queiroz fizeram para o Santa. Pelo lado do Flu, Luciano, Pedro e Airton marcaram e Anderson pegou cobrança de Gilberto. No fim Flu 3 a 2 nos pênaltis e classificado para as oitavas de finais da Copa do Brasil. O Tricolor agurda sorteio para saber quem será seu próximo adversário na competição.

ST,

Guga Assis