fbpx

Ameaçado de perder goleiros, Fluminense aposta na base e trabalha em planejamento para 2019

Como a temporada termina daqui a cerca de três meses, o clima nas Laranjeiras é de início de planejamento para 2019. Mais uma vez, o processo se dá cercado por indefinições. A maior é entre os goleiros: três deles (Júlio César, Rodolfo e De Amores) terão seus contratos expirados em dezembro. Nenhum, por ora, foi procurado para renovar.

A solução, talvez, seja apostar na base, ainda que para um futuro próximo. É o que o Fluminense entende, uma vez que tem intensificado o trabalho de transição da base para o profissional. Pedro Paulo é titular com Léo Percovich, tem 20 anos e renovou até o fim de janeiro. Aumentou a frequência nos treinos do elenco principal para ganhar experiência.

Quando ele se ausenta, Marcelo, de apenas 15 anos, é chamado. O jovem é tratado com carinho e visto como promissor nas Laranjeiras. Ambos têm recebido mais chances devido à lesão de De Amores, sem prazo para retomar as atividades.

Reserva, Rodolfo pertence ao Oeste-SP e, dada a relação amistosa entre os clubes, pode prorrogar o empréstimo, que também tem opção de compra, com valores já fixados.

De Amores, por sua vez, depende de, pelo menos, R$ 776 mil para permanecer no Fluminense. É o que cobra o Boston River para estender a cessão por mais um ano. O passe custa R$ 5,8 milhões. 

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Top