fbpx

Acionado pela segunda vez após lesão, Pedro revela alívio em gol de pênalti

O duelo com o Santa Cruz, que vencia por 2 a 0, se encaminhava para o fim quando Fernando Diniz colocou Pedro em ação no Arruda. Foi, inclusive, contra a Cobra Coral que o centroavante, após oito meses em recuperação de lesão, retornou aos gramados, semana passada. Logo na segunda vez que em fora acionado, ele conseguiu ajudar a equipe a seguir na Copa do Brasil.

– Só de ver a rede balançar já dá um alívio. Fico feliz demais pela classificação do time. A gente precisava disso. O grupo merecia. Foi no sufoco, mas o que vale é que passamos – falou, na saída do campo.

O próximo passo para o camisa 9 é reassumir a titularidade. Este processo, entretanto, precisa ser levado com mais calma, segundo Fernando Diniz. Domingo, o time joga no Maracanã, frente ao Goiás, estreando no Brasileirão.

– É mais um jogo importante. É importante começar o Brasileirão vencendo. Espero que a gente possa fazer um grande jogo no domingo – finalizou o jovem, em entrevista ao SporTV.

– Eu gosto de acelerar as coisas. A gente já acelerou a volta dele. Inicialmente, era para estar à disposição contra o Goiás. Ele vai ganhando ritmo aos poucos. Temos que preparar para a torcida ver aquele Pedro que foi para a seleção. Temos que ir com calma. No momento certo vai voltar a brilhar. É uma questão de tempo voltar na melhor forma – ponderou o técnico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fernando Diniz admite surpresa com sufoco do Santa e destaca frieza em pênaltis: “Foi uma vitória de merecimento”

Em noite de escolhas erradas, como avaliou Fernando Diniz, o Fluminense suou para eliminar o Santa Cruz e confirmar a classificação na Copa do Brasil. Após vencer no Maracanã, a equipe imaginava dificuldades no Arruda, mas o sofrimento superou o esperado e só acabou nos pênaltis.

– Não esperava sofrer tanto. A equipe jogou mais errado do que mal. Erramos coisas que não costumamos errar. Tivemos chances de marcar, mas… As chances do Santa Cruz foi a gente quem ofereceu. Erro de passe, erro de escolha de jogada, como usar a bola curta na hora de usar a longa – analisou o técnico, completando:

– Tivemos erros técnicos e seleção de jogadas. Vou analisar o vídeo. O resultado costuma maquiar o que foi o jogo. Construímos boas jogadas, apesar do campo, e chegamos com superioridade numérica no ataque. Mas perdemos os gols. Isso serve de aprendizado. Depois, com tudo contra, a gente soube levar o jogo nos pênaltis

Apesar de reconhecer os vacilos, Diniz elogiou a frieza dos jogadores nas penalidades e disse que jogo serve de lição visando à evolução para a sequência da temporada. O calendário do ano reserva compromissos, além da Copa do Brasil, no Brasileirão e Sul-Americana.

– Foi uma vitória de merecimento. A gente é um time corajoso, isso ninguém pode negar. A gente tenta jogar, às vezes exagera. É um time com coragem, com muita doação. É um time em construção que está aprendendo com os erros. Na hora de decidir nos pênaltis, os jogadores foram frios. Foi merecimento pelo o que fizemos na temporada.


LEIA MAIS RESPOSTA DO TREINADOR:

Ousadia do Santa Cruz: “Não surpreendeu. A gente treinou três maneiras. Um bloco mais baixo, como foi no Maracanã. Um bloco médio. E um bloco de pressão, eventualmente, como eles fizeram. A gente não foi pego de surpresa, a gente selecionou mal as saídas”.

Gramado ruim: “Certamente, prejudicou. Não gosto de falar sobre isso. Mas, já que perguntou, é claro que prejudica. A gente tinha de dar três ou quatro toques para ajeitar a bola para dar o passe”.

Excesso de faltas: “A gente sabia que a bola parada deles era forte, e a gente fez um número de faltas acima do normal. O juiz ainda, ao meu ver, marcou algumas que não foram”.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

“Abençoado” ao pegar dois pênaltis, Rodolfo reconhece má atuação no Arruda

Pressionado durante o jogo, o Fluminense perdeu para o Santa Cruz por 2 a 0 no tempo normal e levou a decisão da vaga à próxima fase da Copa do Brasil para os pênaltis. Foi graças a Rodolfo, que pegou dois pênaltis, que o time garantiu a classificação. Ao sair do campo, ele, porém, deixou o “heroísmo” de lado e reconheceu a má atuação no Arruda.

– Nosso time é muito ofensivo. Às vezes, fica vulnerável atrás. Tivemos erros, detectamos isso no primeiro tempo… só que sofremos os gols no segundo. Era para ter perdido de mais. Graças a Deus eu estava em noite boa. Fui seguro nas bolas paradas durante o jogo e, nos pênaltis, fui abençoado. E a gente conseguiu a classificação.

– A gente esperava uma pressão e um time diferente deles. Eles jogaram nos nossos erros. Sem tirar o mérito deles, mas a gente errou bastante. Temos de trabalhar mais para isso não acontecer mais – concluiu o goleiro, em entrevista ao SporTV.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Pernambucano, Nino comemora primeira vez no Arruda e minimiza vantagem sobre o Santa Cruz: “É um outro jogo”

Fluminense e Santa Cruz duelam às 21h30 de quinta-feira pela permanência na Copa do Brasil. Apesar da boa vantagem após vencer o primeiro jogo por 2 a 0, Nino lembra que confronto no Arruda promete ser duro e cobra atenção.

– Vamos correr riscos se nos deixarmos levar pela vantagem. É um outro jogo. Não podemos achar que vai ser fácil, achar que a classificação está garantida. Vai ser um jogo muito difícil. Sei da força da torcida deles. Vai ter apoio, o ambiente vai ser favorável a eles. Mas sabemos o que temos que fazer. Vamos jogar com seriedade do primeiro ao último minuto para que essa classificação venha.

Pernambucano, o zagueiro terá o apoio de familiares e amigos na missão de classificar o clube, afinal, vai atuar na cidade onde nasceu. Ele recordou a saída de casa à época em que começou a carreira.

– Saí de casa muito cedo para buscar esse sonho de ser jogador. Cada oportunidade de jogar na minha terra é um prazer sempre. Vai ter familiares, amigos, e é um prazer jogar com eles torcendo. Nunca joguei no Arruda, vai ser a minha primeira oportunidade lá. Estou muito feliz por isso – disse o zagueiro, que explicou a postura que o time deve adotar para superar o adversário:

– Precisamos jogar com muita seriedade. Sabemos que vai ser um jogo difícil. Vamos encontrar um estádio lotado, uma equipe que vai ser empurrada pela torcida. Vai querer reverter a vantagem, tentar uma pressão nos primeiros minutos. Sabemos o que temos que fazer, jogar com inteligência, seriedade e com os pés no chão para que possamos fazer um bom jogo lá e voltar com a classificação.


VEJA MAIS RESPOSTAS DE NINO:

Projeção para jogo contra o Santa Cruz
– Diniz é um cara muito inteligente, estudioso. Temos tentado focar no que vamos fazer. Sabemos que a melhor maneira de ganhar o jogo é fazer tudo que estamos propostos a fazer: na defesa, no ataque, na saída de jogo, na reconstrução, atacar sem ficar exposto atrás, defender sabendo que quer atacar. Sabemos que o Santa Cruz tem força dentro de casa, jogadores velozes na frente. Sabemos que precisamos manter nossa postura, aquilo que estávamos preparados para fazer e assim vamos conseguir fazer um bom jogo.

Ausência de Ganso
– Ganso é uma liderança técnica, um cara que tem bastante experiência, que passa isso para gente. Perdemos com a ausência dele em qualquer jogo, pela qualidade que ele tem. Mas temos outros jogadores à altura. Tenho certeza que quem entrar no lugar dele vai dar conta do recado.

Estilo de jogo
– É uma característica do Diniz. A princípio, é complicado, um pouco difícil, mas com o passar do tempo vai ficando fácil. Não só para a zaga, mas para toda a equipe. Não é só a defesa que tem a responsabilidade de sair jogando, mas, sim, o time todo. Ninguém vai conseguir fazer nada sozinho. Depende do conjunto, é isso que faz com que a gente saia jogando e tenha esse modelo de jogo. É com esse conjunto forte que vamos conseguir os resultados.

Começo no Fluminense
Estou me sentindo muito bem, à vontade no clube. Cheguei e demorei um pouco para ser inscrito. Um mês que aproveitei muito para me adaptar ao estilo de jogo e ao convívio. Sabia que uma hora a oportunidade ia aparecer. Tentei estar preparado. Venho fazendo meu melhor, ajudado da maneira que posso.

Objetivos
Agora começam os jogos grandes. Sabemos que nosso trabalho da pré-temporada, toda a preparação, é para esse momento. Estamos focados em todas as competições para dar alegria aos torcedores, funcionários, para o clube. Vamos tentar, passo a passo, nos manter brigando por todas. Vamos fazer nosso melhor sempre para que o título venha.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense inicia treino antes da decisão em Pernambuco

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense iniciou a manhã desta quarta-feira (24) com treinamento no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio), último antes da viajem para encarar o Santa Cruz, em Pernambuco, pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Após a atividade a equipe já se prepara para a viagem a Recife, que irá acontecer ainda na tarde desta quarta-feira (24). Em solo pernambucano o Tricolor não realizará treino, apenas o tradicional regenerativo.

No duelo que está marcado para esta quinta-feira (25) dá vantagem ao Tricolor de perder por até um gol de diferença. Vitória do Santa Cruz-PE por dois gols de diferença, leva a decisão para os pênaltis, três gols ou mais, passa o Santinha.

O treinamento desta quarta ainda deve indicar o substituto de Paulo Henrique Ganso, fora devido a uma lesão na coxa.

Caio Henrique prevê jogo duro com o Santa Cruz e diz que almeja “coisas grandes”

Após vencer o Santa Cruz por 2 a 0 no Maracanã, semana passada, o Fluminense se prepara para o jogo em que decide seu futuro na Copa do Brasil, quinta-feira, no Arruda. Aos jornalistas presentes no CT nesta segunda, Caio Henrique projetou o reencontro com o time pernambucano.

– Poderíamos ter feito um placar mais elástico no primeiro jogo, mas não conseguimos concluir as oportunidades. A gente sabe que será um jogo difícil no Recife. Lá é complicado de ganhar. Esperamos casa cheia, o time deles irá para frente. É entrar de cabeça tranquila e fazer um bom jogo.

A semana, aliás, marca o reinício da maratona de compromissos da equipe, que ganhou brechas no calendário por conta da eliminação no Campeonato Carioca. Domingo acontece a estreia no Brasileirão, contra o Goiás, em casa.

– A gente está treinando desde o começo do ano para vencer o que se disputa. A cabeça tem de pensar no título. Jogo a jogo, começamos contra o Goiás. Vamos almejar coisas grandes que é o que o Fluminense merece – disse o volante.


LEIA MAIS RESPOSTAS DE CAIO HENRIQUE:

Improvisação

– Todos nós sabemos que a minha posição de origem é volante. Já tinha atuado na lateral no Atlético (de Madrid). Não é novidade para mim. Então, vou ajudar onde o professor Diniz precisar.

Renovação de contrato

– Estou muito feliz no momento. Isso vamos deixar mais para frente. A temporada é longa e difícil. Então, meu objetivo é fazer uma boa temporada. Vamos ver o que acontece lá na frente e quem sabe permanecer.

Estilo de jogo de Fernando Diniz

– O grupo se adaptou bem ao estilo de jogo dele. Até rápido, afinal, é muito diferente. O estilo é de posse e toque de bola. O grupo está bem adaptado. Temos condições de fazer um grande Brasileiro, a começar pelo Goiás. Ideia é começar com o pé direito.

Problemas físicos no elenco

– Nós estamos fazendo alguns trabalhos de recuperação física e isso ajuda muito. Mas temos um elenco muito qualificado. Tenho certeza que Diniz irá botar os melhores em campo.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Exame constata lesão, e Ganso não enfrenta o Santa Cruz na quinta-feira

Ao acusar dores musculares no jogo do meio de semana, contra o Santa Cruz, no Maracanã, Paulo Henrique Ganso precisou deixar o campo. Nessa segunda-feira, realizou exame que constatou lesão na coxa esquerda, o que o tira do duelo da volta da 4ª fase da Copa do Brasil, quinta-feira, no Arruda. A vantagem dos tricolores é de dois gols.

– É uma referência para a gente. A maioria dos jogadores se espelha nele. Acho que temos um bom grupo, com bons nomes. Se ele não pode atuar, teremos reposição – disse Caio Henrique.

Embora não estime tempo de recuperação, o departamento médico do Fluminense crê que o camisa 10 deve ser liberado apenas em duas semanas. Desse modo, sua presença nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro é incerta. A estreia acontece no domingo, frente ao Goiás, em casa.

Ganso vinha sentindo o incômodo há algum tempo. Chegou a ser dúvida para o segundo embate com o Luverdense, na etapa anterior do mata-mata nacional, mas acabou sendo escalado.

Fernando Diniz começa a pensar em como suprir a ausência no meio. As opções são Daniel e Léo Artur, recém-contratado que estreou na última quarta-feira. Ou então improvisar um volante – nesse caso, provavelmente, Dodi.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Camisa 9 na área! Fluminense agenda retorno de Pedro para duelo com o Santa Cruz no Maracanã

Liberado para treinar com o elenco desde 30 de março, Pedro vem surpreendendo com recuperação acelerada. Após mais de sete meses longe dos gramados, em razão de lesão no joelho, o centroavante tem sua volta agendada para 21h30 desta quarta-feira, no jogo de ida pela 4ª fase da Copa do Brasil, no Maracanã. Na semana passada, Fernando Diniz havia indicado, mesmo sem estimar prazo, que o retorno aconteceria a qualquer momento.

– Ele tem ido bem nos treinamentos. Muito bem mesmo. Até surpreendendo. Muito motivado. O pessoal da fisioterapia, do departamento médico e da transição fizeram um trabalho excelente com ele. Está muito forte, está equilibrado, coordenado. Agora é questão de não pularmos nenhuma etapa para ele ter condições plenas de suportar todos os jogos.

Foi baseado numa avaliação do departamento médico do clube que o treinador decidiu relacionar o camisa 9, que deve começar no banco de reservas, com possibilidade de entrar em campo no segundo tempo. Até o confronto do meio de semana, há treinos marcados para segunda e terça.

Um dos principais nomes do grupo, Pedro pode levar um público maior ao estádio. Os ingressos variam entre R$ 20 (inteira na Leste Superior) e R$ 50 (inteira na Sul e Leste Inferior). Dessa vez, os sócios podem adquirir dois bilhetes para o setor Sul com o desconto referente ao seu plano. O check-in está aberto desde sábado. Clique aqui para mais informações.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

CBF define próximos confrontos da Copa do Brasil

Foto: Hugo Alves

Em sorteio realizado ainda há pouco na sede da CBF, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, definiu os próximos confrontos da Copa do Brasil, válidos pela quarta fase da competição.

Nele, ficou definido que o Fluminense enfrentará o Santa Cruz- PE. Outro carioca na competição, o Vasco, terá uma parada dura pela frente: o Santos, de Sampaoli.

O sorteio ainda definiu que o Fluminense fará o primeiro jogo, no dia 17 de abril, no Rio de Janeiro e, decide a vaga no jogo da volta, no dia 24 de abril em Pernambuco.

Veja como ficou definido os confrontos:

Fluminense x Santa Cruz
Corinthians x Chapecoense
Santos x Vasco
Londrina x Bahia
Juventude x Bragantino PA ou Vila Nova

Top