São Paulo perde para o Botafogo e deixa o Fluminense vivo na briga pelo G4

O São Paulo entrou em campo na noite desta segunda-feira (22) precisando apenas de uma vitória sobre o Botafogo para se garantir matematicamente no G4 do Brasileirão 2020. Porém, foi surpreendido com uma derrota por 1 a 0 para um Botafogo que entrou em campo já rebaixado.

Com a derrota, o São Paulo parou nos 63 pontos e mantém o Fluminense, atualmente na quinta posição, com 61 pontos, vivo na luta pelo G4 do Brasileirão na última rodada, quando o Tricolor recebe o Fortaleza no Maracanã, enquanto o São Paulo recebe o Flamengo, no Morumbi.

Para “roubar” a posição do time paulista, o Flu precisará vencer sua partida e torcer para que o São Paulo não vença o Flamengo. Caso as duas equipes empatem em número de pontos, o Flu levaria vantagem no número de vitórias: 18 contra 17 do clube paulista.

Foto em destaque: Vitor Silva/Botafogo

São Paulo pode tentar envolver Hudson em negociação com o Cruzeiro

O volante Hudson, que está emprestado pelo São Paulo ao Fluminense até o final do Campeonato Brasileiro, pode não permanecer nas Laranjeiras para a próxima temporada.

Embora o jogador seja contestado por boa parte da torcida, goza de grande prestígio com a diretoria do Flu, que já manifestou o interesse em contar com o atleta para a próxima temporada. Contudo, o São Paulo pode ter outros planos para o jogador.

Segundo informações do jornal “O Dia” o clube paulista tenta a contratação do lateral direito do Cruzeiro, Orejuela, e estaria disposto a envolver Hudson na negociação. Além do volante, Shaylom, emprestado ao Goiás nesta temporada, também seria envolvido no negócio.

A diretoria da equipe mineira buscou saber do interesse de sua nova comissão técnica, comandada por Felipe Conceição, e, pelo menos num primeiro momento, não se mostrou interessada no negócio. A ideia no Cruzeiro é se desfazer de Orejuela de forma definitiva. O clube espera embolsar cerca de R$ 20 milhões com uma venda, valor difícil de ser alcançado pelo São Paulo.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Flu pode receber percentual da venda de Brenner pelo São Paulo

Negociado com o FC Cincinnati, dos Estados Unidos por um valor entre 15 milhões de dólares (cerca de R$ 81 milhões) e 18 milhões de dólares (R$ 97 milhões), o atacante Brenner, do São Paulo, pode render uma compensação para o Fluminense através do mecanismo de solidariedade da Fifa.

Isso acontece porque em toda transferência internacional, o clube formador do atleta, no qual ele esteve entre os 12 e 23 anos, recebe 5% do valor total. Ou seja, por ter defendido o Tricolor das Laranjeiras em 2019 por empréstimo, Brenner renderá 0,5% da negociação para o Flu, o que daria algo em torno de R$ 405 mil e R$ 485 mil.

Pelo Fluminense, Brenner fez apenas seis partidas, três dessas como tiular, e não chegou a balançar as redes.

Fonte: Netflu

Foto: Maílson Santana/FFC

São Paulo chega ao Rio de Janeiro e deve ter time completo para enfrentar o Flu

Fluminense e São Paulo se enfrentam na noite deste sábado (26), às 21h, no estádio do Maracanã, em jogo válido pela 27° rodada do Campeonato Brasileiro.

Ainda vivo na Copa do Brasil, o São Paulo, que também lidera o Brasileirão, deve entrar com força máxima para o jogo contra o Fluminense logo mais, porque mesmo tendo o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil na próxima quarta-feira (30), a equipe de Diniz já veria os adversários Flamengo e Atlético-MG com chances de aproximação no Brasileirão em caso de revés do clube paulista e vitória dos adversários que enfrentam Fortaleza e Coritiba, respectivamente.

Com isso, para evitar qualquer tipo de surpresa, Diniz deve mandar o que tem de melhor à campo, incluindo Luciano, recuperado recentemente de um pequeno estiramento no músculo adutor da coxa esquerda. Assim, o São Paulo deve iniciar a partida com a seguinte escalação: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes; Brenner e Luciano.

Foto em destaque: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Próximo adversário do Flu, São Paulo tem o melhor ataque do Brasileirão

O Fluminense enfrenta o São Paulo no próximo sábado (26), às 21h pela 27° rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã.

E para o jogo, o Fluminense terá um grande desafio para sair do jogo com a vitória: parar o melhor ataque do Campeonato.

O clube paulista já balançou as redes 45 vezes em 26 jogos disputados, tendo um gol a mais que o Atlético-MG, último adversário do São Paulo, derrotado por 3 a 0 pela equipe do Morumbi. O Flu, por sua vez, marcou 36 vezes nos mesmos 26 jogos.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Segundo jornalista, clube paulista está próximo de acertar com Dodi

Com a saída já confirmada pelo Fluminense, o volante de 24, que está afastado até o término do contrato, pode estar em vias de fechar com o São Paulo. De acordo com o jornalista da ESPN, Jorge Nicola, a equipe paulista é a mais avançada nas negociações.

Mesmo sendo oficialmente jogador do Flu, tendo em vista que seu vínculo se encerra no final de dezembro, Dodi já pode negociar com qualquer outra equipe, uma vez que, a Lei Pelé determina que nos últimos seis meses de contrato o jogador está livre para negociar com qualquer agremiação.
Caso se concretize o negócio , o jogador voltará a trabalhar com seu ex-comandante Fernando Diniz, que, durante sua passagem pelas Laranjeiras, pouco o utilizou.

A novela Dodi e Fluminense vem se estendendo desde abril e teve sua conclusão na última semana, quando o clube e os representantes do atleta não chegaram a um denominador comum, no que diz respeito a tempo de contrato e principalmente remuneração. Com isso, o Tricolor optou por suspender as negociações, tendo acusado um dos empresários do volante de fazer leilão com outras equipes.

Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Mesmo fora de casa Flu leva a melhor sobre São Paulo, em retrospecto recente

Após tropeçaram na última rodada, Tricolor carioca e paulista, se enfrentam neste domingo (06), às 16h, no Morumbi, pela oitava rodada o Brasileiro, em busca de reabilitação. E mesmo jogando fora de seus domínios, o Fluminense tem levado a melhor sobre o São Paulo.

Nos últimos 10 confrontos entre as equipes, o Flu soma 4 vitórias, 4 empates e 2 derrotas, com um aproveitamento de 53,3%.
A última vitória do São Paulo, como mandante, foi em 2016, pelo Brasileiro. Na ocasião o time paulista venceu por 2 a 1. De lá pra cá, foram mais três encontros, também pelo Brasileiro. Sendo dois empates, ambos por 1 a 1 e uma vitória para o lado das Laranjeiras, por 2 a 0.

Confira os últimos jogos entre Fluminense e São Paulo, jogando na em São Paulo.

São Paulo 0 x 2 Fluminense – Brasileirão 2019
São Paulo 1 x 1 Fluminense – Brasileirão 2018
São Paulo 1 x 1 Fluminense – Brasileirão 2017
São Paulo 2 x 1 Fluminense – Brasileirão 2016
São Paulo 0 x 0 Fluminense – Brasileirão 2015
São Paulo 1 x 3 Fluminense – Brasileirão 2014
São Paulo 2 x 1 Fluminense – Brasileirão 2013
São Paulo 1 x 1 Fluminense – Brasileirão 2012
São Paulo 1 x 2 Fluminense – Brasileirão 2011
São Paulo 1 x 4 Fluminense – Brasileirão 2010

foto: divulgação

De saída? São Paulo inicia conversas por Dodi

Com sua renovação de contrato emperrada, o volante Dodi pode trocar o Tricolor carioca pelo paulista. Isso porque, segundo o site NetFlu, o São Paulo já iniciou as tratativas pelo jogador a pedido de Fernando Diniz, com quem trabalhou em 2019.

Nas Laranjeiras a permanência de Dodi é vista com otimismo, uma vez que o atleta, também, tem o desejo de permanecer no clube. O vínculo do volante, de 24 anos, vai até dezembro desde ano e por estar nos últimos seis meses, ele pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe.

Fluminense e jogador ainda não chegaram a um consenso quanto aos valores. Na primeira proposta, o Tricolor ofereceu uma renovação por mais três temporadas e um aumento de 12% nos seus vencimentos, o que agradou o atleta e seus representantes.

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Alfinetada ? Em apresentação no São Paulo, Luciano diz que time paulista é o maior clube de sua carreira

O ex atacante do Fluminense, Luciano, viveu um bom momento no clube das Laranjeiras em 2019, quando deixou o Tricolor Carioca para defender o Grêmio. Em Porto Alegre no entanto, não teve o mesmo sucesso e, pouco mais de um ano no clube gaúcho, se transferiu novamente.

Dessa vez o atacante acertou com o São Paulo, onde reencotrará Fernando Diniz, com quem trabalhou na época de Fluminense. Sua chegada ao Morumbi inclusive já foi cercada de polêmica.

O jogador que foi revelado pelo Corinthians, deu sua primeira declaração com a camisa do São Paulo pela SPFC TV nesta quarta-feira (19) e afirmou que o São Paulo é o maior clube que já defendeu:

Joguei em muitos clubes, mas o São Paulo é o maior. Estou muito feliz de poder vestir essa camisa do São Paulo, vou dar a vida em campo pelas vitórias do Tricolor. Eu sempre quero estar ganhando, podem contar comigo para o que der e vier – disse Luciano.

O jogador que irá vestir a camisa 11, assinou com o clube paulista até o fim de 2022 com opção de renovação por mais um ano, deve ser apresentado ainda nesta quarta-feira (19) em uma coletiva de imprensa.

Em seu blog PVC destaca “Palmeiras, Botafogo e Fluminense foram os líderes do bom senso”

O jornalista Paulo Vinicius Coelho destacou as posições de liderança das equipes para que houvesse a paralisação dos estaduais de Rio e São Paulo, diante da pandemia que afeta não apenas o esporte, mas todas as esferas da sociedade no âmbito mundial.

Após as rodadas do último final de semana dos campeonatos estaduais, as federações, que tinham a autonomia por parte da CBF para decidir o futuro de suas competições, optaram pela suspensão dos jogos.

Nesta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou pela manhã a paralisação do Paulistão. Já a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), após três horas de reunião, seguiu o mesmo caminho.

Entretanto algo que teoria parecia ser apenas uma reunião para bater o martelo e determinar os cancelamentos das partidas, se tornou uma polêmica. Isso porque, houve quem divergisse e fosse favorável a continuação dos torneios, o que gerou motivos de criticas e até mesmo indignação por parte da mídia jornalistica.

Clubes como Santos, São Paulo, Flamengo e Corinthians (que só mudou de opinião após ter seu jogador Luan submetido a exames para saber se portava o corona vírus) foram contrários a paralisação do Paulistão e do Carioca. Enquanto Fluminense, Botafogo e Palmeiras insistiram na suspensão por tempo indeterminado das competições.

A sugestão para a continuação seria a antecipação das últimas rodadas das fases de grupos do Campeonato Paulista e Taça Rio, restando apenas o mata-mata. Para os clubes pequenos, o principal argumento era em relação aos contratos dos jogadores, pois, a ideia era liberar os atletas cujos contratos terminam no final do estadual. E a paralisação obriga a uma renovação mesmo sem haver calendário, para algumas equipes, no segundo semestre

PVC destaca ainda que “as posições de liderança de Palmeiras, Botafogo e Fluminense foram decisivas para os campeonatos de São Paulo e Rio de Janeiro não passarem pelo ridículo de não serem paralisados”

Fonte: globoesporte.com