fbpx

Corinthians vê Thiago Neves mais longe e negocia com Sornoza

A prioridade do Corinthians é reforçar o meio-campo, considerado o setor mais carente do time. Pensando na próxima temporada, são avaliadas, no momento, duas opções. Thiago Neves, do Cruzeiro, que é um sonho mais distante por envolver concorrência e altos valores, e Sornoza, do Fluminense, visto como um negócio mais possível.

Sornoza joga pelo Fluminense desde o início de 2017 e possui contrato até dezembro do ano que vem. Ele, segundo o UOL, tem o nome especulado no Vasco, que também está à procura de um armador. Fábio Carille, que retoma o comando do Alvinegro em 2019, aprova a eventual contratação do equatoriano de 24 anos.

Em 2018, o meia, sozinho na função de municiar os companheiros, não agradou. Marcou quatro gols em 56 jogos e, por vezes, amargou a reserva, como no domingo passado. O jogador, hoje, passa as férias no Equador, ao lado da família, com os salários em dia. Ele não recebe direitos de imagem.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Rival considera Sornoza em busca por camisa 10

A carência de opções para o meio-campo leva o Vasco a buscar armadores no mercado da bola. Sornoza, do Fluminense, entrou na lista de possíveis nomes para assumir a camisa 10 do rival em 2019. Apesar de o contrato acabar apenas em dezembro do ano que vem, o equatoriano se incomodou com os atrasos salariais ao longo da temporada. No momento, os vencimentos em CLT estão em dia, restando, agora, o pagamento de quatro meses de direitos de imagem.

Os clubes ainda não iniciaram negociações pelo jogador, que viveu um 2018 de altos e baixos no Fluminense. Um dos únicos meias do time, ao lado de Daniel, Sornoza passou alguns momentos no banco de reservas, inclusive no duelo de domingo, contra o América-MG. Concluiu uma temporada inferior à passada, tendo atuado em 54 jogos e marcado apenas quatro gols.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Marcelo Oliveira considera três opções para vaga de Sornoza, desfalque contra o Sport

Marcelo Oliveira saiu do clássico contra o Vasco, semana passada, com mais uma derrota no Campeonato Brasileiro e dois desfalques importantes para o jogo deste domingo, diante do Sport: Sornoza (por cartão vermelho) e Ibañez (pelo terceiro amarelo). Enquanto, na zaga, a entrada de Paulo Ricardo está praticamente certa, a dúvida persiste no meio-campo. A escalação deve ser definida no treino da manhã de sábado.

– Sornoza tem uma característica diferente, um armador. Mas temos um elenco muito bom. Marcelo pode usar um jogador com características diferentes, mas tem o Daniel também, que é um meia de criação. É o professor quem vai decidir – disse Paulo Ricardo, em entrevista nesta sexta-feira.

Quando o equatoriano se apresentou à seleção do Equador, em agosto e outubro, Marcos Júnior assumiu a vaga por quatro jogos. Mas, desta vez, a cria de Xerém não é uma opção. A concorrência acontece entre Daniel, Júnior Dutra e Airton. Quem sai na frente é o primeiro, que tem características semelhantes às do camisa 10.

Caso o técnico opte por manter a formação que usou contra o Atlético-PR, quarta-feira, Airton faria a marcação com Richard, com Jádson atuando mais adiantado. Ou ele pode, ainda, apostar em Júnior Dutra, que vem sendo acionado nas últimas partidas. Veja o provável time:

– Júlio César; Gum, Paulo Ricardo e Digão; Léo, Richard, Jadson, Daniel e Ayrton Lucas; Everaldo e Luciano.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Sornoza admite “sonho” pela Libertadores

Meia vê sequência de jogos no Rio como fundamental para o Tricolor alcançar tal objetivo.

Em viés de alta na temporada após duas vitórias fora de casa – 2 a 0 sobre o Deportivo Cuenca e 2 a 1 ante a Chapecoense – o Fluminense já começa a mirar sonhos mais ambiciosos para a reta final do ano, tanto no Brasileirão como na Copa Sul-Americana.

No campeonato nacional, o Tricolor aposta na sequência que terá no Rio de Janeiro para brigar na parte de cima da tabela, onde hoje ocupa a nona colocação, seis pontos longe da zona de rebaixamento mas a oito pontos do G-6.

Já na competição continental, a confiança aumentou após o bom resultado ante o Deportivo Cuenca no Equador, quando vence por 2 a 0.

Para o meia Sornoza, a disputa da Libertadores em 2019, já é um sonho possível:

– Sonhamos em jogar a Libertadores, sonhamos em ganhar a Sul-Americana. Temos que seguir trabalhando muito forte. Temos partidas em casa que serão fundamentais para sonhar com a Libertadores. Temos que aproveitá-la ao máximo. Será muito importante – disse o camisa 10.

A sequência de jogos no Rio começa neste sábado (29) contra o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro, que ainda terá Paraná, Flamengo e Atlético Mineiro, isso sem contar com o Deportivo Cuenca, próxima quinta-feira (04) pela Copa Sul-Americana.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Convocado pelo Equador, Sornoza é desfalque em dois jogos e abre ‘briga’ por vaga no Fluminense

Complicada, a missão de Marcelo Oliveira no comando do Fluminense ficará ainda mais difícil a partir desta quinta-feira. A seleção do Equador convocou Sornoza para a disputa de dois amistosos, nos dias 7 e 11 de setembro, contra Jamaica e Guatemala, em solo norte-americano. O anúncio aconteceu na última quinta-feira.

Com o retorno à seleção, o equatoriano desfalcará o time em dois jogos, depois de conquistar um ponto em sequência longe de casa. O primeiro, daqui a três dias, é contra o Vitória. O segundo, no domingo, é diante do Botafogo. Ambos ocorrerão no Maracanã.

A saída do camisa 10 pode dar a Daniel, reintegrado ao clube há um mês, a chance de mostrar serviço. Ele, por ora, só esteve entre os reservas. O cenário é este: ou a cria de Xerém ou, mais uma vez, apostar em um atacante.

– A diretoria está sempre atenta, mas esbarra nas dificuldades do clube e na disponibilidade de um jogador como o Sornoza. Vamos ter que criar alternativas (para quando ele estiver com a seleção do Equador), com alguém que tenha características de meia ou alguém que possa fazer essa função – avisou Marcelo Oliveira, na sexta-feira.

Apesar do elenco recheado de homens de frente, nem todos caíram nas graças do técnico. Casos, por exemplo, de Bryan Cabezas, Luciano e Pablo Dyego. Quem, talvez, esteja firme na briga pela vaga é Júnior Dutra, que desempenhou função semelhante na vitória sobre o Palmeiras, por 1 a 0, em julho.


Saiba como os ‘esquecidos’ são vistos por Marcelo Oliveira:

Luciano

– Estamos tendo um cuidado a mais com o Luciano. Ele chegou sem jogar há um tempo. Precisa recuperar, ganhar ritmo de forma equilibrada para não se machucar novamente.

Pablo Dyego

– (Tem poucas chances) Mais pela concorrência maior na função que ele exerce. Temos Everaldo, Marcos Júnior, Matheus… Mas é um jogador extremamente dedicado, que pode nos ajudar na sequência. Principalmente na Sul-Americana, já que o Pedro é dúvida e o Kayke não está inscrito. Já foi solicitado para empréstimo e não liberamos porque confiamos nele.

Cabezas

– Falta a minha convicção de que ele deve ser aproveitado. Jogos são muito acirrados, decisivos. Precisamos ter a certeza maior de deixar fora outros jogadores, como Matheus, Marcos Júnior, Everaldo.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Sornoza volta à seleção e desfalca o Flu no Brasileirão

Meia disputará amistosos contra Jamaica e Guatemala.

O meia Júnior Sornoza foi convocado para a seleção do Equador para amistosos nos dias 7 e 11 de setembro contra Jamaica e Guatemala, em partidas a serem disputadas nos EUA.

Por conta da convocação, o camisa 10 desfalcará o Fluzão em duas rodadas no Campeonato Brasileiro, os jogos contra o Vitória, no dia 6/09 e Botafogo, dia 9/09, ambos realizados no Rio de Janeiro.

Vale destacar que o jogador retorna a seleção quatro anos após sua última convocação. Outro nome conhecido dos tricolores presente na lista é do volante Orejuela, que ainda pertence ao Flu.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

Proposta do Fernebahçe não se concretiza e Sornoza deve seguir no Flu

Representantes do clube turco estiveram observando o equatoriano.

O meia Júnior Sornoza deve mesmo seguir no Fluminense. O Fernebahçe que chegou a enviar representantes para observar de perto o futebol do equatoriano não fez uma proposta oficial pelo jogador e, o meia deve mesmo permanecer nas Laranjeiras.

O clube turco que partiu em busca de um meia para ocupar a posição deixada por Giuliano, negociado com o Al Nassr da Arábia Saudita, ficou apenas na base da sondagem  ao meia tricolor e, com o fim da janela de transferências no país chegando ao fim (se encerra nesta sexta-feira, 31) o jogador saiu do radar dos turcos, que devem se contentar apenas com Jailson, contratado recentemente junto ao Grêmio.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Maílson Santana

fonte: Lance!

Sem Giuliano, Fernebahçe pode tentar Sornoza

Clube turco já enviou representantes para observar o equatoriano.

Depois de perder o meia brasileira Giuliano para o Al Nassr, da Arábia Saudita, o Fernebahçe pode buscar o substituto no mercado brasileiro, mais precisamente no Fluminense.

De acordo com o site NetFlu, o clube turvo demostrou interesse no meia Júnior Sornoza e, estaria disposto a oferecer cerca de €5 milhões (R$24 milhões) pelo atleta, segundo noticiou o portal Globoesporte. Desse montante, o Fluzão ficaria com €3 milhões (R$14 milhões) por ser detentor de 60% do passe do meia.

Contudo, para contar com Sornoza, o Fernebahçe tem de concluir a negociação até o próximo dia 31, data de fechamento da janela de transferências na Turquia.

 

por: Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Exame aponta lesão, e Sornoza é dúvida para duelo com o Internacional

Marcelo Oliveira deve perder seu camisa 10 para o jogo da próxima segunda-feira, contra o Internacional. No empate em 1 a 1 com o Bahia, domingo, Sornoza desabou no gramado duas vezes e, na segunda, pediu para sair, aos 32 minutos do segundo tempo. A razão é o incômodo sentido na coxa esquerda.

– As substituições foram em razão de aspecto clínico. Nos atrapalhou um pouco. Eram duas alterações que poderiam ter sido táticas e técnicas. Espero que (com o Sornoza) não seja nada demais, pois está em uma fase boa e fez falta nesse fim de jogo – lamentou Marcelo Oliveira, em entrevista coletiva.

Exames realizados nesta segunda-feira apontaram uma lesão no local, segundo o clube. Trata-se de um edema, mesmo problema que tirou Júnior Dutra de duas partidas consecutivas. Sem previsão de retorno às atividades, o equatoriano iniciou tratamento fisioterápico junto ao departamento médico.

Sornoza é, por enquanto, o único armador do elenco. Com a saída de Luquinhas para o Oeste-SP, Danielzinho foi reintegrado ao Fluminense, em decisão tomada pela diretoria. O jovem, que esteve no Maracanã para assistir à 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, é uma alternativa para o técnico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Com gol olímpico de Sornoza, Fluminense vence retranca e leva vantagem para o Uruguai

A quinta-feira no Maracanã reservou aos 15 mil tricolores um jogo de um time só. Pois era o Fluminense quem buscava o gol, enquanto o Defensor, fazendo jus ao nome, se defendia. Embora com certa demora, a fórmula para sair do 0 a 0 foi encontrada e praticada aos 41′ do segundo tempo. Digão, em cabeceio, e Sornoza, minutos depois, com uma obra-prima que encantou o Brasil, fizeram o 2 a 0.

Desde que a bola rolou, às 21h45, os uruguaios adotaram uma postura que apontava seu objetivo: sair do Rio de Janeiro sem tomar gols. Mas, para tal, foram além da retranca. Fizeram o antijogo. Cera, principalmente, marcou o que foi a atuação do Defensor na ida da segunda fase da Sul-Americana. Só que é o que dizem no futebol: a bola pune.

Houve, inclusive, o absurdo de um deles se jogar fora do campo e voltar engatinhando. Levou amarelo, pelo menos.

Eram nove adversários atrás da linha de meio-campo, com Waterman, o centroavante solitário, tentando desafogar a pressão do Fluminense. Sem sucesso, é claro. Afinal, Júlio César apenas assistiu às investidas tricolores. Marcelo Oliveira, por sua vez, apostou na ofensividade, com três atacantes. Apesar do maior tempo de posse de bola, disparado, o time da casa pouco levou perigo ao gol do Defensor. A chance que, no primeiro tempo, ainda fez a torcida se empolgar foi de autoria de Sornoza, que mal sabia que acabaria o nome da rodada.

Na segunda metade do duelo, a dificuldade em chegar à área rival persistia. A alternativa foi arriscar chutes de longa distância e fazer o goleiro trabalhar. Em um cruzamento, Pedro teve a melhor jogada. Observado por olheiros de Tite na Seleção, o camisa 9 passou em branco, completando quase duas semanas sem marcar, e, quando viu a bola chegar redondinha, tocou para fora.

O próprio Marcelo Oliveira reforçou, nas últimas entrevistas, a importância de levar vantagem para o embate na casa do adversário. E, nos minutos finais, Digão abriu caminho para a vitória. Fez gol em sua centésima partida pelo clube, ao qual retornou neste meio de ano. Para encerrar com chave de ouro, Sornoza, simplesmente, fez um lindíssimo gol olímpico. Talvez o mais bonito do novo Maracanã.

O reencontro entre Fluminense e Defensor é dia 16 de agosto, em Montevidéu. Caso confirme a vaga nas oitavas-de-final, o Tricolor pegará o Deportivo Cuenca, do Equador.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Top