fbpx

Surto de caxumba no Flamengo provoca adiamento da final da Copa do Brasil Sub-17

A princípio, o segundo jogo da final da Copa do Brasil Sub-17, entre Fluminense e Flamengo, aconteceria às 21h30 desta terça-feira, no Maracanã. Mas um surto de caxumba na base levou o rival a pedir à CBF o adiamento da decisão, remarcada para o dia 21, às 20h, no mesmo local.

Sete jogadores, além de um supervisor e um funcionário da “FlaTV”, foram diagnosticados com o vírus: Gabriel Noga, Natan, Sidney, Bruninho, Weverton, Ramon e Lázaro. Os nomes em destaque indicam titulares do primeiro jogo, ocorrido na sexta-feira passada e que terminou empatado em 1 a 1. A assessoria do Flamengo diz que os jovens foram vacinados, mas a mutação do vírus impediu a imunidade. O entendimento é de que o problema começou na categoria sub-20.

– Todos os atletas e funcionários afetados eram vacinados, e apresentaram, devido a isso, os sintomas mais leves da enfermidade. Nenhum deles precisou ser internado, todos estão se recuperando em casa, sob as devidas orientações médicas – informa o time da Gávea.

O ressarcimento àqueles que compraram ingressos para hoje e não poderão comparecer no duelo de daqui a dez dias ocorrerá na bilheteria da sede, nas Laranjeiras, de quinta a sexta-feira, de 10h a 17h. Abaixo, leia a nota publicada pelo Fluminense:

– O Fluminense Football Club comunica ao seu torcedor que acatou o adiamento da final da Copa do Brasil Sub-17 de acordo com a decisão da Confederação Brasileira de Futebol, baseada nos laudos médicos apresentados. O clube, entretanto, espera que seja cumprida a realização desta partida às 20h do próximo dia 21, no Maracanã, conforme já anunciado pela própria CBF.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top