fbpx

Marcão explica demora na última troca: “Tínhamos dois jogadores com risco de lesão”

Jogando para um público de quase 40mil torcedores, o Fluminense ficou apenas no empate em 0 a 0 com o Fortaleza na noite da última quarta-feira (4) no Maracanã.

Questionado sobre ter segurado a última troca até os minutos finais, quando lançou Evanilson no lugar de Marcos Paulo aos 41 minutos do segundo tempo, o técnico alegou ter dois jogadores em campo sentindo o desgaste físico:

A gente teve que dar uma segurada ali na última troca pois tínhamos dois jogadores com risco de lesão. O Gilberto e o Digão acusaram um desgaste e preferimos dar uma segurada nessa última mexida pra não correr o risco de trocar e um dos dois sentir depois – explicou Marcão.

O técnico ainda foi perguntado sobre a presença da dupla no último jogo do Fluzão no ano, próximo domingo (8), contra o Corinthians:

– Vamos dar uma avaliada amanhã e ver como vão estar. Mas caso não dê pra contar com eles temos um bom grupo e jogadores que podem entrar bem – concluiu o treinador.

Vale destacar que o jogo entre Fluminense x Corinthians e crucial para o Tricolor decidir sua vaga à Copa Sul-Americana 2020, garantindo vaga na competição com uma vitória.

Foto em destaque: Douglas Wandekochen/Canal Flunews

Sonolento, Fluminense fica só no empate contra o Avaí

O Fluminense entrou em campo na tarde deste domingo (1) para encarar o Avaí, no estádio da Ressacada, em Santa Catarina.

Bastava uma vitória e o Tricolor eliminava qualquer possibilidade de rebaixamento. E o primeiro tempo, até parecia que ela viria, pois sem muito esforço, o Fluzão fez 1 a 0 com gol de Marcos Paulo.

Em vantagem no placar e diante de um Avaí com pouca inspiração, o time de Marcão passou apenas a administrar o resultado. Por sua vez, o já rebaixado Avaí, pouco criava, porém com uma bola despretensiosa, o atacante Jonathan ganhou a disputa com Luccas Claro e foi derrubado por Nino dentro da área. Pênalti para o Avaí. João Paulo foi para cobrança e Marcos Felipe defendeu, porém, após recomendação do VAR, o juiz mandou voltar a cobrança alegando que o goleiro do Fluzão havia se adiantado.

Nova cobrança e dessa vez João Paulo não desperdiçou.

Com o empate o Fluminense ainda não se livra do rebaixamento, fato que pode vir com a vitória do Vasco ante o Cruzeiro nesta segunda-feira (2).

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

O time do Fluminense não merece disputar Sul Americana

Jogo contra o que sobrou do rebaixado Avaí e o Fluminense honra sua tradição de ressuscitar os mortos.
Era a chance de ganhar um jogo fácil, afastar os fantasmas, respirar para pensar em 2020. Mas além de um time medíocre, temos Marcão, técnico ao nível do Fluminense desses tempos.
Foi um jogo horroroso, um time cumprindo tabela contra outro sem vontade, sem tesão, sem direção e sem respeito pela camisa que veste.
Com Marcão, o erro começa na escalação e segue em ordem crescente até o final, passando por “vamos, vamos, vamos” e ” vamos lá, vamos lá, vamos lá.”
As cerejas do bolo mofado são as incríveis substituições. Pablo Dyego é o quê ? Talismã ? Amigo ? Jogador do amigo ? Não tem explicação.
Quem vai acabar com o mistério sobre João Pedro ?
Podemos escapar, devemos escapar, mas muito pelo o que nossos adversários fizeram do que por esforço próprio. Marcão, com todo respeito, vem para arquibancada que é lugar de torcedor.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Além de livrar do rebaixamento,ovitória deixa o Flu na classificação pra Sula

O início da rodada 36 na noite do último sábado (30) começou boa para o Fluminense, que caso vença o Avaí na tarde deste domingo (1), pode além de se livrar do rebaixamento, entrar na zona de classificação para a Copa Sul-Americana do ano que vêm.

Com a derrota do Botafogo por 1 a 0 para o Internacional, o Flu consegue ultrapassar o rival com a vitória, podendo de quebra, ultrapassar ainda o Atlético Mineiro, desde que o Galo não vença o Corinthians. Com isso, o Tricolor pularia da 15° colocação, para a 13°, lembrando que a zona da Sul-Americana é até a 14° colocação.

O três pontos também garantem o Tricolor matematicamente na elite do futebol brasileiro em 2020. Caso o Cruzeiro preca para o Vasco, a permanência pode vir ainda com um simples empate.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Fluminense x Corinthians: 35 mil ingressos vendidos para jogão da Sul-Americana

Foram vendidos, até o momento, 35 mil ingressos para o jogo entre Fluminense e Corinthians, às 21h30 de quinta-feira, pelas quartas-de-final da Sul-Americana, no Maracanã. Os setores Leste Superior e Inferior e Sul estão esgotados. Compre aqui.

Ainda está disponível a arquibancada Oeste, que cobra R$ 80 (R$ 40 a meia) pela entrada. É incerto se haverá venda e troca de bilhetes no dia do duelo, dado que o regulamento de segurança do torneio veta o funcionamento de bilheterias no entorno do estádio. Porém, o clube pode conseguir mais uma exceção, assim como nas fases anteriores.

Após 0 a 0 em São Paulo, semana passada, o Tricolor precisa vencer por qualquer placar para se classificar. Empate com gols leva o Alvinegro à semifinal. Em caso de nova igualdade sem gols, a decisão se dará nos pênaltis.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Paulo Henrique Ganso é intimado por oficial de Justiça na Arena Corinthians

Após o empate em 0 a 0 entre Corinthians e Fluminense, em São Paulo, pelas quartas-de-final da Sul-Americana, Paulo Henrique Ganso recebeu, ainda na Arena, intimação de oficial de Justiça. A assessoria do clube confirmou a informação, dada, inicialmente, pela Rádio Transamérica.

A autoridade chegou ao estádio a poucos momentos de a bola rolar. Convencida pelo Tricolor, esperou o fim do duelo para se reunir com o camisa 10, no objetivo de não desconcentrá-lo.

Enquanto era conduzido pelo agente a uma sala para entrega do documento, o meia se limitou a dizer que a questão era pessoal. Na zona mista, ele, aos risos, optou por não se pronunciar sobre o episódio.

— Você está preocupado com isso, cara? Falemos do jogo. Mas não me atrapalha (em campo), não — disse a um jornalista.

— Jogo tão bom como esse e você (jornalista) vem me fazer essa pergunta –despistou a outro.

Informa o UOL que trata-se de um processo movido por Victoria Lopes de Almeida, mãe de Maria Victoria Lopes de Almeida de Lima, de 7 anos, filha mais velha do jogador. A mulher com quem se relacionou brevemente deseja uma revisão da pensão. Ele tem mais dois filhos, Henrico, de 4 anos, e Stella, de 2, do casamento com Giovanna Costi.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Comissão técnica quer experiência e testa Fluminense com Nenê

Ao menos uma cara nova deve pintar no Fluminense na quinta-feira, em Itaquera, quando a bola rola para a ida das quartas-de-final da Sul-Americana, contra o Corinthians.

No treino na véspera do jogo, no Centro de Treinamento, Oswaldo de Oliveira, em seu primeiro dia de trabalho, passou instruções ao interino Marcão, que deve promover a entrada de Nenê na vaga de João Pedro.
Assim, Yony González deve voltar a jogar centralizado.

O objetivo da mudança é tornar a equipe mais experiente. Também é considerada a substituição de Marcos Paulo por Wellington Nem. Na zaga, Digão é duvida por causa de dores na panturrilha direita. Frazan pode ser acionado para atuar ao lado de Nino. Yuri, geralmente improvisado, não está inscrito no torneio.


Provável escalação: Muriel; Igor Julião, Nino, Digão (Frazan) e Caio Henrique; Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso; Nenê, Marcos Paulo e Yony González.


Acompanhada do novo técnico, a delegação embarcou para São Paulo na tarde desta quarta-feira. A volta acontece no Maracanã, dia 29, e define quem encara o Independiente Del Valle-EQU na semifinal.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: GloboEsporte.com.

Fluminense detalha venda de ingressos em São Paulo para jogo de quinta-feira

Começou a funcionar na tarde desta quarta-feira o ponto de venda em São Paulo para venda de ingressos para Corinthians x Fluminense, amanhã, em Itaquera. Segunda, a torcida tricolor esgotou a carga disponibilizada para comercialização no Rio de Janeiro.

Serão vendidos 500 bilhetes em SP, sendo 400 inteiras, a R$ 46, e 100 meias, a R$ 23. Cada torcedor poderá adquirir até três. Não haverá troca para sócio nem gratuidade, que não é garantida por lei no estado. São, no total, 2.500 entradas.

Endereço do local: Restaurante Garota da Vila, na rua Julio Diniz – 82, Vila Olímpia; quarta-feira de 12h às 20h e quinta-feira das 10h às 19h.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Marcão revive contra Corinthians função que exerceu em 2016 e promete Fluminense ao estilo de Diniz: “Não abriremos mão”

À frente do Fluminense provisoriamente desde a demissão de Fernando Diniz, no início da semana, Marcão comanda a preparação para o primeiro duelo das quartas-de-final da Sul-Americana, contra o Corinthians, às 21h30 de quinta-feira, em São Paulo. Contratado para o cargo, Oswaldo de Oliveira viaja com a delegação, mas não ficará à beira do campo.

– Marcão é querido por todos os jogadores. O Fluminense tem profissionais que têm boa gestão com os jogadores – revelou Diniz em entrevista no dia da dispensa do clube.

De acordo com o jornalista Victor Mendes, do LANCE!, o auxiliar pensa em fazer somente uma mudança na escalação usada na derrota por 1 a 0 para o CSA, domingo, pelo Brasileirão: Frazan no lugar de Yuri, volante improvisado na zaga. Com dores na panturrilha direita, Digão não vem treinando com bola, mas figura na lista de relacionados para o compromisso de amanhã.

– O jogo do Fluminense é extremamente bonito. Passar uma temporada quase toda com 60%, 70% de posse, passes, finalizações… Não vamos abrir mão disso, o Oswaldo sabe. Temos que dar confiança aos nossos atletas – disse o ex-volante.

Marcão, que retornou ao Tricolor em junho após mais de dois anos, volta a dirigir o Time de Guerreiros. No fim de 2016, com as saídas de Eduardo Baptista e Levir Culpi, ele assumiu o posto de interino durante seis jogos, o último deles no empate em 1 a 1 com o Internacional, em 12 de dezembro, no Giulite Coutinho. À época, venceu duas, empatou duas e perdeu duas.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Adversário na Sula, Corinthians liga sinal de alerta por mudança no comando do Fluminense: “Não sabemos como virão”

O clima entre os corintianos é de dúvida sobre como o Fluminense chegará para enfrentar o Alvinegro, às 21h30 de quinta-feira, na Arena Itaquera, pelas quartas-de-final da Sul-Americana. Na manhã dessa segunda, Fernando Diniz deixou o comando do Time de Guerreiros, novidade repassada por Fábio Carille aos seus jogadores após treino.

Fágner, lateral-direito: “Difícil saber o que pode influenciar. Futebol é dinâmico. Sabíamos que, pelo resultado, tudo era possível. Fábio nos comunicou ali já após o treino para que a gente se conscientizasse que o jogo poderia ter alguma mudança daquilo que eles estavam preparando. E, assim, agora é tentar se preparar da melhor forma possível, porque a gente não sabe quem pode assumir, o que vamos enfrentar, o que pode mudar… Vamos nos preparar para fazer um grande jogo tecnicamente e mentalmente para levar vantagem ao Rio”.

Júnior Urso, volante: “Eu acho que, se influenciar, é para nós termos atenção. Após uma demissão, troca de comando, jogadores querem mostrar para o novo chefe qualidade. Dá um ânimo a mais para que eles possam trabalhar, quando não estão recebendo chance. Quem chega, vai querer colocar sua cara. Vai ser um jogo difícil para o Corinthians. Estilo de jogo muito diferente. Se a gente conseguir repetir o que temos feito, é difícil a gente perder aqui dentro”.

Pedrinho, atacante: “Acho que até foi em um grupo que ele falou, deu essa notícia. Não estava. Fiquei sabendo no vestiário. Sabíamos que seria um jogo difícil. Diniz tem seu estilo diferente. Com a demissão dele, não sabemos como eles virão”.

Marcão, que assume o cargo interinamente, promoveu nessa manhã, sem Digão, em tratamento de dores na panturrilha direita, a primeira atividade em preparação para o duelo do meio de semana. Abel Braga recebeu a primeira sondagem e avalia retorno às Laranjeiras, de onde saiu, pela última vez, em junho de 2018.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top