Ex-jogador do Fluminense, Alan relembra jogo histórico da Sul-Americana

Em entrevista ao GloboEsporte.com Alan falou sobre sua trajetória no Fluminense.  Foram 84 jogos vestindo a camisa Tricolor, o atacante esteve presente no vice da Libertadores e Sul-Americana, na histórica arrancada contra o rebaixamento em 2009, e participou do título do Campeonato Brasileiro de 2010 – naquela época o jogador já tinha sido vendido antes do final do campeonato.

O jogador relembrou um momento marcante no Fluminense – uma data em especial – no dia 18 de novembro de 2019, no antigo Maracanã lotado, Alan tinha apenas 19 anos e foi um dos heróis da classificação para decisão da Copa Sul-Americana. A partida era contra o Cerro Portenõ, do Paraguai. A equipe do Fluminense venceu o primeiro confronto fora de casa, 1 a 0. Já no Maracanã viu o adversário abrir o placar aos seis minutos, o Fluminense resolveu nos minutos finais com gols de Gum aos 47 e Alan aos 49.

 – A situação que a gente vivia no Brasileiro, levando a Sul-Americana em paralelo, e pelo gol que marquei, tudo isso tem importância. Eu lembro bem do meu gol, quando a bola chegou para mim e o goleiro estava do meu lado, fiquei com medo de chutar do meio de campo pois estava muito distante, e eu sabia que era mais rápido que ele, então preferi ir para cima –  recordou o atacante.

Yago lamenta derrota, aponta alguns erros da equipe e já projeta partida decisiva na sul-americana

Ontem o tricolor conheceu sua primeira derrota na temporada, após ser derrotado pela equipe do Boa Vista, por 1 a 0, no Maracanã.
Com um primeiro tempo apático e um segundo tempo de pouca intensidade, o Fluminense viu a equipe de Bacaxá, sair vitoriosa de campo, com gol marcado após falha de marcação de Orinho.
Dono das duas principais chances de gol do Flu, o meia Yago analisou os erros da equipe.

– A gente caiu um pouco de produção tanto no primeiro, quanto no segundo tempo. No segundo deu até uma melhorada, mas a equipe do Boavista tava bem postada ali atrás. A gente tava errando muito e a gente não conseguiu fazer o gol. – Declarou o jogador.

O camisa 20 tricolor, falou sobre a conversa de Odair com os jogadores,
no intervalo, após a má atuação da equipe nos primeiros 45 minutos.

– Cobrou intensidade né? Acertar o último passe ali. Para que a gente criasse mais chances de fazer o gol. A gente até começou bem ali [o segundo tempo], mas a gente não fez [o gol].

Perguntando se a formação tática que iniciou a partida, foi determinante para o desempenho da equipe, Yago respondeu.

Nem pela formação, mas pelos erros de passes, erros técnicos né ? Pouca intensidade, pelo ritmo de jogo. Então, eu creio que não foi nem pelo padrão tático, mas, pelo técnico mesmo.

Mesmo lamentando a derrota o meia diz que já virou a página e que “Agora o pensamento é no próximo jogo”. E sobre o fim da sequencia de vitórias do Flu, ressalta.

– Assim como a gente não podia se empolgar com quatro vitórias, a gente não pode se abater com derrota.

O Fluminense volta a campo nesta terça-feira, na primeira decisão de 2020, diante do Uníon La Calera, do Chile, às 21h30, no Maracanã. Partida válida pela primeira fase da Copa sul-americana.

Foto: Fluminense Futebol Clube

Ingressos já estão à venda para estreia do Flu na Copa Sul-Americana

Alô, torcida tricolor. Quem quiser acompanhar a estreia do Fluminense na Copa Sul-Americana já pode garantir o seu lugar no Maracanã.

O check-in para sócios e a venda de ingressos pela internet (pelo site fluminensefc.futebolcard.com) estão abertos para a partida do dia 4 de fevereiro, às 21h30 (de Brasília), contra o Unión La Calera, do Chile.

Os preços variam de R$ 20 (meia-entrada) a R$ 195, e os pontos físicos abrirão nesta quinta-feira. Confira como comprar o seu:

Atenção: nesta partida, os torcedores que comprarem pela internet deverão trocar o voucher pelo ingresso físico em qualquer ponto de venda. Para realizar a troca, o torcedor deverá apresentar o voucher impresso da compra assinado, um documento de identidade original com foto e CPF e o cartão em que a compra foi realizada, além do documento comprobatório da meia-entrada caso se aplique. Caso a compra tenha sido realizada com cartão de terceiros, além do cartão da compra, apresente o documento de identidade original e uma declaração de próprio punho do dono do cartão autorizando a retirada.

Fonte: Globo Esporte

Sul-americana é prioridade no Flu

Da reapresentação do Fluminense até a primeira partida oficial no ano, foram só 11 dias. Este intervalo tem oscilado nos últimos anos. Em 2019, 16 dias. Em 2015, chegou a 25. Há uma década, 13. Mas, ao menos neste século, ele nunca foi tão curto como agora. Diante de uma tendência que ignora as necessidades dos atletas, resta à comissão técnica adotar uma estratégia e eleger prioridades. É dentro deste contexto que se enquadra o duelo contra a Portuguesa, às 20h, no Maracanã — o segundo em pouco mais de duas semanas após o fim das férias.

Alguns atletas ganharam pré-temporada maior. São os casos de Muriel e de Paulo Henrique Ganso. Como a dupla encerrou 2019 contundida (o goleiro fraturou a mão e o meia lesionou a coxa), a comissão técnica decidiu preservá-los das primeiras rodadas da Taça Guanabara.

Os tricolores elegeram a estreia na Sul-americana, dia 4, contra o Unión La Calera-CHI, como prioridade. Antes, farão quatro partidas pela Taça Guanabara, a começar pela desta quinta. Ganso e Muriel devem estrear no ano em algum destes jogos para poderem ganhar ritmo antes do confronto com os chilenos.

Nenhum deles está mais contundido. Mas a avaliação é que colocá-los para jogar após uma pré-temporada tão curta elevaria o risco de reincidência da lesão. Segundo o clube, Ganso faz um trabalho de reequilíbrio muscular. Já no caso de Muriel, há ainda a questão da confiança na mão, que só pode ser retomada com muitos treinos.

O excesso de desfalques, no entanto, não se deve apenas por estratégia. Nesta quinta (23), o Fluminense ainda não contará com Egídio, Yago, Digão e Henrique por uma questão burocrática. Regularizados na sexta-feira, os três primeiros só poderão estrear contra o Bangu, no domingo. Já o último ainda precisa ter seu contrato de empréstimo registrado na Federação.

Foto: Lucas Mercon / Fluminense

Conmebol congela valores da Sul-Americana 2020

Segundo o jornalista Marcel Rizzo (UOL), a direção da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) aumentou a premiação para participantes da Libertadores em 2020, entretanto congelou os valores da Sul-Americana.

Seis clubes brasileiros participarão da Sul-Americana, entre eles: Fluminense, Fortaleza, Goiás, Bahia, Atlético-MG e Vasco. A competição continuará distribuindo US$ 47,2 milhões – em torno de R$ 191,5 milhões de reais – como em 2019.

O campeão da Sul-Americana 2020 receberá: US$ 4milhões (16,2 milhões)

O vice ganhará: US$ 2 mi (R$ 8,1 mi)

Os semifinalistas: 800 mil (3,2 mi)

Quartas de finais: US$ 600 mil (R$ 2,4 mi)

Oitavas de finais: US$ 500 mil (R$ 2,03 mi)

Segunda fase: US$ 375 mil (R$ 1,5 mi)

Primeira fase: US$ 300 mil (R$ 1,2 mi)

O vencedor acumulará US$ 6,57 milhões (R$ 26,7 milhões) somando as cotas de todas as etapas.

Fonte: UOL

Flu espera por vaga na Sul-Americana para buscar novo técnico


Apesar dos apelos da torcida para Ariel assumir o cargo como técnico, a direção dificilmente contratara um treinador estrangeiro. Além disso, não há nenhuma negociação em andamento para o próximo ano.

Flu, que ja definiu que Marcão voltará a ser auxiliar na equipe, ainda não começou a buscar nenhum treinador para 2020.

A direção do time está aguardando o desfecho da disputa pela classificação na Sul-Americana para escolher novo comandante.

Caso garanta a vaga ( que está sendo disputará com o Botafogo), Flu terá 4 competições no calendário (Carioca, Copa do Brasil e Brasileirão estão garantidos). Desta forma, poderá aumentar o investimento em um ano no qual o contexto de dificuldade financeira permanecerá – a folha salarial do futebol é de R$ 2,8 milhões e pouco aumentará.

De acordo com o site Globo Esporte, desde a demissão de Oswaldo de Oliveira e a efetivação de Marcão, técnico que livrou o Flu do risco de rebaixamento, alguns nomes foram sondados: Odair Hellmann, ex-Internacional, e Eduardo Barroca, ex-Botafogo. Ambos negaram ter sido procurados.

foto de: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC