Árbitro aponta Deyverson como “principal causador do conflito” após o término de Fluminense x Palmeiras

O jogo entre Fluminense x Palmeiras, no último domingo (14) foi além dos 90 mim. A partida que terminou com vitória Tricolor por 2 a 1 de virada, registrou uma grande confusão após o apito final, culminando com a expulsão de Deyverson e Fred.

Deyverson, inclusive, foi apontado como “principal causador do conflito”, conforme relatou o árbitro Caio Max Augusto Vieira, em súmula. Deyverson recebeu o cartão amarelo já depois do apito final, segundo o árbitro, por “empurrar seu adversário”. A confusão, porém, continuou, envolvendo o palmeirense e Fred, também expulso.

“– Após o término da partida, empurra seu adversário sr. Frederico Chaves Guedes, nº 09, em ato continuo ao 1º conflito, dando início a um novo. Continua, persistentemente, provocando com gestos seus adversários e sendo o principal causador do conflito generalizado. Após ser expulso, sai imediatamente em direção a seu vestiário, conduzido por seus companheiros – relatou Caio.

Com a expulsão, Fred não enfrenta o Juventude nesta quarta-feira (17), pela 33°

Pode isso ? Em súmula juiz explica motivo da expulsão de Luciano

Foto: Lucas Merçon/FFC

Atacante foi expulso no minuto final da partida após confusão generalizada.

O árbitro Bruno Arleu de Araújo cometeu uma grande trapalhada ao relatar na súmula qual teria sido o verdadeiro motivo da expulsão do atacante Luciano, do Fluminense.

O jogador que foi expulso no minuto final da partida contra o Vasfo na decisão da Taça Guanabara, teria sido advertido segundo a súmula, após empurrar Dodi, parceiro de equipe.

Contudo, a trapalhada acontece porquê o árbitro da partida se confunde com os jogadores e relata o número 15 Tricolor (Dodi), ao invés do número 15 vascaíno (Andrey), pivô de toda confusão e que ganhou apenas amarelo no lance.

– Expulsei com cartão vermelho direto o atleta de número 18, senhor Luciano da Rocha Neves, da equipe do Fluminense FC, por haver empurrado com o uso de força excessiva seu adversário de número 15, senhor Douglas Moreira Fagundes (nome de Dodi) – disse o árbitro na súmula.

Por conta da expulsão, Luciano será julgado pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) na próxima terça-feira (26), podendo pegar de um a três jogos de suspensão. Ele responderá pelo artigo 250: provocar ato desleal ou hostil durante a partida.

Árbitro de Flu e Vasco relata xingamento de Airton na súmula

Por Rômulo Morse


Árbitro da final da Taça Guanabara, na qual o Vasco venceu o Fluminense por 1 a 0, Bruno Arleu Araújo relatou na súmula xingamentos do volante Airton. Por conta da reclamação, já nos últimos instantes da partida no Maracanã, o atleta foi expulso.

– Expulsei com cartão vermelho direto o atleta Airton (…) por haver proferido as seguintes palavras em minha direção: “Você é um m…, você conseguiu o que queria”. – descreveu o árbitro.

Outro que recebeu a punição foi o atacante Luciano. Após consultar o VAR (árbitro de vídeo), utilizado pela primeira vez no Campeonato Carioca, o juiz viu um empurrão do jogador depois que uma confusão foi armada por conta da falta de Andrey em Calazans, já nos acréscimos. Bruno Arleu foi notificado, consultou o lance e puniu o camisa 18 tricolor. O volante vascaíno ficou com o cartão amarelo.