fbpx

Desfalque de peso: Allan recebe terceiro amarelo e não joga contra o Ceará

Um dos jogadores mais importantes do Tricolor, volante foi punido contra a Chapecoense e terá de cumprir um jogo de suspensão

Foto: Lucas Merçon / FFC

Neste último sábado, o Fluminense voltou a desperdiçar diversas chances e empatou em 1 a 1 com a Chapecoense em pleno Maracanã. Mas não foi só o resultado que foi ruim para o Tricolor. Um dos pilares da equipe no ano, o volante Allan recebeu o terceiro cartão amarelo e é desfalque certo para a partida contra o Ceará, na próxima quarta-feira (30), fora de casa.

Com pouco tempo para decidir seu substituto, o treinador Marcão deve optar por Yuri ou Airton, reservas da posição. O Fluminense viaja para o Ceará pressionado e precisando de um bom resultado. Caso saia de campo derrotado, o Tricolor irá ver o adversário abrir três pontos na tabela e, dependendo dos resultados, pode se afundar na zona de rebaixamento.

Cartão de Rony não aparece na súmula e atacante do pode enfrentar o Flu

Foto: Divulgação

Um dos destaques do Athletico Paranaense na temporada, o atacante Rony entrou em campo no último domingo (13) pendurado com doia cartões amarelos diante do Flamengo. Caso tomasse o terceiro, não enfrentaria o Fluminense, na próxima quinta-feira (17). Caso que pareceu ter acontecido ainda no primeiro tempo.

De acordo com a repórter Monique Silva, de setorista do Furacão no Globoesporte.com, o lance foi checado e confirmado com o quarto árbitro e delegado da partida, assim como já havia aparecido no próprio telão do estádio. Contudo, o juiz não relatou na súmula e, com isso, Rony deve enfrentar o Flu nesta quinta-feira.

Desfalque certo é Thiago Heleno. O zagueiro sim foi punido e terá que cumprir a automática diante do Tricolor.

Expulsão contra o Santos pode render grande gancho à Digão

Foto: Divulgação/FFC

Expulso no empate entre entre Fluminense e Santos por 1 a 1 na noite da última quinta-feira (26) no Maracanã, o zagueiro Digão pode ficar de fora por mais partidas além da suspensão automática.

Capitão Tricolor, o zagueiro pode pegar um grande gancho devido ao fato do árbitro da partida, Wilson Pereira de Sampaio, relatou na súmula do jogo que o atleta do Flu atingiu o adversário sem bola enquanto o jogo já estava parado.

– Motivo: V2.5. Golpear ou tentar golpear um adversário com uso de força excessiva fora da disputa da bola – Expulsei do campo de jogo com cartão vermelho direto, por dar um chute na altura do ombro de seu adversário de número 11 sr. mario sérgio santos costa, com uso de força excessiva enquanto ambos se encontravam no chão após a marcação de uma falta sofrida pelo atleta expulso. informo que o fato ocorreu fora da disputa de bola pois o jogo já se encontrava paralisado no momento do ocorrido – relatou o árbitro

Com isso, Digão pode ser enquadrado no artigo 254-A (Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente) podendo pegar um gancho de 4 a 12 partidas.

Denunciado por “agressão física”, Ganso vai ser julgado com risco de gancho pesado

Na próxima segunda-feira, o TJD-RJ julgará o meia Paulo Henrique Ganso, expulso no último clássico com o Flamengo. Segundo a súmula assinada por Marcelo de Lima Henrique, o camisa 10 xingou e empurrou o quarto árbitro. Ele cumprirá suspensão automática no reencontro entre os rivais neste sábado, no Maracanã.

São duas denúncias no artigo 258, parágrafo 2 (conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva), no qual a pena varia de um a seis jogos, e mais duas no artigo 254-A, parágrafo 3 (por agressão), com o agravante de ter sido direcionada a um membro da arbitragem. A punição mínima, nesse caso, é de 180 dias.

Sendo as sanções acumulativas, Ganso pode pegar gancho de até 12 jogos no Campeonato Carioca ou de até 360 dias, equivalente a um ano, em torneios nacionais.

Bruno Henrique, enquadrado no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), responderá pela jogada violenta contra Gilberto, podendo sofrer suspensão de até seis jogos em campeonatos organizados pela FERJ.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Dor de cabeça para Oliveira: treinador terá de “rachar a cuca” para escalar o time Tricolor

Três jogadores do setor estão fora da partido por conta de suspensão.

Após a vitória diante do Sport no último domingo (22), o técnico Marcelo Oliveira terá um grande desafio para armar a equipe que irá enfrentar o Palmeiras na próxima quarta-feira (25) no Maracanã.

Se com o elenco completo o treinador já tem poucas opções para o meio de campo, a situação fica ainda mais complexa para a próxima partida, uma vez, que Oliveira terá três desfalques só neste setor, os volantes Richard e Dodi, além do armador Sornoza, terão de cumprir suspensão por terem recebido o terceiro cartão amarelo e, não enfrentam o Palmeiras.

Na volância o treinador não deve ter problemas e escolher entre Airton e Matheus Norton para o lugar de Richard, além da volta de Jadson. O problema mesmo é para o lugar de Sornoza, já que o treinador não tem outro jogador com as mesmas características que a do equatoriano. Júnior Dutra e Everaldo devem brigar para ocuparem a vaga do camisa 10.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Paralisação dos caminhoneiros pode suspender rodada do Brasileirão

Paralisações já duram quatro dias.

Diante da greve dos caminhoneiros que iniciaram paralisação em todo o país, a rodada do Campeonato Brasileiro deste fim de semana pode ser adiada pela CBF. A entidade confirmou que monitora a situação, mas por hora as partidas estão mantidas.

No Rio de Janeiro, a Ferj, já anunciou a suspensão de suas competições, contudo, os jogos de Fluminense e Botafogo que acontecem no estado neste fim de semana ainda está mantido por ser de responsabilidade da CBF.

A greve dos caminhoneiros já duram quatro dias pode afetar os eventos em diversas frentes, desde o abastecimento de bares, à logística para deslocamento de efetivo de segurança e o transporte de torcedores.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Reprodução TV Globo

Top