Taça Guanabara chega ao fim e Fluminense conhece seu adversário da semifinal do Carioca

A Taça Guanabara chegou ao fim neste domingo (13) e definiu os confrontos da semifinal do Carioca. Campeão com uma rodada de antecedência, o Fluminense enfrentará o Botafogo, que ficou em quarto ligar.

A outra semifinal ficará entre Flamengo e Vasco, segundo e terceiro colocados respectivamente.

Lembrando que as semifinais serão definidas em dois jogos, com a dupla Fluminense e Flamengo levando vantagem por dois resultados iguais.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Vale taça! Fluminense divulga relacionados para enfrentar o Resende

Podendo conquistar o título da Taça Guanabara com uma vitória simples, o Fluminense divulgou os relacionados para enfrentar o Resende pela décima rodada do Cariocão, às 16hrs, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Pensando no duelo decisivo contra o Olimpia-PAR na próxima quarta-feira, a tendência é que o técnico Abel Braga escala uma equipe alternativa.

Goleiros: Fábio, Marcos Felipe e Muriel;

Zagueiros: David Braz, Luccas Claro, Manoel e Nino;

Laterias: Calegari, Cristiano, Pineida e Samuel Xavier;

Meias: André, Felipe Melo, Gabriel Teixeira, Ganso, Jhon Arias, Martinelli, Nathan, Nonato, Yago e Wellington;

Atacantes: Caio Paulista, Germán Cano, Luiz Henrique e Willian Bigode.

Foto: Maílson Santana/ FFC

TJD-RJ indefere pedido, e caso vença, Flu poderá levantar Taça Guanabara neste sábado

Caso vença o Resende, neste sábado (05), em Volta Redonda, o Fluminense poderá levantar a Taça Guanabara. A Procuradoria do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJD-RJ), que decidiu denunciar o clube por um suposto caso de racismo contra Gabigol, do Flamengo, havia entrado com um pedido de medida cautelar para a Ferj não entregar a taça antes do julgamento, no entanto, a presidente do TJD-RJ, Dra. Renata Mansur, indeferiu o pedido e permitiu que o troféu seja levado ao jogo e entregue ao Tricolor em caso de vitória.

A pena é incerta e futura. Portanto, não pode esta presidência prever a pena ou antever a culpabilidade da entidade desportiva, apta a ensejar a cassação preliminar de um título que sequer ocorreu. De outro modo, caso venha o clube a ser condenado, na penalidade máxima do artigo 243-G; em tese, perderia três pontos e seu título (se conquistado) poderia ser cassado, por óbvio. Por outro lado, o evento esportivo é irreversível. Retirar dos torcedores a possibilidade de ver seu time vencer e vibrar na festa pela qual pagaram sem assistir o recebimento da taça, em nome de uma condenação disciplinar futura “em tese”, seria retirar o brilhantismo e a euforia do campeonato – escreveu Renata.

O Fluminense lidera a Taça Guanabara com 24 pontos, quatro a mais que o Flamengo, segundo colocado. Caso vença o Resende, o Flu não poderá ser mais alcançado faltando uma rodada de antecedência para o fim da fase classificatória. Por conta da possibilidade da conquista, a Ferj antecipou a entrega da taça com o escultor para que no sábado ela possa estar no estádio.

Foto em destaque: Agência Ferj

Fonte: GE

Título da Taça Guanabara pode parar no tapetão

A Taça Guanabara pode não ser encerrada neste sábado (05), mesmo se o Fluminense conquistar matematicamente o título. Isso porque, Andre Valentim, procurador-geral do TJD-RJ, entrou com um pedido de medida cautelar para que o possível título e a entrega da taça não sejam realizadas caso o tricolor vença o Resende, em Volta Redonda. O pedido ainda precisa ser aceito pela presidente do órgão, Renata Mansur.

Explica-se: caso o Fluminense vença a partida, chegaria a 27 pontos e não poderia ser mais alcançado por nenhum rival. Mas o julgamento do “caso Gabigol”, onde o TJD-RJ apura o suposto caso de racismo sofrido pelo atacante no Fla-Flu do último dia 6, poderia tirar até três pontos do tricolor caso seja punido. Assim, manteria o Flamengo e o Vasco vivos na disputa.

No entanto, o GLOBO apurou que, neste momento, sequer está garantido que haverá um julgamento. Isso porque, o inquérito ainda está em fase de investigação e, se não for caracterizada a infração ou não for definida a autoria, a tendência é pelo arquivamento do procedimento. Outro ponto é que o Fluminense só perderia pontos se os gritos fossem vinculados a um “considerável número de pessoas”, segundo o Art. 243-G. O que não é possível afirmar até o momento.

O Fluminense está sendo denunciado e pode perder até três pontos. Caso perca, o Flamengo e Vasco estariam no páreo. Dei entrada hoje e estou esperando o despacho para suspender a homologação caso o Fluminense vença a partida. Se entregar a taça agora, como vai tirar depois? Está na mão da presidente — afirmou.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Já classificado, Fluminense mantém ambições no Campeonato Carioca

O Fluminense garantiu classificação à semifinal do Campeonato Carioca com três rodadas de antecedência, ao bater o Volta Redonda por 3 a 0.

Apesar de garantir a classificação, o Tricolor ainda segue com ambições na competição, como: manter a série de invencibilidade, que já acumula sete jogos seguidos, além de buscar o primeiro lugar e garantir o título da Taça Guanabara, levando ainda a vantagem do empate em pontos ganhos e saldo de gols, como também escolherer o mando de campo tanto na primeira ou segunda partida.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Mais um título! Moleques de Xerém batem o Bangu e conquistam a Taça Guanabara sub-15

Depois do título no sub-17, foi a vez do Fluminense conquistar o título da Taça Guanabara no Carioca sub-15. O Tricolor venceu o Bangu no CT Vale das Laranjeiras por 2 a 0 com gols de Esquerdinha e Victor Kauan e confirmou mais um troféu para Xerém.

Com nove vitórias e apenas uma derrota, a equipe do técnico Lindolfo Melo espera Volta Redonda ou Boavista nas quartas de final, em jogos de ida e volta com a vantagem do empate.

Ficha técnica

Fluminense: Samuel; Júlio Fidelis, Matheus Costa, Rodrigo Gomes e Esquerdinha; Fabio, Victor Kauan e Kauã Brasília; Foguete, Victor Emanuel e Gustavo. Técnico: Lindolfo Melo.

Foto: Maílson Santana/FFC

É campeão! Moleques de Xerém vencem o Bangu e conquistam a Taça Guanabara sub-17

Com gol de Arthur, Fluminense vence o Bangu por 1 a 0 no CT Vale das Laranjeiras e conquista o título da Taça Guanabara no Carioca sub-17. Tricolor enfrenta o Nova Iguaçu nas quartas de final, em partidas de ida e volta com a vantagem do empate.

Atuais campeões da Copa Rio sub-17, os Moleques de Xerém terminaram a primeira fase do Carioca de forma invicta, com 10 vitórias e um empate.

Ficha técnica

Fluminense: Álvaro; Gustavo Nobre, Davi, Kayky Almeida e Daniel Lima; Juan, Thiago e Arthur; Luis Fernando, Pedro Careca e Agner. Técnico: Guilherme Torres.

Foto: Maílson Santana/FFC

Fluminense enfrenta o Madureira podendo ser campeão da Taça Guanabara

O Fluminense enfrenta o Madureira neste domingo (25), às 11h05, no Maracanã, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Carioca e, o Tricolor pede entrar em campo com chances de conquistar o título da Taça Guanabara.

Para isso, o Tricolor precisará torcer por um empate entre Flamengo e Volta Redonda, que se enfrentam na noite deste sábado (24). Caso isso aconteça, basta o Flu vencer o Madureira que termina a fase de grupos em primeiro lugar e conseguentemente com o título da Taça Guanabara.

Foto em destaque: Divulgação

Empate entre Bangu e Volta Redonda deixa Fluminense vivo na briga pela Taça Guanabara

Diferente do que o torcedor estava acostumado, o regulamento do Campeonato Carioca está diferente neste ano, sendo disputado em turno único, porém, ainda com a Taça Rio e Guanabara na disputa.

O campeão da Taça Guanabara será o primeiro colocado geral na fase de grupos. Já o campeão da Taça Rio, será conhecido através dos mata-matas, quando o disputarão os playoffs as equipes que terminarem da quinta à oitava colocação.

Atualmente na terceira posição, e já classificados às semifinais do Estadual, o Fluminense segue firme na disputa pela Taça Guanabara, porém, precisará secar Flamengo e Volta Redonda, que se enfrentam na última rodada. Para o Flu ultrapassar a dupla, atualmente no segundo e primeiro lugar respectivamente, terá que torcer pelo empate entre os dois e ainda vencer seu jogo contra o Madureira.

Caso isso aconteça, o Flu empataria em número do pontos com o Voltaço, 22 pontos, porém, levaria vantagem no número de vitórias, 7 a 6.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Taça Guanabara não terá VAR; reunião durante a competição vai definir uso da tecnologia nas finais do turno

Em arbitral realizado no início da semana entre a Ferj e representantes dos clubes, foi decidido que não haverá o uso do VAR na fase de grupos da Taça Guanabara, que inicia na próxima semana.

O uso da tecnologia segue incerto também para a fase final do turno (semifinais e final), quando uma nova reunião entre a sétima e oitava rodada deve decidir pelo uso ou não dá tecnologia.

O arbitral definiu ainda que o protocolo contra a Covid-19 usado no ano passado será mantido para 2021, quando todos precisarão ser testados antes dos jogos para conseguir ingressar nos estádios – incluindo jogadores e staff, sendo necessário a apresentação do exame negativo. As cinco substituições serão mantidas e o staffs dos jogos serão reduzidos para diminuir os custos do Campeonato Carioca.

A reunião ainda antecipou o jogo entre Flamengo e Nova Iguaçu, que acontecerá na próxima terça-feira (02) em partida que marcará a abertura do Campeonato. Fluminense e Resende, primeiro jogo do Tricolor na competição, deve acontecer na quarta-feira (03), ainda sem horário definido.

Foto em destaque: Ivan Paulo/Agência FERJ