fbpx

Fluminense inicia venda online da camisa nova durante a madrugada

Divulgada há uma semana, a camisa número 1 da segunda coleção da Under Armour para o Fluminense está à venda na loja online do clube desde o início da madrugada desta quinta-feira, dia 25. Todavia, por enquanto, só no modelo masculino, a R$ 249,90 e nos tamanhos P, M, G, GG e 2GG.

Anúncio da camisa aparece logo na primeira página da loja online do Fluminense.

No site da empresa norte-americana, porém, a roupa é encontrada nos demais modelos: feminino (PP, P, M e G) e infantil (PP, P, M, G e GG) custam R$ 229,90 e R$ 199,90, respectivamente. A fornecedora pôs o produto em destaque em sua página de início, assim como o Tricolor.

Ilustrações retiradas do site da Under Armour: da esquerda para direita, os modelos masculino, infantil e feminino.

A comercialização nos estabelecimentos físicos começará logo de manhã: às 9h nas Laranjeiras e às 10h nos shoppings Nova América (franquia do Fluminense), Rio Sul e Barra (franquias da Under Armour). Sócios possuem 10% de desconto na compra.

A novidade agradou a maioria dos tricolores e até mesmo rivais. A estreia do uniforme ocorrerá na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Goiás, às 19h de domingo, no Maracanã. Nesse jogo, aliás, será promovida uma “Festa das Bandeiras”, organizada pelo grupo Mobilização Tricolor.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Under Armour lança oficialmente a nova camisa do Fluminense

A fornecedora do material esportivo tricolor, a americana Under Armour, anunciou hoje, a nova camisa que será utilizada pelo Flu durante a temporada.

A camisa deverá ser utilizada na estreia do Time de Guerreiros no Campeonato Brasileiro, no dia 28 de abril. As vendas para o público abrem no dia 25 do mesmo mês.

Vale ressaltar que a camisa foi lançada com atraso, sendo prevista para janeiro e só lançada agora. A própria fornecedora já atrasou diversas vezes a entrega do material ao Fluminense e deve deixar de patrocinar o clube em junho de 2020, período no qual encerra o contrato com o clube. A empresa deverá se retirar do futebol nesse ano, mas a possibilidade de uma extensão de contrato com o tricolor não está descartada caso o cenário mude e a demanda seja maior do que a procura, a marca, quem sabe, continue no Flu.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Crédito das Fotos: Under Armour Brasil

Under Armour denuncia contrato com o Fluminense

Foto: Divulgação

Em informações obtidas com exclusividade pelo Canal Flunews, dá conta que a Under Armour já denunciou o contrato com o Fluminense, ou seja, avisou de forma formal ao Tricolor que não renovará o vínculo com o clube, que vence em junho de 2020.

A empresa Norte-americana no entanto assumiu cumprir com o fornecimento dos materiais até o final do contrato.

Vale destacar no entanto que a distribuição dos materiais vêm sendo o principal problema na parceria, com a Under Armour atrasando por diversas vezes o prazo estabelecido para a entrega do material.

Vale destacar ainda que o fim da parceria se deve também por conta da Under Armour decidir encerrar suas atividades com o futebol.

Under Armour não cumpre promessa e explica demora na entrega de lote da camisa azul

Sucesso entre os tricolores, a camisa azul, lançada em janeiro, durou pouco nas lojas. Desse modo, a Under Armou combinou para o fim de março a entrega de um segundo lote – o que, porém, não aconteceu. Em nota ao Globoesporte.com, a empresa norte-americana culpou as dificuldades na distribuição pelo descumprimento do prazo, mas garantiu que reabastecerá o mercado.

“Devido ao sucesso de vendas da nova camisa 3 do Fluminense, a Under Armour produziu um novo lote para abastecer o mercado e colocar mais produtos à disposição do torcedor. O novo lote já está pronto e a marca já iniciou o processo de negociação e distribuição dos volumes com as principais lojas do mercado esportivo para que as camisas estejam disponíveis à venda o mais rápido possível”, diz.

Houve três adiamentos até a nova coleção – apenas a segunda desde o início da parceria, em julho de 2017 – fosse revelada, gerando desconforto com a diretoria. Mesmo com a decisão de não mais investir no futebol, a fornecedora promete manter o contrato com o Fluminense, que vale até meados de 2020, e divulgar os uniformes 1 e 2 para a temporada, ainda que sem previsão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Under Armour cumprirá contrato com o Fluminense e assegura coleção nova em 2019

A decisão da Under Armour em não mais investir no futebol não vai alterar o contrato em vigor com o Fluminense, assinado em fevereiro de 2017 e válido desde julho do mesmo ano. A parceria permanecerá até o segundo semestre de 2020, quando o vínculo se encerra. Aliás, a fornecedora de material esportivo prepara o lançamento, ainda sem previsão, das camisas 1 e 2, que completarão a nova coleção.

Como o Sport negocia a rescisão com a Under, o Tricolor já sabe da futura saída da marca norte-americana, embora não tenha sido comunicado oficialmente. Assim, iniciou conversas com empresas para preencher a vaga.

No fim do ano passado, quando o clube ficou sem roupa nova, a Vulcabras Azaleia comprou a operação de mercadorias da Under Armour no Brasil. Porém, a dificuldade na distribuição não ganhou uma solução. Por exemplo, a camisa azul, que só chegou às lojas em janeiro e fez sucesso entre os tricolores, está em falta no mercado. A previsão é que um segundo lote seja colocado à venda ainda neste mês.

VEJA O QUE DIZ A NOTA DA UNDER ARMOUR:

“A Under Armour confirma a informação de que, em acordo com o Sport Club do Recife, irá antecipar o término do contrato com o clube e continuará entregando materiais de qualidade para que os atletas continuem fazendo o seu melhor. A marca seguirá também disponibilizando à torcida os uniformes vigentes para compra até o final de 2019. Quanto às especulações sobre um eventual rompimento de contrato com o Fluminense, outro parceiro da marca, negamos a informação e garantimos que empresa e clube seguem trabalhando em conjunto normalmente, inclusive na programação de novos lançamentos de uniformes. A Under Armour reitera seu respeito, admiração e a parceria pelos clubes, atletas, dirigentes, parceiros, colaboradores, torcedores e consumidores.”


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

 

Sucesso em vendas, camisa azul esgota e voltará às lojas em março

Se num primeiro momento fora contestada por torcedores, a camisa azul, usada em dois jogos da equipe (contra Portuguesa e Bangu), se tornou um sucesso em vendas desde o seu lançamento, em 23 de janeiro. As unidades no mercado estão esgotadas e, devido à procura, a Under Armour iniciou a produção de um novo lote, previsto para chegar às lojas em março.

Nas lojas online e em Laranjeiras, não há mais modelos masculino e feminino disponíveis. Mesmo caso dos estabelecimentos da empresa norte-americana. Embora possa ser encontrado em varejo, existem limitações de tamanho.

“Por políticas internas da empresa, não podemos compartilhar números de vendas. O que podemos afirmar é que o lançamento da nova camisa 3 do Fluminense foi um sucesso, com uma aceitação enorme por parte da torcida, que comprou praticamente todas as unidades colocadas à venda no mercado. Devido ao grande sucesso, a Under Armour está produzindo uma quantidade extra de camisetas, que chegarão até o final de março e estarão disponíveis nas lojas do clube e da marca (tanto físicas como online)”, diz a empresa.

Parceiros há dois anos, Fluminense e Under Armour vêm esbarrando em rusgas na relação. A fornecedora só apresentou uma coleção completa, em julho (uniformes 1 e 2) e outubro (uniforme 3) de 2017.

A ideia era repetir o cronograma, mas houve três adiamentos (para outubro e dezembro passados e, finalmente, janeiro). Na última temporada, por exemplo, as roupas permaneceram as mesmas. O atraso e a baixa quantidade de peças produzidas desagradaram a diretoria. Os uniformes 1 e 2, aprovados pelo Conselho Deliberativo, não têm previsão de serem revelados.

Havia a expectativa de que, com a compra da operação e produção da Under no Brasil pela Vulcabras Azaleia, o processo transcorresse dentro do prazo. Não aconteceu.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fluminense lança terceira camisa e inicia venda em lojas

 Na madrugada desta quinta-feira, o Fluminense, enfim, revelou o terceiro uniforme produzido pela Under Armour para a temporada, após três atrasos no lançamento – que, inicialmente, aconteceria em outubro; depois, dezembro; e, agora, em janeiro. Pedro, Digão e Ibañez aparecem como modelos em propaganda exibida na loja online. 

Assim como as roupas casuais e de treino, a camisa azul com listras tricolores está à venda nas lojas em Laranjeiras e no Shopping Boulevard, em Vila Isabel, desde esta manhã. Os preços são R$ 249,90, para peças masculinas; R$ 229,90, para femininas; e R$ 199,90, para infantis. O modelo de performance, que é o usado pelos jogadores, custa R$ 349,90.

Camisas usadas para treino e o lançamento desta semana estão à venda na loja nas Laranjeiras

Imagens vazadas durante a última semana geraram uma repercussão negativa entre os torcedores. Porém, a novidade vem ganhando elogios, embora ainda divida opiniões. A cor azul-marinho remete a história de 1904.

– Nossa camisa tem peso e tradição. Hoje, lançamos mais uma terceira camisa com estilo diferenciado, de acordo com uma tendência de mercado e que iniciamos com a camisa laranja, em homenagem às Laranjeiras, em 2002. Além disso, a cor azul tem história de 115 anos no Fluminense. Em votação para definir a camisa que substituiria a cinza e branco, em 1904, um modelo azul ficou em segundo lugar, dando a nós não só uma camisa linda, mas a nossa alma Tricolor –  disse o presidente Abad.

Modelo masculino da camisa azul.

Aprovada pelo Conselho Deliberativo em julho de 2018, a nova coleção está incompleta. As armaduras 1 e 2 devem ser lançadas ao longo do ano. 

A estreia ocorrerá no próximo domingo, dia 27, em jogo contra a Portuguesa, no Maracanã, válido pela terceira rodada da Taça Guanabara.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.


Under Armour traz terceiro uniforme azul-escuro e novidades nas camisas tradicionais

Superada a estreia às pressas e sem tanto sucesso, em julho do ano passado, a Under Armour trouxe novidades interessantes em sua segunda coleção para o Fluminense. A reunião do Conselho Deliberativo, nesta terça-feira, nas Laranjeiras, foi marcada para, entre outros objetivos, votar os materiais apresentados pela empresa norte-americana. Os elogios de conselheiros indicam uma provável aprovação.

A grande surpresa é o terceiro uniforme, em cor nunca experimentada: azul-escuro, em tom semelhante ao do uniforme do PSG. A camisa, com gola em forma de Y, ainda apresenta listras verdes e grenás, verticais, da gola à barra. Como a armadura grená da Adidas, em 2012, o escudo do clube ficará centralizado.

A linha válida para 2018/2019 deverá ser usada pelo time e colocada nas prateleiras a partir de outubro. A ideia é inaugurar a loja online junto com o lançamento da coleção. Abaixo, veja como serão os uniformes 1 e 2, mais tradicionais:


Camisa tricolor: A armadura de número 1 foi inspirada na camisa de 1995, ano do gol de barriga de Renato Gaúcho. Tem listras grenás e verdes mais largas, enquanto as brancas são mais finas. A gola é grená e o calção, branco.

Esta retrô do ano de 1995, lançada em 2015, ilustra como ficará a camisa de número 1. A diferença é na gola, que, desta vez, será grená. (Foto: Reprodução)

Camisa branca: Continua simples, como a atual, bastante questionada. Mas traz detalhes em grená nos ombros e nas mangas, com calção da mesma cor.


ATUALIZAÇÃO, às 21h08: A coleção foi aprovada pelo Conselho Deliberativo. O uniforme 2 (branco) teve 22 votos contrários. Os uniformes 1 (tricolor) e 3 (azul) tiveram seis cada.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Under Armour inova em terceiro uniforme e apresentará coleção ao Conselho nesta terça-feira

Depois de uma estreia sem tanto sucesso, em julho passado, quando lançou uniformes considerados simples, a Under Armour promete inovar em sua segunda coleção para o Fluminense. A ideia é que o time use as novas armaduras a partir de outubro. 

As roupas serão votadas nesta terça-feira, nas Laranjeiras, pelo Conselho Deliberativo. A principal novidade fica por conta da terceiro camisa, que, segundo informa o UOL, terá cor inédita. A expectativa entre conselheiros e torcedores é que agora, como teve mais tempo para desenvolver a coleção, a Under Armour apresente produtos superiores aos de 2017. A parceria entre o clube e a empresa norte-americana começou em fevereiro do ano passado e, de acordo com o contrato assinado, vale até 2020.

Sem o São Paulo, que mudou para a Adidas, a Under, proibida, por acordo, de patrocinar outro grande do Rio, fornece materiais esportivos para apenas dois brasileiros: além do Flu, o Sport – onde também teve sua primeira linha bastante questionada.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Loja online? Uniforme? Fluminense cria suspense em post e torcedores levantam hipóteses

Uma simples imagem, publicada neste domingo, provocou suspense nas redes sociais do Fluminense. A postagem dá indícios de que a loja online, planejada há anos, está perto de se tornar realidade. Mas há quem veja o post como um indicador do lançamento dos novos uniformes, que serão votados, provavelmente, nesta terça-feira, dia 31, no Conselho Deliberativo.

Em janeiro, Marcus Vinícius Freire, ex-CEO do clube, revelou que a Under Armour apresentou a coleção de 2019/2020 ainda nos Estados Unidos, durante a pré-temporada. Além de estar à par do andamento deste processo, o profissional, demitido há mais de dois meses, impulsionou a ideia de, enfim, levar o Fluminense para o mundo do e-commerce.

– E-commerce é uma das fontes de receita dos clubes do mundo inteiro e está dentro dos nossos planos. Os jogadores experimentaram as peças novas para 2019 nos Estados Unidos, uma coleção completamente diferente e que pode ser vendida no mundo inteiro – afirmou, à época.

Em breve contato com a reportagem do Canal FluNews, Marcus Vinícius, que está fora do Rio, prefere, pelo menos por enquanto, o silêncio quanto a assuntos relacionados ao Tricolor.

– Não gostaria de comentar os atuais problemas do Flu. Acho que quem está lá agora é que deve responder. Enquanto fui CEO, dei todas as entrevistas pedidas – justificou.


Veja a publicação e algumas suposições:

https://twitter.com/Arifigueiredof/status/1023675562651516931

https://twitter.com/dybalaffc/status/1023674847774351361


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Top