fbpx

Uma final com a triste decadência do futebol Carioca

J. Ricardo Fernandes

A final deste domingo (17) mostrou mais uma vez que o nosso futebol carioca está em decadência.

Precisamos a assumir a responsabilidade como torcedores? Sim! Porém, acima de tudo, devemos ser respeitados: como torcedores, como clientes, como apaixonados pelos clubes e, apaixonados pelo espetáculo desse esporte, chamado futebol.

Na minha opinião, o Fluminense precisa se posicionar como o clube de tradição e títulos que é.

Porque nós, torcedores, gostamos de um jogo com raça, gostamos de lotar os estádios, claro que queremos sempre a vitória mas acima de tudo queremos apoiar o nosso time do coração. Queremos gritar, cantar e aplaudir o time. Isso tudo sempre faremos independente do resultado.
Queremos um basta em todo esses assuntos políticos fora de campo e queremos ver bola na rede!

Esse é o recado e o sentimento que tenho como torcedor apaixonado pelo Fluminense.

Um abraço a todos e uma excelente semana.

 

Por: Marcelo Moreira

Ferj vê acerto da arbitragem no lance de possível pênalti em Bruno Silva

Na visão da federação, o jogador do Flu teria feito uma falta antes de ser puxado.

A Ferj divulgou um vídeo na manhã desta segunda-feira (04) onde dá sua opinião sobre o polêmico lance do suposto pênalti de Danilo Barcelos em Bruno Henrique. De acordo com o comentarista de arbitragem da federação, o jogador tricolor teria cometido uma falta antes de ser puxado.

Ainda de acordo com o comentário do vídeo, a equipe de arbitragem da partida entendeu o lance da mesma forma, marcando a falta contra o Flu ao invés do pênalti reclamado pelos tricolores.

Acompanhe o vídeo:

Ainda de acordo com a explicação do dada no vídeo divulgado pela federação, se houvesse a utilização do VAR na partida, o sistema teria sido acionado por se tratar de um possível lance de pênalti, cabendo ao juiz analisar o lance pelo monitor e decidir se houve ou não infração na jogada.

Vale ressaltar que o Campeonato Carioca terá a utilização do equipamento de VAR nas semifinais de ambos os turnos, além das semifinais e finais do Estadual. O uso ficou restrito às fases eliminatórias pois de acordo com a Ferj os clubes teriam que arcar com os custos operacionais do recurso, que seria em torno de R$25 mil por jogo.

Vasco x Flu: Tricolor têm retrospecto completamente desfavorável para o clássico de logo mais

foto: Reprodução / Twitter

O Fluminense entra em campo logo mais às 19hrs para enfrentar o Vasco no primeiro grande teste do Tricolor na temporada.

Com ambas equipes invictas no ano, o clássico pode definir quem será o primeiro colocado do grupo e, enfrentar teoricamente um adversário mais fácil, uma vez que na outra chave o Flamengo já tem o primeiro lugar garantido e Bangu com 7pts, Boa Vista com 6, Resende com 5 e Cabofriense com 4 brigam pela segunda colocação, o Botafogo com apenas um ponto ganho em quatro jogos disputados já está matemáticamente eliminado.

Além do primeiro lugar do grupo, uma vitória do Fluzão pode quebrar um longo jejum, já que o clube das Laranjeiras está há quase dois anos sem uma vitória diante do Vasco. O último triunfo Tricolor aconteceu em abril de 2017 pela semifinal do Estadual daquele ano. De lá para cá, foram seis partidas, com dois empates e quatro derrotas.

O Fluzão leva desvantagem também no confronto histórico, onde em 367
partidas, somando 118 vitórias, 104 empates e 145 derrotas. O último clássico aconteceu em novembro do ano passado, com o Vasco vencendo por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Não é só no confronto que o Tricolor tem desvantagem. O palco do jogo, o estádio Mané Garrincha, traz um grande incômodo ao Fluzão, que atuou por lá desde que o estádio foi reformado para a disputa da Copa do Mundo de 2014, em oito oportunidades, acumulando seis derrotas, um empate e uma vitória.

Ou seja, o jogo de hoje vale muito mais do que os tradicionais três pontos…

Sem acordo com o Vasco, Luís Gustavo pode pintar no Flu

Zagueiro teve atuação de destaque no returno do Brasileirão pelo cruzmaltino.

O zagueiro Luis Gustavo, de 24 anos, está em final de contrato com o Vasco, no qual o vínculo de empréstimo se encerra no próximo dia 31, não deve continuar no cruzmaltino e, seu destino pode ser às Laranjeiras.

Sem acordo com o Vasco, o jogador que é zagueiro de origem, mas atua também como lateral (tanto na direita como na esquerda) e volante, foi oferecido ao Flu e está com o nome sendo avaliado pela diretoria Tricolor.

Revelado pelo Palmeiras em 2012, o zagueiro disputou apenas 4 partidas pelo alviverde, sendo emprestado no ano seguinte ao Vitória da Bahia, onde teve mais oportunidades, disputando 62 partidas e marcando cinco gols pelo rubro-negro baiano. Depois do Vitória, o jogador acumulou passagens por Ferroviária-SP e Avaí, só voltando a se destacar na primeira metade da atual temporada, pelo Oeste-SP. As atuações o credenciou a ganhar uma oportunidade no Vasco da Gama, onde o zagueiro conseguiu acumular 34 partidas, sendo algumas delas com certo destaque, principalmente no returno do Brasileirão.

O zagueiro que ainda acumula passagens pelas seleções de base das categorias sub-15, sub-16, sub-17 e sub-20, também teria sido oferecido ao Botafogo.

 

foto – Divulgação/CRVG

Top