Vitória sobre o Cuiabá põe fim em incômodo jejum do Flu no Brasileirão

A vitória de 1 a 0 sobre o Cuiabá neste sábado (14) pós fim a um incomodo jejum do Fluminense, que já durava seis jogos fora do Rio sem vitórias no Brasileirão.

A última vitória longe de casa já durava quase seis meses e por coincidência foi pelo mesmo placar: 1 a 0 sobre o Athletico-PR e também com um gol contra. De lá pra cá, seis jogos e seis derrotas:

Santos 2 x 0 Flu

Ceará 1 x 0 Flu

Grêmio 1 x 0 Flu

Juventude 1 x 0 Flu

Atlético-MG 2 x 1 Flu

Bahia 2 x 0 Flu

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Flu chega à décima vitória seguida e alcança segunda maior série da sua história em jogos oficiais

A vitoria de 2 a 0 sobre o Millonarios colocou o Fluminense na terceira fase da Libertadores, além de deixar o time com a segunda maior série de vitórias consecutivas da sua história, sequência que não alcançava há mais de 100 anos.

A última vez que isso aconteceu foi em 1919, em uma sequência que até hoje é a maior da história do Tricolor. Naquela ocasião, o Fluminense venceu 13 partidas consecutivas, que levaram o clube ao seu oitavo título do Campeonato Carioca. Na atual sequência de vitórias, oito aconteceram no Estadual – sendo três delas nos clássicos contra Flamengo, Vasco e Botafogo – e duas na Libertadores.

Para igualar a maior série de vitórias consecutivas de sua história, o Fluminense precisa vencer seus próximos três compromissos: contra o Resende, sábado (05/03), pela Taça Guanabara; contra Olímpia-PAR ou Atlético Nacional-COL, pela terceira fase da Libertadores, na próxima semana; e Boavista, no outro fim de semana, pela última rodada da fase classificatória do Estadual. Este levantamento leva em consideração somente jogos oficiais.

Confira todas as 13 vitórias da série de 1919:

Fluminense 4 x 0 Bangu (17/08/1919);
Flamengo 1 x 3 Fluminense (24/08/1919);
Andarahy 0 x 6 Fluminense (31/08/1919);
America-RJ 2 x 3 Fluminense (09/09/1919);
Fluminense 5 x 1 Carioca (05/10/1919);
Fluminense 3 x 1 Mangueira (26/10/1919);
Bangu 2 x 3 Fluminense (09/11/1919);
Vila Isabel 1 x 2 Fluminense (16/11/1919);
Botafogo 2 x 5 Fluminense (23/11/1919);
Fluminense 4 x 3 São Cristóvão (30/11/1919);
Fluminense 4 x 2 Andarahy (14/12/1919);
Fluminense 4 x 0 Flamengo (21/12/1919);
Fluminense 4 x 1 America-RJ (28/12/1919)
.

Confira todas as 10 vitórias da série de 2022:

Madureira 0 x 1 Fluminense (30/01/2022);
Fluminense 1 x 0 Audax (03/02/2022);
Flamengo 0 x 1 Fluminense (06/02/2022);
Fluminense 2 x 1 Botafogo (10/02/2022);
Fluminense 1 x 0 Portuguesa (13/02/2022);
Nova Iguaçu 0 x 1 Fluminense (16/02/2022);
Fluminense 3 x 0 Volta Redonda (19/02/2022);
Millonarios-COL 1 x 2 Fluminense (22/02/2022);
Fluminense 2 x 0 Vasco (26/02/2022);
Fluminense 2 x 0 Millonarios-COL (01/03/2022)
.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fluminense chega ao sexto jogo sem vitória na temporada

A derrota de 2 a 1 para o Atlético-MG não só complicou o Fluminense na Copa do Brasil, como aumentou o jejum do time na temporada, que chegou ao sexto jogo seguido sem saber o que é uma vitória.

O último triunfo foi contra o Cerro Porteño, pelo jogo de volta das oitavas de finais da Libertadores, no dia 3 de agosto, há quase um mês. De lá pra cá foram três jogos pelo Brasileirão (duas derrotas e um empate), dois pela Libertadores (dois empates), quando foi eliminado pelo gol qualificado, e o de ontem, pela Copa do Brasil, com mais uma derrota.

Já eliminado na Libertadores e em desvantagem na Copa do Brasil, o time já começa a perigar no Campeonato Brasileiro, o de está atualmente na 16° colocação, primeiro time fora da zona de rebaixamento e com risco de entrar nela já na próxima rodada, quando enfrenta o Bahia.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Próximo adversário do Flu, Palmeiras alcança marca expressiva

Próximo adversário do Fluminense, sábado (14), o Palmeiras entrou em campo na tarde desta quarta-feira (11) e chegou a uma marca mhito expressiva na temporada: sete vitórias nos últimos sete jogos.

O time alvi-verde que vinha meio claudicante pelas mãos do técnico Vanderlei Luxemburgo, trocou de treinador e embalou de vez. Pelas mãos do interino Andrey Lopes, o Cebola, o time paulista conquistou quatro vitórias seguidas, número que aumentou com a chegada do português Abel Ferreira, que comandou o time em três jogos e obteve três vitórias.

Desde a saída de Luxemburgo, foram oito jogos, derrota na estréia de Cebola contra o Fortaleza por 2 a 0 e, de lá para cá, só vitórias: 5 a 0 sobre o Tigre; 3 a 0 sobre o Atlético-Go; 3 a 1 sobre o RB Bragantino; 3 a 0 sobre o Atlético-MG; 1 a 0 sobre o RB Bragantino; 1 a 0 sobre o Vasco e os 3 a 0 sobre o Ceará. Destes, foram três fora do Alianz: contra o Atlético-Go, o segundo o RB Bragantino, e contra o Vasco.

Nesta sequência, foram 19 gols feitos e apenas 1 sofrido.

Foto em destaque: Divulgação/Palmeiras

Adversário do Flu, Antofagasta vive “crise” no campeonato local

Foto: Divulgação/CDA

Equipe está há nove jogos sem vencer.

O próximo adversário do Fluminense na Copa Sul-Americana, o Antofagasta, do Chile, está mal das pernas no campeonato local, o de ocupa a 12° posição no torneio que conta com 16 equipes.

Além do péssimo posicionamento na tabela, o adversário do Tricolor atravessa um jejum de vitórias no Chile, já acumulando nove jogos sem vencer. Contando jogos em casa, no Estádio Regional Calvo y Bascuñan, o retrospecto também não e bom; são quase seis meses sem uma vitória. Em cinco jogos foram quatro empates e uma derrota.

Contra o Fluminense, nesta quinta-feira (21), só a vitória interessa ao time chileno. Qualquer empate com gols garante classificação ao Flu. Empate em 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.