“Tentei virar o máximo de bolas possíveis para ajudar o time”, Flu sai na frente, mas perde para o Curitiba no tie-break

Apesar de ter saído na frente, Fluminense não conseguiu manter o ritmo e foi vencido pelo Curitiba Vôlei por 3 sets a 2 (parciais de 23/25, 25/18, 25/18, 24/26 e 15/11), na última sexta-feira (26/02), em Laranjeiras, pela décima rodada do returno da Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei.

Com esse resultado, o time Tricolor chega aos 12 pontos, mas segue em 11º lugar na tabela de classificação.

Na última rodada da fase de classificação, o Fluminense decide seu futuro na Superliga contra o São José dos Pinhais/AIEL, décimo colocado com 13 pontos e adversário direto na luta contra o rebaixamento. As duas equipes se enfrentam na próxima sexta-feira (05/03), às 21h30, no ginásio Ney Braga, em São José dos Pinhais (PR), e o Tricolor precisa vencer para se manter na elite do vôlei nacional.

Mari, mais uma vez, foi o destaque do Fluminense com 17 pontos marcados, seguida pela jovem Mayara, com 16.

“Tentei virar o máximo de bolas possíveis para ajudar o time. Agora temos uma semana para treinar antes do jogo decisivo contra o São José dos Pinhais. Sabemos que será um jogo pegado, mas vamos para buscar a vitória”, disse Mayara.

Foto: Mailson Santana/FFC

Fluminense é batido pelo Sesi Bauru na Superliga de vôlei

Em jogo válido pela terceira rodada da Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei, o Fluminense foi vencido pelo Sesi Bauru por 3 sets a 1, parciais de 25/16, 17/25, 25/21 e 25/16, nesta segunda-feira (16/11), em Laranjeiras. A oposta Bruna Moraes, contratada para reforçar o Tricolor nesta temporada, foi a maior pontuadora do time, com 16 pontos, nove deles marcados no segundo set.

O técnico Hylmer Dias ainda não pôde contar com Fernanda Tomé, que se recupera de uma lesão na panturrilha esquerda, e Mari, que nesta segunda-feira completou uma semana de treinamento no clube. A oposta Arianne, que sofreu uma torção no tornozelo direito na primeira rodada, também desfalcou a equipe.

“Nosso time está em uma crescente. Ainda estamos sofrendo com muitas lesões e estamos atrás de muitos times fisicamente. O Bauru disputou o Campeonato Paulista, que teve vários jogos, e nós jogamos o Carioca e o Super Vôlei, que foram competições mais curtas. Estamos entrando em forma para apresentar nosso melhor vôlei e só temos a crescer”, disse Bruna Moraes após o jogo.

O próximo desafio do Fluminense na Superliga será contra o Itambé Minas, sexta-feira (20/11), às 21h30, na Arena Minas. O SporTV transmite o duelo ao vivo.

O Fluminense começou o jogo com: Giovana, Bruna Moraes, Dayse, Mayara, Fran, Juli Lazcano e Andressa (L).
Entraram: Rose, Natasha, Marcella e Julia.

“Ainda estamos sem algumas atletas” , técnico Hylmer Dias comenta sobre Flu receber o Sesi Bauru nesta segunda

O Fluminense recebe o Sesi Vôlei Bauru nesta segunda-feira (16/11), às 21h30, em Laranjeiras, pela terceira rodada do primeiro turno da Superliga Banco do Brasil feminina, em jogo fechado ao público. O Tricolor segue sem poder contar com todos os reforços contratados para a temporada. A ponteira Fernanda Tomé se recupera de uma lesão na panturrilha esquerda e Mari, recém-chegada ao clube, treina para fazer sua estreia.

“Sabemos da dificuldade da partida pela força do adversário. Ainda estamos sem algumas atletas, o que traria uma melhora na experiência da equipe. Mesmo com jogadoras jovens tentamos jogo a jogo buscar um crescimento para que a equipe crie uma identidade e possa brigar pelos nossos objetivos”, explicou o técnico Hylmer Dias.

Transmissão

O jogo terá transmissão ao vivo em pay per view pelo Canal Vôlei Brasil e o tricolor pode utilizar o código FLUMINENSE10 para ganhar 10% de desconto na assinatura. Parte do valor é repassada ao clube.

Foto: Mailson Santana/FFC

Fluminense perde para o Osasco pela Superliga

Em seu primeiro jogo fora de casa na Superliga Banco do Brasil 2020/2021 feminina de vôlei, o Fluminense acabou batido pelo forte time do Osasco São Cristóvão Saúde por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/18 e 25/21, nesta sexta-feira (13/11), no Ginásio Municipal José Liberatti, em Osasco (SP), pela segunda rodada da competição. O próximo adversário do Tricolor será o Sesi Vôlei Bauru, segunda-feira (16/11), às 21h30, em Laranjeiras.

Mais uma vez, a maior pontuadora do Fluminense foi Mayara, de apenas 19 anos, com 12 pontos (11 de ataque e um de bloqueio). Ela ficou atrás apenas de Tandara, do Osasco, com 17. A central Tricolor Fran também teve boa atuação, com nove pontos (cinco de ataque, três de bloqueio e um ace).

O Fluminense começou o jogo muito bem e abriu o placar em um ataque de Mayara na entrada da rede. Após erro de ataque do Osasco, abriu 4 a 0 com um bloqueio da ponteira tricolor e um ponto de Bruna Moraes. A vantagem se manteve até o meio do primeiro set, quando o Osasco conseguiu o empate (12 a 12). A partir daí o adversário conseguiu se impor e venceu por 25 a 17.

O Tricolor largou na frente novamente no segundo set, mas depois teve dificuldades em superar o forte bloqueio de Osasco, que abriu oito pontos no placar (13 a 5). Com bom aproveitamento nos contra-ataques, a equipe ainda diminuiu a vantagem. No fim da parcial, porém, o Osasco fechou em 25 a 18.

No terceiro e último set, o Fluminense chegou a liderar o placar no início. Com boa atuação de Tandara e Camila, o Osasco virou e segurou uma vantagem de cinco pontos durante boa parte da parcial. O Tricolor reagiu e com a central Fran no bloqueio e Mayara no ataque chegou a encostar no adversário (22 a 20). Na reta final, o time paulista soube segurar o ímpeto Tricolor e venceu por 25 a 21.

O Fluminense começou o jogo com: Giovana, Bruna Moraes, Julia, Mayara, Fran, Juli Lazcano e Andressa (L).
Entraram: Dayse, Natasha, Rose e Marcella.

Foto: João Pires/Fotojump

Fluminense é superado em sua estreia na Superliga feminina

Com pouco tempo de treinamento e ainda sem poder contar com os importantes reforços de Fernanda Tomé e Mari, o Fluminense acabou superado em sua estreia na Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei. O Tricolor foi batido pelo São Paulo FC Barueri por 3 sets a 0, parciais de 25/13, 25/19 e 25/23, nesta terça-feira (10/11), no ginásio de Laranjeiras. A oposta Arianne torceu o tornozelo direito no segundo set e teve que deixar a partida. Já a ponteira Mayara, de apenas 19 anos, foi a maior pontuadora do time, com oito pontos.

“Esta é uma temporada muito diferente de todas. Temos apenas um mês e três semanas de treinamento, com uma semana de trabalho já estávamos saltando e nosso corpo sentiu isso. Tivemos algumas quebras e ainda não estamos com o elenco completo, mas temos que superar tudo isso e virar a chave rapidamente. Nosso time é muito bom e ainda tem a Mari, que chegou essa semana. Temos atletas experientes e boas e outras das divisões de base muito boas também. Um exemplo é a Mayara, uma baita jogadora. A expectativa é boa porque, a hora que a equipe encaixar, vai dar trabalho para muito time. Mas está faltando esse encaixe, ritmo de jogo. Temos que correr contra o tempo e ter a cabeça no lugar”, disse a levantadora Giovana após a partida.

O Fluminense volta à quadra na sexta-feira (13/11), quando enfrenta o Osasco São Cristóvão Saúde pela segunda rodada da competição, na casa do adversário, às 21h30, com transmissão ao vivo pelo SporTV.

O Fluminense começou o jogo com: Giovana, Arianne, Dayse, Mayara, Juli Lazcano, Fran e Andressa.
Entraram: Marcella, Rose, Lelê, Natasha e Julia.

Foto: Mailson Santana/FFC

Super Vôlei: Flu perde para o Flamengo por 3 a 1

Ainda sem poder contar com jogadoras importantes de seu elenco, o Fluminense disputou nesta quarta-feira (28/10) sua última partida oficial durante a fase de preparação para a Superliga feminina de vôlei 2020/2021. O Tricolor teve uma boa atuação na terceira parcial, mas acabou superado pelo Sesc RJ Flamengo por 3 sets a 1 (25/14, 25/15, 22/25 e 25/15), no Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), e encerrou sua participação no Troféu Super Vôlei Banco do Brasil. O torneio amistoso reúne os oito primeiros colocados na temporada passada e foi criado para suprir o cancelamento do playoff devido à pandemia da COVID-19.

Com pouco mais de um mês de preparação até aqui, o técnico Hylmer Dias terá agora 12 dias de treinamento antes da estreia na Superliga. O Fluminense enfrenta o São Paulo FC/Barueri no dia 10 de novembro, às 17h, no ginásio de Laranjeiras, em jogo válido pela primeira rodada da competição.

As ponteiras Fernanda Tomé e Dayse, contratadas para reforçar o time na temporada, ainda não estrearam devido a dores musculares, mas devem estar à disposição de Hylmer Dias até o confronto contra o São Paulo.

O Fluminense começou o jogo com: Giovana, Arianne, Juli Lazacano, Fran, Julia, Mayara e Andressa.
Entraram: Bruna Moraes, Rose, Lelê, Natasha e Marcella.

Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV