fbpx

Voo atrasa, mas Fluminense chega a Potosí em viagem tranquila

Depois de imprevistos que atrapalharam a logística traçada para a passagem pela Bolívia, o Fluminense, finalmente, desembarcou em Potosí, terceira cidade mais alta do mundo, a 4.067 metros. Às 21h45, o time duela com o Nacional pela vaga na segunda fase da Sul-Americana.

Apesar de tranquilo, o voo sofreu um pequeno atraso. A chegada a Potosí estava prevista para 11h (horário de Brasília), mas aconteceu às 11h45. A decolagem em Santa Cruz de La Sierra, onde os jogadores estavam hospedados desde terça-feira, demorou.

Mesmo nas montanhas, o Fluminense foi recebido por dois torcedores maranhenses, que moram em Cochabamba, e, por estrada, viajaram por dez horas para assistir ao jogo.

– Será a primeira vez que acompanherei o Fluminense ao vivo. É um sonho realizado – contou um deles.

A delegação, escoltada pela polícia boliviana, se dividiu em dois ônibus para seguir para o hotel.

O único treinamento no país ocorreu na tarde desta quarta-feira, no CT do Blooming, e focou nas bolas aéreas e cobranças de pênalti.

Em razão da mudança de planos, por causa dos protestos contra o governo local, o time ficou impedido de ir a Sucre fazer a aclimatação. Significa que, nesta ocasião, enfrenta a altitude pela primeira vez.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

FluFest: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Top