Vp comercial do Fluminense renuncia através de carta endereçada ao presidente Mário Bittencourt

Ronaldo Barcellos que era Vice presidente comercial do Fluminense renunciou ao cargo através de uma carta entregue no início deste mês de outtubro ao presidente do Tricolor, Mário Bittencourt.

A informação foi divulgada pelo Blog da Gabriela Moreira, no site do GE, quando a jornalista ainda informou que o agora ex VP Comercial teve R$33 milhões bloqueados pela justiça, contudo, ainda de acordo com Gabriela, Barcelos respondeu que sua saída do clube não teria relação com o processo.

A reportagem ainda revelou que o ex-vp é réu num processo milionário movido pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Barcellos é ex-sócio na empresa Maptec Comércio e Representação LTDA, companhia que, segundo a PGFN, possui dívidas que ultrapassam R$ 300 milhões com a União, fruto do não pagamento de impostos.

Mário ainda vai comunicar a decisão ao conselho na próxima reunião, prevista para o fim do mês. Ainda não há um nome para substituí-lo. O cargo de vice comercial não é estatutário, ou seja, pode ser extinto. Mas o presidente tem um limite de até 90 dias após a homologação da vacância para extingui-lo ou substituir o responsável.