fbpx

Em súmula, juiz de Atlético-MG x Fluminense explica vermelho para Nenê

Nenê não estará sequer no banco de reservas no jogo de domingo, contra o CSA, no Maracanã, pela 15ª rodada do Brasileirão. Isso porque ele recebeu cartão vermelho por reclamação na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, na qual, inclusive, marcou seu primeiro gol pelo Fluminense.

Foram dados dois amarelos ao meia de 38 anos. Um aos 45′ do segundo tempo e outro com a partida já encerrada. Revoltado, o veterano discutiu com o juiz Wilton Pereira Sampaio e, na saída de campo, em entrevista ao Premiere, chegou a pedir a anulação da punição por considerá-la incorreta.

– Só acho que ele tem que ser consciente o suficiente para voltar atrás. Posso ter reclamado, o que for… Mas nunca o desrespeitei. Falei que tinha que ser a mesma coisa para os dois times e falei “seja correto”. E ele me deu o segundo amarelo. Só porque eu falei isso. Para mim, é um absurdo. Mas faz parte, eu estava nervoso. Ele também tem que rever, saber o que eu falei para ele. Digão estava do lado e o bandeirinha também. Então, que ele retire esse cartão – disse.

Segundo consta na súmula do confronto, Nenê agiu de maneira “acintosa e desrespeitosa” ao questionar as decisões da arbitragem e, em seguida, precisou ser retirado do gramado pelos companheiros. O documento informa ainda que o zagueiro Digão levou amarelo também pelos protestos exagerados.

– Expulsei, decorrente da segunda advertência, o atleta Anderson Luis de Carvalho por, após o término da partida, vir em minha direção de maneira acintosa e desrespeitosa reclamando contra as decisões da arbitragem e proferindo as seguintes palavras: “Seja correto, porra. É a mesma coisa, eu encosto e você apita”. Vale salientar que o referido atleta tinha sido advertido aos 45 + 5 minutos do segundo tempo pelo mesmo motivo. Após a expulsão, o atleta precisou ser contido e retirado pelos companheiros de equipe e membros da comissão técnica.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Nenê se revolta com juiz por expulsão contra Atlético-MG: “Tem que voltar atrás”

Nenê diminuiu para o Fluminense na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, mas ficou marcado no jogo deste sábado, no Independência, pela expulsão após reclamações ao juiz Wilton Pereira Sampaio. Na saída de campo, em entrevista ao Premiere, o meia se confessou nervoso e disse que quer anulação do segundo amarelo, aplicado depois do fim da partida. O primeiro saiu aos 49′ do segundo tempo.

– Só acho que ele tem que ser consciente o suficiente para voltar atrás. Posso ter reclamado, o que for… Mas nunca o desrespeitei. Falei que tinha que ser a mesma coisa para os dois times e falei “seja correto”. E ele me deu o segundo amarelo. Só porque eu falei isso. Para mim, é um absurdo. Mas faz parte, eu estava nervoso. Ele também tem que rever, saber o que eu falei para ele. Digão estava do lado e o bandeirinha também. Então, que ele retire esse cartão.

Além do gol, seu primeiro com a camisa verde, branca e grená, o veterano ainda errou passe na origem da jogada que terminou no segundo gol atleticano. Ele terá de cumprir suspensão no compromisso do próximo domingo, contra o vice-lanterna CSA, no Maracanã.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top