fbpx

Com lesão de Frazan, Fluminense deve ir em busca de um novo zagueiro

A quarta-feira (15) foi aceitada em relação ao setor defensivo do Fluminense. Se pela manhã o Tricolor perdeu Frazan, que ficará de fora de boa parte da temporada por conta de uma lesão nos ligamentos do joelho, a noite trouxe a confirmação da permanência de Digão, que rescindiu seu contrato com o Cruzeiro e irá assinar com o Flu por três temporadas.

Sem Frazan, o Tricolor tem apenas quatro zagueiros no elenco: Matheus Ferraz, Luccas Claro, Nino e Digão, o que deve fazer a diretoria ir em busca de uma nova peça para o setor no mercado e, Emerson Santos, do Palmeiras e que já teve o nome ventilado, deve receber uma nova investida do time das Laranjeiras.

Vale destacar que o jogador que esteve emprestado ao Internacional no último ano, onde foi treinado pelo atual técnico do Fluminense, Odair Hellmann. Não volta ao Palmeiras, Luxemburgo chegou a indicar que não contaria com o jogador, porém, viajou com o elenco para a disputa do torneio de verão na Flórida, nos Estados Unidos.

Outra possibilidade seria recorrer mais uma vez a Xerém, promovendo o jovem Luan Freitas, que após a eliminação da Copa São Paulo de Futebol Júnior, já treina com a equipe sub-23. Luan inclusive chegou a integrar o elenco profissional na reta final de 2019, porém não chegou a entrar em campo.

Cria de Xerém, Igor Julião renova com Fluminense até o fim de 2021

Depois de acumular empréstimos, lateral-direito assumiu titularidade em 2019, mas acabou sendo barrado após chegada de Oswaldo de Oliveira

Foto: Lucas Merçon / FFC

Igor Julião renovou contrato com o Fluminense até dezembro de 2021. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (18) pelo presidente Mário Bittencourt e o vice-geral Celso Barros, em entrevista coletiva concedida no CTPA. O vínculo antigo do jogador com o clube se encerraria no final desta temporada.

Criado nas divisões de base do Tricolor, Igor Julião acumulou empréstimos até retornar no ano passado e voltar a ser integrado ao elenco. Em 2019, ganhou espaço sob o comando de Fernando Diniz e colecionou boas atuações, com direito a assistência logo no primeiro minuto de jogo na vitória sobre o Peñarol, no Maracanã.

Porém, o lateral-direito caiu de produção nos últimos jogos e, após a chegada de Oswaldo de Oliveira, que promoveu a volta de Gilberto ao time titular, acabou sendo barrado. O atleta de 25 anos já disputou 10 partidas pelo Fluminense neste Campeonato Brasileiro.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Solução caseira: dificuldade no mercado faz Flu voltar as atenções para a base

Foto: Lucas Merçon/FFC

A diretoria do Fluminense reconhece e busca reforçar o setor defensivo, mais especificamente zaga e lateral esquerda. Porém, o Tricolor vem encontrando uma grande dificuldade em achar jogadores para o setor no mercado. Três nomes estão sendo especulados para a zaga, mas nenhuma proposta ainda foi feita.

Diante das dificuldades, o clube pode adotar uma solução usada em diversos momentos anteriores: a base.

O zagueiro Luan e o lateral esquerdo César, ambos de 19 anos, vão ganhando espaço no elenco enquanto os reforços não chegam, tanto é que os jogadores já treinam entre os profissionais. Luan, inclusive, já foi relacionado em quatro oportunidades, contudo, não entrou em nenhuma delas.

Outro nome que surge como possível alternativa, é Diogo, lateral direito de origem, mas que também atua como zagueiro. Aos 21 o jogador vêm treinando também com o elenco profissional, após retornar de uma passagem pelo Samorin

Fluminense figura entre os clubes que mais revelou jogadores atuando no Brasileirão

Foto: Lucas Merçon/FFC

O Fluminense é reconhecidamente um dos clubes com uma das melhores bases do futebol brasileiro. Nomes como Marcelo, Diego Souza, Carlos Alberto, Kennedy, Gerson, entre outros, saíram da base do clube, em Xerém, para brilhar nos gramados mundo a fora.

A base têm ajudado não só a encher os cofres do clube, como também para encorpar o time profissional, tanto é que o Fluzão é atualmente um dos clubes que mais utiliza jogadores na base no Campeonato Brasileiro 2019.

Com 11 jogadores usados até aqui, o Tricolor fica em terceiro lugar, atrás de Botafogo e Flamengo, que utilizaram 13 e 12 jogadores no atual Brasileirão até aqui.

Nomes como a dupla sensação da base, Marcos Paulo, João Pedro e Pedro, talvez seja os primeiros nomes que vêm até a cabeça do torcedor, porém, nomes mais experientes como Digão, Igor Julião e Wellington Nem também completam a lista.

Veja os 11 jogadores de Xerém utilizados no Brasileirão 2019:

Frazan, Mascarenhas, Digão, Igor Julião, Daniel, Miguel, Wellington Nem, Pablo Dyego, Pedro, João Pedro e Marcos Paulo

Fonte: Globoesporte.com

Guerreirinhos: Fluminense inaugura escolinha de futebol em Resende

Com mais de 150 crianças presentes, primeira aula visou passar um pouco da metodologia aplicada em Xerém

Foto: Divulgação / FFC

Em busca de novos talentos, o Fluminense segue expandindo sua marca e seus projetos ao redor do país. Nesta semana, o clube inaugurou oficialmente mais uma escolinha, a Guerreirinhos de Resende, que contou com 150 crianças da região logo na primeira aula. Lá será implementada a mesma estrutura aplicada em Xerém, uma das bases mais vitoriosas do Brasil. A ação tem como objetivo captar novas relevações e seguir evoluindo na formação de atletas que futuramente podem representar o Tricolor.

O ‘projeto Guerreirinhos’, como é chamado, possibilita que as escolinhas oficiais do Fluminense sejam abertas em qualquer lugar do país, ou até do exterior. Para isso, o local precisa preencher os requisitos que comprovem a possibilidade de sediar uma das franquias. Em Resende, a mais nova escolinha do Tricolor das Laranjeiras irá funcionar nas instalações da AABB RESENDE, que fica na Rua das Andorinhas, s/nº – B. Morada da Felicidade, como informou o site do clube.

Aula inaugural em Resende (Foto: Divulgação / FFC)

Fluminense muda direção do futsal buscando maior integração com Xerém

Foto: Daniel Perpétuo/FFC

Buscando uma maior integração entre o futsal e o futebol de campo, o Fluminense anunciou na última terça-feira (9), a contratação de dois diretores para comandar o futsal do clube.

Sérgio Amato e Alexandre X, se unem ao gerente de futsal, Ivan Proença, no objetivo de seguir formando e captando os melhores atletas para a base do clube, tendo a intenção de “usar” o futsal para a formação inicial dos jovens jogadores.

Vice presidente da base Tricolor, Rui Reinsiger destacou a importância dos novos contratados:

– Estamos dando sequência ao nosso trabalho de aumentar a integração do futsal com Xerém. Nosso objetivo é continuar o nosso processo de evolução de Xerém. Sérgio Amato e Alexandre X são dois tricolores apaixonados que chegam para somar no ótimo trabalho realizado no nosso futsal – destacou o diretor.

um dos maiores exemplos de sucesso dessa integração é o lateral esquerdo Marcelo, que deu seus primeiros passos no futsal, antes de brilhar nos gramados.

Fluminense salda dívida, e fornecimento de energia é restabelecido em Xerém

A concessionária que fornece energia à sede de treinos da base, em Xerém, restabeleceu o serviço na tarde desta terça-feira, após corte de luz na segunda. O Fluminense saldou a dívida no mesmo dia, mas não a tempo de impedir a paralisação do serviço. A informação foi divulgada primeiramente pelo NETFLU.

Segundo o Globoesporte.com, a falta de energia, que durou menos de 24 horas, levou os jovens que moram nas dependências tricolores a dormirem na Associação de Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil (AAFBB), próxima ao CT. Todavia, os treinamentos e as refeições não foram afetados. Hoje, o local recebeu a visita de Marcelo, cria do clube e lateral-esquerdo do Real Madrid.

Caso parecido aconteceu nas Laranjeiras. Dessa vez, no entanto, a diretoria regularizou o pagamento e não teve a luz cortada no início desta semana.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Acompanhado do filho, Marcelo visita Xerém

Foto: Divulgação/FFC

Uma das principais crias de Xerém, o lateral esquerdo Marcelo, que hoje brilha do Real Madrid, da Espanha, aproveitou o tempo de férias para visitar o lugar onde foi revelado para o futebol.

Revelado pelo Tricolor em 2005, Marcelo voltou ao CT Vale das Laranjeiras para relembrar os tempos de base. O jogador ainda aproveitou a oportunidade para levar o filho mais velho, Enzo para compartilhar do momento.

A visita que aconteceu na manhã desta terça-feira (2) foi registrada pelo Fluminense, que logo postou o momento em suas redes sociais:

Base forte: molecada tricolor é convocada para seleção sub-17

Foto: Divulgação/FFC

Não é de hoje que o Fluminense é reconhecido pela formação de jogadores. E o resultado vêm aparecendo não só nos profissionais, como também para as convocações de base.

O Tricolor que já tinha Pedro na seleção olímpica, emplacou mais três jogadores na sub-17.

O volante Calegari, goleiro Marcelo e o meia Miguel Silveira foram convocados para um período de treinamentos visando a preparação para o Mundial da categoria, que será realizado no Brasil.

Através de sua conta oficial no Twitter, o Fluminense parabenizou os jogadores.

Veja a postagem:

Base forte: se eleito, Tenório promete um maior cuidado com Xerém

Foto: Douglas Wandekochen/CanalFlunews

Xerém, a Escola de Formação de Futebol do Fluminense, está em debate. E a eleição do Fluminense será decisiva nesta questão. Em minha história com o Fluminense, devo muito à Xerém. Minha mais fantástica e inesquecível experiência aconteceu em 2009, quando nasceu o Time de Guerreiros. Foi a grande virada!

Os prognósticos diziam que o Fluminense tinha 99% de chances de cair para a 2ª divisão. E eu fui convocado para a grande virada. Naquele momento, Fred retornou aos gramados após contusão.

No campo, Fred contou com uma garotada impressionante: Maicon Bolt, Alan, Digão, Tartá e outros jovens que viriam a se destacar no futuro. A soma da experiência com a garra e a vocação dos moleques de Xerém ajudou o Fluminense. O que parecia impossível aconteceu. Viramos o jogo!

Xerém tem marcado as grandes viradas do Fluminense em campo. E, a minha história, me faz acreditar no futebol formado em Xerém. Meus adversários, por histórico, nunca acreditaram. Sempre apostaram as contratações milionárias. E só nelas.

Na hora de decidir o seu voto, pense nisso. Pense nas diferenças.

Abaixo, as minhas propostas para Xerém:

  • Utilizar parte das vendas de atletas formados em Xerém e do mecanismo de solidariedade da FIFA para reinvestir na base.
  • Proteger Xerém do interesse de empresários.
  • Base do Fluminense será ligada diretamente ao presidente, evitando desgastes das derrotas do futebol profissional e influência da política do clube.
  • Investir no setor de captação e tecnologia de informação de Xerém, para não perder jogadores observados para outros clubes.
  • Investir em estrutura e tecnologia de Xerém. Os clubes adversários estão avançando na formação de atletas e o Fluminense precisa seguir na frente da formação de jogadores.
  • Aprimorar e atualizar a metodologia de treinos da base do Fluminense, fazendo uma revisão com especialistas técnicos.
  • Manter e aumentar a % dos jogadores com o Fluminense, tendo o objetivo de chegar até 80% de direitos econômicos de todos os atletas de Xerém.
  • Aprimorar o Projeto Guerreirinhos para aumentar a observação e captação de atletas pelo Brasil e América do Sul.
  • Intensificar a integração Futsal-Xerém, com diretoria do futsal participando ativamente da base.
  • Retomar a participação das categorias de base em torneios internacionais para capacitar atletas, comissão técnica e aumentar a divulgação da marca Fluminense no cenário mundial.
  • Atrair patrocinadores específicos para a base, auxiliando no investimento de Xerém.
  • Diminuir a descontinuidade da base (jogadores que são liberados no processo), melhorando os critérios de avaliação na captação dos atletas.
    Ricardo Tenório – Chapa Libertadores
Top