Ídolo do Flu, Branco visita Xerém e elogia estrutura da base

A base do Fluminense recebeu na tarde desta quinta-feira (18/08), a visita do Coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira, ídolo e ex-dirigente de Xerém, Branco, e do observador técnico da base da CBF, o ex-treinador da base do Flu, Edgar Pereira. Os profissionais da entidade máxima do futebol brasileiro elogiaram o trabalho realizado pelo clube e as reformas na estrutura do CT Vale das Laranjeiras realizada nos últimos anos.

Minha presença aqui faz parte de um projeto nosso na CBF de aproximação com os clubes. O convite foi feito pelo presidente Mário Bittencourt, pelo vice-presidente Rui Reisinger e pelo diretor executivo de Xerém, Antônio Garcia, para ver as melhorias da base do Fluminense e fiquei muito feliz em poder voltar ao CT. O Fluminense está com uma estrutura espetacular, que melhorou muito nos últimos anos. Semana que vem vou estar em São Paulo e vou visitar os clubes da região“, disse o coordenador das categorias de base da Seleção Brasileira e ex-jogador Branco.

Tanto Branco quanto Edgar Pereira, enquanto visitavam as instalações de Xerém e acompanhavam os treinos, relembraram com carinho os tempos em que trabalharam e jogaram no Fluminense:

É sempre um prazer voltar aqui em Xerém. É um lugar que me traz muitas recordações, passa um filme na minha cabeça. Eu comecei a minha carreira como atleta aqui nestes gramados e tive uma passagem muito importante como dirigente também. Fiquei feliz em ser recebido pelo diretor Orlando Souza e pelo coordenador técnico Marcelo Veiga“, relembrou Branco.

O Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras possui uma área de mais de 120 mil m² e conta, ao todo, com sete campos, sendo um de grama artificial. Só nos últimos três anos foram criadas em Xerém a sala do novo Departamento de Captação, do CIAM (Centro de Informação e Apoio Metodológico), o espaço de Recovery e Suplementação, com cinco banheiras, a área  da Supervisão e Administração, a sala de jogos eletrônicos, a sala da diretoria e reuniões, uma área para exposição de troféus, o consultório de tratamento odontológico, em parceria com a Orthopride e o espaço de Recovery Avanutri. O antigo Campo 1 do CT foi transformado em estádio e agora pode receber jogos nacionais da CBF.

Texto: Comunicação FFC
Foto: Leonardo Brasil/FFC

Fluminense faz primeiro jogo nacional da história em Xerém

O Fluminense conseguiu a homologação do estádio Vale das Laranjeiras, localizado no CTVL da base, em Xerém, para jogos oficiais da CBF. Nesta segunda-feira (08/08), já acontecerá o primeiro jogo por uma competição nacional no local. O Sub-17 Tricolor recebe o Vasco, às 15h, pela segunda rodada do Brasileirão da categoria. O duelo terá transmissão da SporTV.

Xerém sempre foi um diferencial para o Fluminense e com a nossa chegada, conseguimos, graças aos esforços do nosso presidente Mario Bittencourt, da dedicação e criatividade do nosso diretor executivo, Antônio Garcia, e dos funcionários da nossa base, melhorar a estrutura que oferecíamos para os nossos jogadores no CT, em Xerém. Temos agora, nesta segunda-feira, este marco na história do Fluminense que é o nosso primeiro jogo oficial da CBF realizado no estádio dentro do nosso CT da base. É um legado da gestão para o futuro do clube“, disse o vice-presidente da base Rui Reisinger.

O Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras, onde fica o estádio que acontecerá a partida desta segunda, possui uma área de mais de 120 mil m² e conta, ao todo, com sete campos, sendo um de grama artificial. Só nos últimos três anos foram criadas em Xerém a sala do novo Departamento de Captação, do CIAM (Centro de Informação e Apoio Metodológico), o espaço de Recovery e Suplementação, com cinco banheiras, a área  da Supervisão e Administração, a sala de jogos eletrônicos, a sala da diretoria e reuniões, uma área para exposição de troféus, o consultório de tratamento odontológico, em parceria com a Orthopride e o espaço de Recovery Avanutri.

Os Moleques de Xerém vão poder jogar pela primeira vez onde treinam e buscam a segunda vitória na competição em busca do bicampeonato. Em 2020, o Fluminense conquistou o Brasileirão Sub-17 com o time que ficou conhecido como a “Geração dos Sonhos”.

Texto: Comunicação/FFC
Foto em destaque: Leonardo Brasil/FFC

Zagueiro sueco passa por período de testes em Xerém

O zagueiro Victor Lundqvist está passando por um período de testes com a base do Fluminense, em Xerém. O sueco de 21 anos vai ficar ao longo do mês de maio no clube e, caso seja aprovado, poderá assinar um contrato.

Vale destacar que ao longo deste período de testes, Lundqvist não tem nenhum vínculo empregatício com o clube, ou seja, caso não seja aprovado, o Flu não terá que pagar nenhum tipo de multa para liberar o jogador.

Foto em destaque: Divulgação

Tática Didática: A base do Flu é subestimada

O Fluminense, hoje, conta com jogadores formados na categoria de base no time profissional. Os principais destaques são os atacantes Kayky e Luiz Henrique. O primeiro, inclusive, está vendido para o grupo que controla o Manchester City, da Inglaterra.

Mas o fenômeno de ter jovens promessas no time titular não é novo no clube. Nos últimos anos, Xerém tem se revelado um local que revela muitos talentos. Se pensarmos nos últimos anos, temos Gerson e João Paulo, por exemplo. E se formos mais atrás, podemos lembrar de Marcelo e os irmãos Fábio e Rafael.

No entanto, diante da grande mídia, Xerém não é destaque. Normalmente se falam das bases de Santos e São Paulo, que também formam bons atletas. E, recentemente, até a do Flamengo foi mais falada que Xerém.

Uma das explicações para este “fenômeno”, acreditamos, é o fato do Fluminense vender bem cedo as promessas. Algumas delas nem entram em campo pelo time principal.

No vídeo abaixo, falamos sobre o tema. Assista e participe deste debate conosco. Você concorda que a base do Flu é subestimada?

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Mais um! Meia-atacante Cauã Silva, do sub-17, assina primeiro contrato profissional com o Flu

Além do atacante Dioguinho, foi a vez de mais um jogador da geração 2004 renovar com o Fluminense. O meia-atacante Cauã Silva, do sub-17, assinou seu primeiro contrato profissional com o clube, válido por três anos.

Vindo do Madureira, Cauã chegou ao Flu em 2019, e vai integrar a equipe sub-17 Tricolor nessa temporada.

Nas redes sociais, o jovem comemorou a assinatura de seu contrato:

Atual campeão da categoria, o Fluminense estreia no campeonato brasileiro sub-17 contra o Fortaleza no dia 8 de maio, às 15hrs, nas Laranjeiras.

Foto: Arquivo pessoal

Autor do segundo gol contra o Boavista, John Kennedy fala sobre parceria com Kayky

Após iniciar a temporada entre os titulares, o atacante john Kennedy acabou perdendo espaço no Fluminense com a escalação de parte do elenco principal. No entanto, o atacante entrou no segundo tempo da partida contra o Boavista, quando marcou o segundo gol do jogo, seu primeiro na temporada.

A jogada foi toda produzida por Xerém, com passe de Kayky e finalização de John. Dupla essa que já era entrosada na vase. John Kennedy atuou com Kayky no Sub-17 do Flu em 2019 e conquistaram o Carioca e chegaram às semifinais da Copa do Brasil, time precursor da “Geração dos Sonhos”.

Jogamos juntos pelo Sub-17. Realmente, é fácil demais (jogar com ele). Um jogador diferenciado e muito habilidoso. Quando percebi ele vindo com a bola, já sabia que alguma coisa boa ele ia fazer. E foi um passe perfeito, que me deixou em boas condições de finalizar na saída do goleiro. Kayky é acima da média e tenho certeza que ainda vai ajudar muito o Fluminense – disse o atacante em entrevista ao portal GE.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Uh vem que tem! Meninas do Flu vencem Inter nos pênaltis e conquistam o Brasileiro Feminino sub-18

Teve emoção! Depois de derrota no tempo regulamentar, meninas do Flu vencem o Internacional nos pênaltis por 7 a 6 e conquistam o título do Brasileiro Feminino Sub-18 nos pênaltis. Destaque da partida, a goleira Ravena defendeu quatro cobranças da equipe Colorada.

Após vitória no primeiro jogo por 2 a 1, Tricolor perdeu a partida da volta por 4 a 1 no Beira-Rio. Como a competição não tem saldo de gols como critério de desempate, a disputa do título ficou para as cobranças de pênalti.

A goleira Ravena, de 16 anos, foi a heroína do título, defendendo quatro pênaltis do Inter e garantindo o primeiro título do Fluminense no futebol feminino em qualquer categoria.

Campanha Tricolor no Brasileiro Sub-18:

  • 13 jogos
  • 8 vitórias
  • 1 empate
  • 4 derrotas
  • 18 gols marcados
  • 11 gols sofridos

Foto: Thais Magalhães/ CBF

Flu inicia melhorias em Xerém; Projeto é de investir até R$ 6 milhões em reformas na estrutura a longo prazo

O Fluminense segue investindo na base. Além das renovações de contrato dos jovens atletas, o clube projeta melhorias na estrutura de Xerém e uma reformulação a longo prazo no CT Vale das Laranjeiras.

O presidente Mário Bittencourt inaugurou algumas melhorias na semana passada, como banheiras de gelo e hidromassagem. Novas obras estão previstas para começar a partir de Abril.

Segundo informações do portal GE, a estimativa é de investir cerca de R$ 6 Milhões a longo prazo na expansão do CT. O projeto de reformulação da estrutura passa por construção de novos vestiários e cabines de imprensa para transmissões de jogos.

Os planos para 2022 são a construção de um prédio perto dos campos para abrigar as partes de fisiologia, fisioterapia, academia, piscina e a pasta administrativa, nos mesmos moldes do CT Carlos Castilho, da equipe profissional, e deixar apenas a área de hotelaria na parte alta, na entrada do CT Vale das Laranjeiras.

Fonte: GE

Foto: Ralff Santos/FFC

Jovem é aprovado em período de testes e reforça a base do Flu

O Fluminense segue ativo no mercado em busca de reforçar seu elenco para a temporada 2021. Porém, o clube segue com os olhos voltados para a base, onde também vem se reforçando.

Buscando encontrar jovens promissores, o Tricolor acertou com o meia-atacante Pedro Careca, de 16 anos. O jogador estava no Galvez-AC, e foi integrado ao elenco aub-17 após ser bem avaliado em um período de testes que realizou em Xerém.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Jornalista destaca a força do Flu: “conseguiu se equipar ao Galo de Sampaoli”

O Fluminense chega na reta final do Brasileirão com grandes chances de terminar entre os quatro melhores times do campeonato, podendo para isso desbancar o São Paulo ou Atlético-MG, ambos à frente do Tricolor por apenas dois pontos.

A campanha vem chamando atenção principalmente pelo investimento do clube, que é bem menor se comparado aos adversários. Além disso, o clube teve que se refazer ao.longo da competição, quando perdeu a base do time tirular, além do técnico Odair Hellmann.

Para se refazer, o clube contou com a força de Xerém não só dentro de campo, como também fora dele, quando apostou em Marcão para seguir comandando a equipe.

A campanha chama atenção da grande mídia, que inclusive já coloca o Flu de Marcão no mesmo patamar que o badalado Atlético-MG de Jorge Sampaoli, como destacou o comentarista Jorge Nicola:

– O Flu tem a melhor base do Brasil! Você duvida? O time tem sido capaz de manter uma equipe competitiva graças aos atletas revelados na categoria. Saíram vários jogadores e a base conseguiu segurar. Graças a base, o Flu conseguiu se equiparar ao Galo de Sampaoli – destacou o jornalista.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC