fbpx

Organizada do Fluminense é banida dos estádios por um ano

O Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos baniu dos estádios brasileiros a Young Flu, maior organizada do Fluminense, por um ano. Em caso de descumprimento, a multa a ser aplicada é de R$ 20 mil. O prazo passa a valer a partir de agora, embora o grupo já estivesse suspenso há alguns meses, porque a Justiça considerou desobediência à proibição anterior.

A decisão, baseada no artigo 39 do Estatuto do Torcedor, veio em resposta a tumulto entre tricolores e integrantes da Força Jovem do Vasco em clássico em fevereiro de 2015, no Nilton Santos.

“A torcida organizada que, em evento esportivo, promover tumulto; praticar ou incitar a violência; ou invadir local restrito aos competidores, árbitros, fiscais, dirigentes, organizadores ou jornalistas será impedida, assim como seus associados ou membros, de comparecer a eventos esportivos pelo prazo de até 3 anos”, prevê o artigo 39.

Tal confronto ocorreu nas redondezas da estação de trem do Méier, Zona Norte do Rio. À época, 87 pessoas foram detidas. Em campo, o Cruz-Maltino venceu por 1 a 0, pelo Campeonato Carioca.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Organizada comparece a treino no CT em apoio ao elenco para clássico com Flamengo

Na manhã desta sexta-feira, doze membros da Young Flu, organizada do Fluminense, foram liberados para assistir ao treino que encerrou a preparação para a semifinal do Campeonato Carioca, amanhã, contra o Flamengo. Foi uma ação em apoio ao elenco.

Os tricolores acompanharam trecho do aquecimento, cumprimentaram os jogadores e conversaram rapidamente com o técnico Fernando Diniz. O clássico, marcado para 19h, ocorrerá no Maracanã e deve atrair um público superior a 30 mil, número de ingressos vendidos até o fim da tarde.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Conselheiros e membros de torcida organizada doam cestas básicas a funcionários do Fluminense

Um grupo de conselheiros oposicionistas se uniu a membros da Young Flu, uma das principais organizadas do Fluminense, para um ato de solidariedade neste fim de ano, nas Laranjeiras. Na manhã deste sábado, o grupo distribuiu 150 cestas básicas e 150 panetones aos funcionários do clube e da empresa terceirizada Sanatto, que cuida da limpeza na sede.

– É o nosso dever, como tricolores que somos, agradecer aos funcionários mais humildes que, mesmo com os seus salários atrasados, nunca deixaram de trabalhar pelo nosso clube – escreveu a Young Flu em rede social.

Os responsáveis associaram a iniciativa ao problema dos salários atrasados. Atualmente, o único mês não pago é o de novembro, que venceu nesta sexta-feira e deve ser regularizado com o dinheiro das vendas de João Pedro e Ayrton Lucas. As doações são consequência de arrecadações dos torcedores.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top