fbpx

Fã de Ganso, centroavante do Ypiranga-RS celebra jogo contra o Fluminense: “Saio de campo honrado”

Embora eliminado da Copa do Brasil na quarta-feira, o centroavante Jackson, que joga no Ypiranga-RS, deixou o Rio de Janeiro com sonhos realizados. Ele, que era pedreiro, se revelou fã de Paulo Henrique Ganso, reforço anunciado em janeiro pelo Fluminense.

– Vi o Ganso jogar no Santos e na seleção brasileira e largava tudo. Vim para o futebol em 2017, tenho só dois anos de profissional. A inteligência que ele tem, a qualidade, são poucos no mundo que têm. Falei para ele que tenha fé em Deus, que vai honrá-lo.

Após a goleada por 3 a 0, na qual o camisa 10 marcou seu primeiro gol pelo clube, de barriga, Jackson cumprimentou o craque e, em entrevista à TV Globo, ainda incrédulo, comemorou o encontro e o jogo no principal estádio brasileiro.

– Sou privilegiado. Eu saio de campo honrado por jogar contra os caras e contra o Ganso. Sou um cara realizado. Sempre quis jogar no Maracanã, ainda mais contra essa fera aí.

Logo em seguida, veio a resposta de Ganso à declaração curiosa do rival.

– É gratificante ter muita gente que torce por mim. Já tem um menino ali esperando a camisa, que eu tinha prometido. Fico muito feliz.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Ganso marca gol de barriga sobre o Ypiranga-RS e recorda 1995: “Decidiu título para a gente”

Paulo Henrique Ganso marcou seu primeiro gol pelo Fluminense à melhor maneira: de barriga, como Renato Gaúcho no histórico clássico com o Flamengo no Campeonato Carioca em junho de 1995. Foi na goleada por 3 a 0 sobre o Ypiranga-RS, nessa quarta-feira, no Maracanã, que garantiu a classificação à terceira fase da Copa do Brasil.

– Gol histórico (o de 1995), mas tem grande diferença. Um decidiu o título para a gente, e hoje eu pude ajudar na classificação. É ótimo. Conseguimos nosso objetivo, que era vencer e classificar. Cumprimos nossa obrigação e agora é pensar no jogo de domingo e nos próximos. Espero que nos próximos jogos possa marcar mais gols – declarou o meia.

O camisa 10 deixou o campo no fim do segundo tempo alegando cansaço. Após ficar sem jogar desde o início de dezembro, ele estreou com a camisa verde, branco e grená no dia 22, enfrentou o Resende, dia 1º de março, e chegou ao terceiro jogo desde a sua contratação.

– Estou só um pouco cansado e preferi sair. Sobre a nossa sequência, o time vai melhorando a cada partida, e a gente tem que vencer sempre – explicou.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top