fbpx

Rodada quase perfeita: só faltou a vitória do Fluminense

Foto: Divulgação/FFC

A rodada que começou de forma ruim do o empate do Fluminense diante do Atlético Mineiro por 1 a 1, deu um alento ao Tricolor na noite de domingo (17), com as derrotas de Botafogo e Ceará.

É o que já parecia satisfatório melhorou na noite desta segunda-feira (18) quando Cruzeiro e Avaí empataram por 0 a 0 no Mineirão.

Os resultados só não foram melhores porque não serviu para tirar o Tricolor da zona de rebaixamento, onde ocupa a 17° colocação com 35 pontos, um atrás de Cruzeiro (16°), Botafogo (15°) e Ceará (14°), todos com 36 pontos.

A próxima rodada no entanto pode ser ainda melhor para o Tricolor, que dos quatro é o que tem teoricamente o jogo mais fácil, contra o CSA, em Maceió.

O Cruzeiro visita o Santos, enquanto Botafogo e Ceará jogam em casa, contra Corinthians e São Paulo respectivamente.

Apesar de segurar o Cruzeiro, o empate decretou o rebaixamento matemático do Avaí.

Campanha pra esquecer: Fluminense passou todo Brasileirão na parte de baixo da tabela

Foto: Divulgação

Faltando seis rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Fluminense vive seu drama particular: a fuga do rebaixamento.

Engana-se porém quem pensa que isso é obra do acaso. Em mais de 30 rodadas disputadas, o Tricolor não esteve em hora alguma na parte de cima da tabela, tendo sua melhor colocação ao longo de todo o Campeonato, o modesto 13° lugar.

Na ocasião, o Tricolor bateu o Bahia por 2 a 0, no Maracanã e abriu seis pontos para o Z-4.

Depois disso, foram cinco jogos sem vencer, com três derrotas e dois empates, o que fez Flu voltar para a zona do rebaixamento.

Vitória diante o São Paulo faz chance de rebaixamento do Flu despencar

Foto: Lucas Merçon/FFC

A vitória de 2 a 0 diante o São Paulo na noite da última quinta-feira (7), no Morumbi, serviu não só para tirar o Fluminense da zona de rebaixamento, como também diminuiu significativamente as chances matemáticas de queda do Tricolor.

Sr antes da partida o risco estava em 56%, após o triunfo, a chance reduziu aos 33%, caindo quase pela metade.

Há de se preocupar porém com o fato de times atrás do Fluzão na tabela, como Cruzeiro e Botafogo terem ainda sim um risco menor que o Tricolor.

Fluminense depende das próprias forças para deixar o Z-4 já nesta rodada

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense entra em campo na noite desta quinta-feira (7) às 19h 30 para enfrentar o São Paulo, no Morumbi.

Brigando para deixar a parte de baixo da tabela, o Fluzão dependa apenas de suas forças para deixar o Z-4 já nesta rodada. Com o empate do Cruzeiro diante do Athletico-PR na noite de quarta (6), na Arena da Baixada, uma vitória do Flu faz a agremiação das Laranjeiras empatar em número de pontos com a equipe mineira, mas levando vantagem nos critérios de desempate.

Ainda existe a possibilidade de ultrapassar Botafogo e Ceará, que entram em campo também nesta quinta-feira (7), quando enfrentam Flamengo e Internacional, respectivamente. Vale destacar que o Flu só ultrapassaria um dos dois ou até mesmo as.duas equipe em caso de derrota, uma vez que ambos levam vantagem em relação ao Tricolor nos critérios de desempate.

Vale destacar ainda que o único resultado que vale para o Tricolor deixar a temida zona de rebaixamento é a vitória.

Vice geral, Celso Barros aponta possível culpado pela delicada situação do Flu no Brasileirão

Foto: Divulgação

Vice presidente geral do Fluminense, Celso Barros fez uma postagem em sua rede social na tarde desta segunda-feira (5), onde fez um balanço dos 30 jogos da atual gestão, presidida por Mário Bittencourt.

Na postagem, Celso apresentou uma porcentagem do clube dentro do Campeonato Brasileiro, onde, na visão de Barros, a situação do clube seria bem diferente se tivesse agido antes na troca de comando do time.

Ainda de acordo com os números apresentados pelo dirigente, o aproveitamento quase que dobrou se comparado à época do ex treinador Fernando Diniz, que deixou o clube com 27% de aproveitamento, contra 42% atualmente, somando as passagens de Oswaldo de Oliveira e do atual treinador, Marcão.

Celso ainda fez um prognóstico do que o clube precisa para escapar do rebaixamento e, de acordo com o dirigente, seria 60% de aproveitamento em oito jogos.

Fluminense volta a depender do Cruzeiro para sair do Z-4 na próxima rodada

Foto: Lucas Merçon/FFC

Com a derrota do Fluminense para o Ceará somada a vitória do Cruzeiro sobre o Botafogo, o Tricolor voltou para a zona de rebaixamento, sendo ultrapassado exatamente pela equipe Celeste.

Faltando apenas nove rodadas para o fim do Campeonato, a torcida Tricolor já começa fazer as contas e secar os adversários para que clube das Laranjeiras não termine 2019 rebaixado à Série B.

Apesar de ter entrado na zona, o Flu já pode deixar o Z-4 nessa próxima rodada. Basta ganhar e torcer por um tropeço do Cruzeiro, único time que pode inverter de posição com o Tricolor nessa rodada.

Para que isso aconteça o Flu tem de vencer seu jogo contra o Vasco, no sábado (2), e o Cruzeiro não pode vencer o Bahia, no jogo de domingo (3), em Minas.

Em caso de vitória, o Fluminense passa a torcer apenas pelo empate do Cruzeiro, uma vez que empatariam em números de pontos, 33, mas o Flu superaria a equipe mineira no número de vitórias.

Em caso de vitória, além de sair da zona, o Tricolor pode encostar em outra equipes, como Ceará e Botafogo, ambos com 33 pontos, mas em vantagem nos critérios de desempate. Resultados completamente possíveis, uma vez que o Botafogo joga contra o Santos, na Vila Belmiro e o Ceará enfrenta o Palmeiras, também em São Paulo.

Fluminense perde para o Flamengo e volta a ser ameaçado pela zona de rebaixamento

Deu Flamengo no sexto clássico com o Fluminense em 2019. A derrota no Maracanã, perante maioria rubro-negra, começou a ser desenhada aos 3 minutos, quando Bruno Henrique marcou de cabeça, em cochilo da zaga após cobrança de escanteio. No lance anterior, Yony González havia dado a bola nos pés de Gabriel, dentro da área; Muriel mandou pela linha de fundo.

Logo em seguida, Wellington Nem completou, de voleio, cabeceio de Yony. Diego Alves espalmou, mas a jogada, provavelmente, seria anulada em caso de gol, em razão da posição irregular do atacante. A resposta veio num contra-ataque que terminou com Gabriel frente a frente com Muriel, novamente melhor no duelo com o artilheiro do Campeonato Brasileiro.

Aos 10′, o VAR entrou em ação. Anderson Daronco analisou suposto pênalti de Nino em Gabriel e, dois minutos depois, ordenou o prosseguimento do jogo. O rival seguiu dando trabalho a Muriel. Defendeu finalizações de Éverton Ribeiro e Rodrigo Caio; entretanto, só olhou as perigosas cabeçadas de Frazan e Vitinho.

Na primeira etapa, o Tricolor arrumou duas boas investidas. Wellington Nem arrancou e chutou para Diego Alves espalmar. No fim, Yony González acertou voleio para fora, com o goleiro já vencido.

Os erros depois do intervalo continuaram os mesmos. A marcação alta do Flamengo dificultava a saída de bola do Time de Guerreiros, que acabava se enrolando. Numa das chegadas, saiu o segundo gol: Gérson, revelado pelo Fluminense.

A intensidade rubro-negra caiu e, mesmo assim, o Tricolor pouco conseguiu ameaçar. Pelo contrário: chegou a apenas observar a troca de passes, enquanto a torcida rival cantava “Olé”. Frazan, caído, quase diminuiu, já nos acréscimos, ao finalizar para mais uma boa defesa de Diego Alves.

O segundo revés seguido recoloca o clube das Laranjeiras em condição delicada no Brasileirão, apesar de ainda ocupar o 15º lugar e não sofrer risco de cair para o Z-4. Por outro lado, perde uma posição se o Ceará vencer o Bahia, amanhã, na Fonte Nova, e empata em pontos com o CSA se este vencer o Botafogo no Nilton Santos. O próximo compromisso é diante da Chapecoense, sábado, no Maracanã.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Rodada boa: além da vitória Tricolor, resultados deixam Flu por uma vitória de sair do Z4

Foto: Divulgação/FFC

A 18° rodada do Campeonato Brasileiro foi ideal para os planos do Fluminense. Além da vitória da equipe das Laranjeiras, no sábado (7), diante do Fortaleza, fora de casa, os adversários diretos do Flu na briga do rebaixamento perderam.

Cruzeiro e Chapecoense, foram derrotados em seus respectivos jogos e deixaram o Fluzão por apenas uma vitória de deixar a zona do rebaixamento, ou seja, um triunfo diante do Palmeiras, na próxima terça-feira (10) em São Paulo, deixa o Flu fora do temido Z4.

Vale lembrar que a partida diante do time paulista é o jogo atrasado da 16° rodada, o que faz o Tricolor depender apenas de suas forças para deixar a zona.

Salvo de novo pelo Cruzeiro, Fluminense termina rodada acima do Z-4

Derrotado pelo Atlético-MG por 2 a 1 no sábado, no Independência, o Fluminense contou, de novo, com ajuda do Cruzeiro (17º) para permanecer uma posição acima da zona de rebaixamento do Brasileirão, com 12 pontos. Dessa vez, graças ao empate cruzeirense em 2 a 2 com o lanterninha Avaí, em Santa Catarina.

Até a Chapecoense (18º) poderia recolocar o Time de Guerreiros entre os quatro piores. Porém, foi goleada pelo Ceará nessa 14ª rodada e se manteve com 10 pontos, um a menos que a Raposa.

Vasco (15º) e Fortaleza (14º), ambos com 14 pontos, enfrentarão, respectivamente, Goiás e o vice-lanterna CSA, podendo, em caso de triunfo, abrir vantagem de 5 pontos para o Tricolor.

Domingo que vem, o Maracanã recebe, às 16h, Fluminense x CSA. Suspenso, Nenê é ausência confirmada. Pedro, substituído em BH com dores na coxa direita, passará por exames e, por isso, ainda é dúvida.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top